quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Boas Notícias II

1.Segundo a sábia orientação de Bento XVI em que convoca a imprensa para ser mensageira de boas novas,seu conselho veiculou ao publico por ocasião da visita que fez este ano ao jornal oficioso da Santa Sé: L'Osservatore Romano. Os primeiros da história p.C foram os anjos em Belém de Judá na noite de Natal do primeiro ano da era luminosa e de lá para cá muitos e muitos se incumbiram desta missão. E quem não está ávido por surprêsas boas que enlevam os corações, trazem um ar fresco e dêem sentido à vida?

2. Não precisa ser de ordem financeira, da loteria ou qualquer coisa assim. Tem as que alegram o espírito e ao partir deixam após si um gostinho de visão beatífica, do super prêmio da alma em lá chegando no céu. Por isso a chamada do Sumo Pontífice para esta questão primordial da existência humana: procurar dar e receber boas notícias, serve excepcionalmente para aquecer o espírito e propagar a paz sem condições, a solidariedade universal, a harmonia dos lares, cidades, paises e nações.

3. Vamos nessa gente sensata, pois o tempo escoa na fugaz imagem de seu instante passageiro, não para, está sempre em movimento, assopra canções, vozes arcanas, desenha nuvens, delinea pores de sol, amanheceres radiosos, meio dia de algazarra inocente, tardes de melancolia abrangentes.

4. E por aí vamos, anuindo ao conselho de Sua Santidade, homem probo e a altura dos grandes desafios atuais; fazer eco do que Ele pronuncia torna-se para este poeta mínimo uma extensa alegria, máxime nesta atmosfera vazada de pessimismo, problemas reais, crises espantosas, tempestades sem hora para começar, sem noção para terminar.

5. Por isso a necesidade das notícias boas, para dizer que nem tudo está perdido, estamos vivos e queremos o mundo bom com oportunidades iguais para todos, sobreguardando o esfôrço, capacidade e talento de cada um em particular, assim sendo fazendo de fato um mundo melhor, mais atraente, belo e puro para nossa geração e os séculos futuros.

6. -' Poeta da fala iluminada, quantas cascatas juntas! ' E se não existir esta outra vida, o que vai adiantar tanta dedicação, amigo? - Calma, meu compadre, vamos em partes distintas, mesmo se não houver a vida do depois, se viver o mandamento do amor, vai ser feliz aqui e receber o reconhecimento justo da posteridade, vai receber o sorriso das pessoas e ser alcunhado de justo.

> Mas se existir a vida do depois, e a atravessia nos encontrar de mãos vazias e quando muito com o talento que recebemos intacto, aí que serão elas e outras, é melhor não pagar para ver e começar desde já a movimentar o esqueleto , pois ninguém que eu saiba ficou para semente...

7. O próprio equilibrio terreno solicita que o homem seja bom,honesto ,cordato e solidário, todo o movimento da natureza o encaminha nesta direção, e o mal é um exceção barulhenta e sem fundamento natural.

8. Tanto é assim que na camada dos mais jovens, ainda não corrompidos pelos anos da idade madura eles são mais conservadores e abertos aos candentes problemas atuais e já acenam para as soluções cabais, detém inteligência e tecnologia e estão galgando os postos chaves das decisões planetárias, não tem preconceitos, nem maldades deliberadas, se associam e olham o ambiente pela câmera exata da igualdade social e dignidade humana.

9. Veja você, meu caro consulente  a notícia boa estampada  no Diário do Comércio à página 18 de 6/7/2011 na seção de economia, assina a matéria a jornalista, Neide Martingo. Transcrevo alguns tópicos: " Os adolescentes de todo o mundo, com idades entre  oito e 16 anos, consumirão US$ 208,7 bilhões em 2011. Eles são chamados de geração D, de digital, e nasceram entre 1994 e 2002. O grupo é sucessor da geração Y - a garotada que nasceu entre 1978  até 1994."

10. E continua a lúcida explanação deitando luzes a uma compreensão exata destatribo hodierna com seus anseios, sonhos desejos e inteligência privilegiada, promessa de uma era diferente e mais consequente com o planeta que  habitam:  "... os adolescentes apreciam o consumo de bens virtuais São conectados aos videogames,  ao computador, ao celular, afirmou a analista de tendências da Voltage, Lívia Hollerbach. A empresa representa no Brasil o instituto britânico The Future Laboratory, autor do estudo The Future Report Teens. O levantamento aponta auma nova forma de consumir e de se relacionar com as marcas. Os adolescentes não compram não só grifes e produtos, mas também conceitos e idéias, afirmou Lívia."

11. "... A geração D é extremamente ligada à tecnologia. Os nativos digitais têm a tecnologia como o segundo cérebro ou terceiro braço, afirmou a executiva. No exterior os jovens preferem os computadores às TVs . Para Lívia, este será o futuro do Brasil. Por aqui, ainda enfrentamos a limitação da infraestrutura. Mas o comércio e a industria têm se voltado ao modelo virtual para criar produtos e vendê-los. O adolescente pode estar na rua - mas vendo, pelo celular, o lançamento da grife predileta. O poder da informação hoje está nas mãos de quem a compartilha, não de quem a detém."

12. O ponto mais importante, a meu ver é esta informação de Lívia Hollerbach que o citado Jornal e Neide Martingo trazem sobre seu estudo sério e bem elaborado: "... Lívia diz que o consumismo vem acompanhado de preocupação com o meio ambiente, a economia, e o uso responsável da água,entre outras . Os varejistas precisam aprender a conversar com estes consumidores, oferecendo produtos com formato ágil e moderno." A reportagem da qual  destaquei alguns itens traz a chamada sugestiva: ' O consumo real da geração 'virtual'

>> Caro consulente, existe sim a outra vida, espiritual , e que a fala humana não consegue açabarcar inteiramente, pois pertence a escala da alma. Enquanto vivemos neste vale de lágrimas e ilusões, temos pequena mostra do que será  a felicidade etérea. Carregamos alegrias, sentimos tristeza, medo, coragem, remorso, cultivamos anseios interiores, isto tudo está a cargo dela e de sua psique imortal, e não da matéria efêmera, que se agita, se esculacha, e se não bem agrilhoada ao transcendental, só pensa e faz asneiras.

13. Para lá rumamos em 2012... inexoravelmente para o bem do povo e felicidade de novo. Eles estão na pauta do dia e ficarão por muito e muitos anos, e são a esperança do mundo acerca deles Cristo ás margens do lendário mar da Galiléia profetizou com palavras perenes:' Deixai vir a mim as criancinhas, pois delas é o reino dos céus.'

14. Que o Menino Deus fomente em todos os corações o desejo reto, as intenções sinceras, e o cuidado extremo para com a  Mãe Terra, agora e para sempre,  amém. Um auspicioso 2012 para todos os leitores que me acompanharam na jornada mínima, a todos aos irmãos Blogueiros do mundo todo, ao Google soberano, Redes Sociais afins e coligadas, o caloroso salve deste 365 poemas e seu autor !

15. Quem puder, aqui em São Paulo, cidade dos contrastes , eleita juntamente com o Rio de Janeiro, cidade eternamente maravilhosa, e estado de minha origem interiorana, as duas foram as mais visitadas neste ano que se avizinha do fim.Bom eu queria fazer um apelo a favor dos moradores de rua daqui de sampa, no sentido de ações conjuntas dos orgãos públicos, empresas e comunidades de bairro, para que façam cessar tanta penúria, tanto abandono.

17. Ao brindar a champanha, lembre-se de que eles estão à margem da sociedade de consumo, à margem de um teto, aconchego, sem uma muda roupa limpa,sequer, sem  um prato de arroz, feijão, salada e bife. A sociedade parece não ver isto inteiramente e se blinda nos seus condomínios, casas e automóveis, como se todos eles fôssem marginais e coisas deste gênero.

18. Que venha o 2012, diferente, mais enlaçado no calor humano de fato, mais consequente com sua responsabilidade social, mais temente a Deus, mais amigo dos anjos e santos, mais de bem com vida espiritual, mais próximo, bem juntinho daquela que é e será sempre para todo gênero humano, como cantou Bernardo de Claraval: Mãe de misericordia, a clemente, a doce sempre Virgem Maria. Que Ela rogue por nós durante todo o ano vindouro para que ele seja bom para todos.

Helder Tadeu Chaia Alvim



quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Boas notícias I

1.Boas notícias!  Tão raras nos dias que correm na velocidade assombrosa dos zebibytes integradores que não sei por onde começar, confesso ser difícil desenvolver o tema. Depois de refletir resolvi dar largas à imaginação e não fugir do páreo proposto. O contrário se torna fácil, nos cliques despreocupados pescamos tramas, tragédias, mal feitos, desconexões a mais não poder. Ligue a telinha, se não tem novelas, os jornais de praxe, com sua seriedade conhecida,o fantástico, o globo reporter e rural, vamos invariavelmente tomar conhecimento de fatos e episódios que fazem os polidos corarem de vergonha e nossos ancestrais remexerem na tumba que jazem, locupletos de boas intenções e ações que os dignificaram, quer no anonimato do seio familiar, quer nas justas que desafiaram seu espírito empreendedor, quer nos rosários que genuflexos entoaram à Virgem Santa no mês de maio florido.

2. Folheando despreocupadamente o matutino 'Diário do Comércio', me chamou a atenção na página 12 -Logo de 6/7/2011, duas matérias que considero de bom augúrio, a primeira no canto M da página diz:que o 'Papa quer ler boas notícias': " O Papa Bento XVI disse ontem que os jornais devem informar os problemas sociais, mas não deveriam se esquecer de oferecer aos leitores mais notícias positivas e encorajadoras. Na ocasião de sua visita à redação do jornal da Santa Sé , L'Osservatore Romano , declarou que muitos dos problemas sociais são causados por "um progressivo afastamento dos valores humanos e cristãos."

3. Realmente tem tudo a ver e vem à calhar esta fala do" Doce Cristo na Terra" , um legítimo sucessor de Pedro, encarregado de ligar nosos destinos ao céu ininterruptamente, um pastor que pensa com o coração e faz suas todas as dores da humanidade, suas  as esperanças de todos nós .Dar vazão e projeção ao seu sentir é algo que considero primordial, e este blog mínimo não poderia omitir, também porque a travessia se aproxima inexorável e será pedido a todos  uma reserva considerável  de espiritualidade para sair ileso do outro lado.

4. A segunda,  na mesma página no G Eologia conta  a descoberta fabulosa do nossos irmãos nipônicos: "Cientistas japoneses anunciaram ontem a descoberta de mais de 100 bilhões de toneladas de minérios raros, como o ítrio, monazite, bastnasite, xenótimo, e loparite no fundo do mar , alguns dos quais essenciais na tecnologia. A descoberta aconteceu em ares próximos ao Havaí e Taiti, no Oceano Pacifico."

5. Vamos aguardar o desenrolar das pesquisas e suas consequentes aplicações  práticas "essenciais" a produção tecnológica e poderá advir daí uma nova fase definitiva e completa de energia pacífica de propulsão para substituir os combustíveis altamente poluidores.

6. Também em M eio ambiente no mesmo jornal  lê-se: "A ECOSOC PREVÊ A COMPLETA CONVERSÃO DE ENERGIA COM TECNOLOGIA VERDES , segundo o relatório a conversão para energias verdes é fundamental para se chegar as níveis de vida satisfatórios nos países em desenvolvimento, especialmente entre os 1,4 bilhão de pessoas que vivem em extrema pobreza e os 2 bilhões de pessoas a mais que se espera que habitem o planeta em 2050."

7. Lá in fieri , todos elementos  conhecidos hoje pela ciência e os pósteros que serão descobertos já estavam na natureza, quietos, aguardando a hora de sua revelação para o bem do humem e o chão que ele habita, o qual denominamos terra. O uso  deles ao longo dos séculos foi um encaminhamento ora certo , ora errado dado o livre arbítrio. Agora na mente de Deus existe toda a sabedoria, toda a bondade, toda a justiça  indispensáveis ao equilibrio do eco sistema. O aquecimento, a devastação do planeta  são fatos ocasionados pela mão do homem e só o homem poderá oferecer-lhe a reparação e restauração devida se quiser respirar nas próximas décadas e no séculos seguintes...

Helder Tadeu Chaia Alvim

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O Grande Sim!

1. Milagres existem e acontecem à revelia da vontade dos céticos, das leis físicas, biológicas, contrária às deduções da lógica e as razões da geometria. Os milagres acompanham a trajetória humana  e aparecem qual solstícios de inverno ou equinócio de primavera e desafiam a ciência. É um aparente desafio pois o autor da vida pode interferir segundo seus desígnios de sabedoria como e quando lhe aprouver.

> O próprio filho de Deus não se escondeu sob aparência humana e quiz no Tabor da transfiguração revelar seu esplendor? Ele hoje se encontra escondido sob as espécies eucarísticas, outro fenômeno e milagre que funde a cuca dos desavisados da fé e entusiama os adoradores do verbo encarnado. Matéria e espírito não carregam em si antagonismos, um depende do outro, um poderá salvar o outro e vice versa levá-lo á condenação.

2. Ah! o ser chamado homem, quanta inteligência e asneiras juntas, quanta competência e demência andam de mãos dadas, quando ele se aproxima de Deus parece refletir suas  perfeições, quando se afasta  amontoa  sobre si brasas de loucura e falta de razão, mata, devasta, polui, trai, mente, tudo no mesmo dia.

3. Quem diria, tão esperto nas evoluções materiais, tão plugado na chave de seu carro, na maneira de impressionar a moçada, tão desajeitado em rezar o Pai - Nosso, tão alheio as necessidades do espírito, tão voraz no consumo, tão atrás do cãozinho na fidelidade ao semelhante.

4. E passa natal e vem natal, ele se comporta como papai noel de vitrine oferecendo por oferecer os presentes, depois vem o carnaval, ele entra no ritmo midiático, pula para o feriado da semana santa e assim por diante automatizando a alma  sem ações que almejem  a realidade depois da morte.

5. Mãe é mãe e sempre espera a volta do filho, acredita até a última lágrima em sua restauração, acredita que ele pode voltar a ser aquela criança inocente novamente.  daí as razões pelas quais Lourdes, La  Salette, Fátima, Genazzano, Guadalupe, Las Lajas e outras trocentas aparições mariais ao longo da história são uma demonstração clara e irrefutável da existência de um ser supremo, pleno de bondade, que conhece nossa psicologia, que criou e sustenta este universo de contrastes e parece deixar a cargo e deixa de fato o nosso destino nas mãos da mais doce , pura e misericordiosa criatura: Maria.

6. Se não fora assim, este mundão já teria ido literalmente para o espaço, dado o livre arbítrio, a ingerência dos anjos decaídos e o descontrole das fôrças embravecidas da natureza e do sideral ambiente.Infere-se daí que nossa época, mais do que nenhuma outra tem necessidade deste elo sobrenatural, desta ponte entre nós e o divino.

7. Uma era atípica a que nos encontramos, a natureza dando sinais de exaustão, a violência contra a infância e juventude um fato triste, o desamparo dos idosos, condenando-os à solidão sem forma de expressão, as drogas levando a eito a esperança do mundo, prostituindo e açabarcando valores de família e patria. A política mal estruturada e muitos na usura apurada.

8. - Que quadro medonho, poeta da febre alta, tome uma aspirina que tudo volta a idéia certa.( Antes fõsse meu caro, antes fõsse, o remédio eu recomendo, só que a temperatura vai esquentar em outras esferas, pois a queda de braço entre o bem  e o mal ainda está por vir. Vivemos ou vegetamos envolvidos pelo descontrole da paz, as grandes potências perigando em crises sistêmicas que podem virar um endemia financeira colossal, arrastando o planeta para um retrocesso irreparável.

9. E a mais linda das democracias ( a da América)  poderá sofrer um forte baque levando consigo para o beleléu a economia mundial. Duvida? Eu Não. Não se assuste é apenas a opinião mínima deste poeta que muitos dizem invencionar rimas a não mais poder, que vive caotizando o panorama de uma maneira drástica.

10. Vamos lá aguardar e tocer até não mais poder para que o leme da liberdade estabeleça o rumo certo, pois Deus não criou o mundo, o homem e tudo o que nele contém para esta eterna situação de decadência atual: desacelerando para crescer, o mais apropriado seria rezando para salvar a alma e trabalhando para sustentar o planeta de modo que todos se beneficiem das riquezas, potências e benemerências divinas no que tange ao crescimento responsável, ao acesso democratico aos bens de consumo à informação, saúde, trabalho, segurança, educação, transporte, lazer e reserva de aposentadoria.

11.  Estaríamos a esta altura do campeonato mais crescidos, mais evoluidos, menos problemáticos, mais solidários, menos egoistas . Afinal todo mundo vive, tem anseios, projetos  líricos ou não, mas a fugacidade nos espreita e mais cedo ou mais tarde, ricos ou pobres, poetas ou doutores partiremos em demanda de outras  monções.

12. Esta visitação Marial de Deus, enunciada no topo desta postagem, é proposital, se olharmos o planeta em que habitamos, se observarmos sua evolução, a simetria perfeita entre os astros e planetas, concluimos que tem um ser onipotente e mantenedor da ordem geral e particular, inter planetária e presente mas coisas mais miudas, escondidas no fundo dos oceanos, perdidas nas florestas virgens, nas fibras, veias, musculos e cartilagens do ser humano.

13. Presente nas abelhas que idealizou com antenas sensíveis , na sua laboriosa perfomance que cultua o mel silvestre, as formigas e sua responsabilidade social de refrigerar a terra, a fauna diversa das savanas e matas tropicais tudo é uma escada que nos conduz ao ser perfeto e supremos, criador e soberano senhor da vida e da morte, dos destinos dos povos e nações.

>> Então a era dos nióbios quânticos seria nomeada a grande era das  certezas empíricas.

14 - Texto longo! - Também acho! Este ser que "poucos conhecem, mas cuja glória a natureza canta" chama-se Deus criador das coisas visíveis e invisíveis e cujo reino não terá fim, afirma o símbolo de Nicéia peremptoriamente. Bom  Ele de vez em quando quebra as regras estabelecidas e demonstra seu poder incomensurável , um poder que sem nos achatar nos eleva até ele, apesar da nossa percepção finita não compreender exatamente.

15. Aí entra a virtude da fé, infundida no batismo e que se desenvolvida adequadamente nos alçará a compreensão bem próxima dos anjos e santos e se observados os preceitos do amor de Cristo poderemos usufruir do conhecimento, gozo da visão beatífica. Que tal a proposta? Vai encarar ou ficar plantado na estação terrena. Os lourosda ovação poderão vir ou não!

16. Amigo que considero, já pode perceber que se faz tarde , muito tarde no horizonte da humanidade, a noite está prestes a chegar anunciando uma borrasca tremenda. E a proteção virá da fé, daquela que não tem mister de ouro e prata, elementos dignos, mas que não vem ao caso para o negócio mais importante da vida, a salvaçã eterna. É tudo ou nada! E ninguém escapa de seu determinismo sábio e imprevisto, que não requer visto ou passaporte apenas uma posição firme e unida àquele que os mares e ventos obedecem.

17. Na verdade o cordeiro misterioso ao nascer espantou as trevas e foi anunciado pela estrela maravilhosa, pelo canto melodioso dos anjos, pela simplicidade dos pastores, o calor do boi e o burro, pela vigilância dos cães de guarda, pelo tropel dos reis magos e sobretudo pelos olhares ternos de José e Maria.

18. Então, meu amigo esta sintonia do sentir humano com o seu Deus é que definirá nosso destino pós mortem  e o objeto do termo da caminhada terrena: será tocar no princípio de todas as bondades, a Santíssima Trindade, o Pai, o Filho, o Espírito Santo Paráclito.

19. Houve uma criatura que entendeu bem esta equação  e quando foi escolhida para ser Mãe do Filho de Deus, mudou para si e para todo o genero humano  o curso da história , iniciada por Eva. Aquele sim ao anjo Gabriel salvou a humanidade  e  a Virgem prontamente cantou seu poema por inteiro: Magnificat, anima mea dominum... E exultavit espiritu meo in Deo salutari meo...

20. Meus caros internautas - o ano está tocando seu fim qual o canto derradeiro do cisne solitário e o outro novo se aproxima para a troca de guarda. Vamos agradecer ao velho suas inspirações e admoestações e augurar ao novo firmeza de intenções e realizações consoantes com o mundo bom.
Abraços de união
Helder Tadeu Chaia Alvim

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Sinos de luto na Nigéria: mãos perfumadas x intolerância...

1. Os sinos da Nigéria, país de nossa querida Mãe Africa neste Natal , enquanto jubilosos anunciavam o nascimento de Cristo, o Príncipe da Paz, dobraram em finados, pois sobre seu Corpo Místico se abateu uma adversidade gratuita, levada a cabo pela intolerância que assola os quatro cantos do orbe.

2. Os extremistas guiados pelos seus impulsos assassinos a toda hora explodem bombas, atentam contra o que ainda resta da ordem universal, e seu alvo fora calculado contra três Igrejas Nigerianas e justamente no instante da missa  do galo, deflagraram seu ódio suicida e destruidor.

3. Um canto de dor se misturou em meio aos hinos alegres da graça natalina, e muitos dos presentes à missa morreram, enquanto o coro terreno entoava: Glória a Deus nas alturas - num inverso da realidade, outros recém chegados à eternidade respondiam - Paz na terra aos homens de boa vontade...

4. Até quando meu Deus irá permitir, que a semente do sangue dos homens, seja uma realidade triste e acabrunhadora? Sei  que na sua onipotência pode reverter este quadro adverso e que a grande tristeza atual possa no futuro se transformar em alegria plena.

5. É hora gente sensata de reunir fôrças que possam suplantar esse mal de nossa época, que chamamos intolerância, extremismo, é hora de perfumar as mãos unidas com o incenso da oração, com o ouro do mundo bom, pois sorvemos até o talo  o cálice amaríssimo da  mirra do sofrimento.

6. Ajuntando a isso, a crise financeira global é um fato para 2012, já alertam os especialistas e outras encrencas mais pairam preocupantes no ar toldando as perspectivas mais otimistas da nossa era altamente definida e informatizada. Avançamos muito, conquistamos democraticamente cada palmo de chão, e espaçamos demais o espiritual, olvidamos a alma, deixamos de lado a calma e hoje colhemos insolvencias, conflitos e muita falta de juízo universal.

7. Resta saber que uso fazemos de nossa liberdade, o que faremos de concreto contra a maldade hoje, aquela que se esconde sob a roupagem do ódio extremo contra toda a bondade e ordem constituida, aquela que sonha em virar o mundo de cabeça para baixo.

8. Aquela que ousou e perpetrou o ignominável 11 de setembro, aquela que não dorme deste o paraiso terrestre, e quer engendrar a dissolução do mundo que saiu das mãos do Criador, em última análise estamos adentrando numa das fases mais medonhas da história humana, dado o alto poder de fogo dos átomos enriquecidos de ódio.

9. Mas, a vitória final será do bem, pois Deus é Deus e sempre o será  na justiça, misericordia, inteligência e fôrça. No entanto o mal, acha que pode na sua inveja e pretensões virar este jogo eterno. Resta saber de que lado a humanidade vai se postar daqui para frente.

10. Nesta luta de anjos e demônios, muita coisa virá, muita deserção, muita conversão, muita liderança boa, pois não foi atoa que Abraham Lincoln lançou as bases da Liberdade e Ela vai prevalecer contra as hostes da intolerância e extremismo.

11. Que Deus Salve a Nigeria das garras de seus inimigos, confunda as potências do mal e abençõe seu valoroso povo e que as cores de sua bandeira simbolizem e transmitam para todos, nesta hora crucial  e dolorosa: Paz  e Bem, como queria o Santo Poverello. Que a Virgem Santa ampare seus milhões de filhos nigerianos, também partícipes dos méritos e luzes do Golgota Salvífico.

Helder Tadeu Chaia Alvim

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O cãozinho yorkshire... e o direito de brincar...

1. Vivi quando criança no meio dos animais, e tinha tantos por lá na Estância Pirineus que em recordar não tem como segurar a saudade e a emoção. Pery e Bob eram os cães de casa, solícitos, brincalhões, amigos , depois vinham os gatos, a égua baia Brasilia, as maritacas, que vinham visitar frequentemente os mangueirais, as preas saltitantes, o sapo canecão, as cigarras de canto mavioso, os sabiás, quanta alegria junta, quanta despreocupação de uma era agradável e sincera, bem diferente deste panorama  tenso e diluido da cidade grande que avolumam contrastes e mais contrastes e nos fazem esquecer o nosso chão de beleza contagiante.

2. Estou anotando um pouco do que se passou comigo, é Natal  e naturalmente bate aquela lembrança de algo inocente que mais marcou a vida da gente. Cada um  a seu modo tem histórias, estórias, lendas  e suas particularidades  de perder o fôlego, não é mesmo? Então este é o momento adequado para na louçania  da reflexão, viver, voltar atrás e ver o quanto perdemos a medida que envelhecemos.

3. Hoje vou enveredar por outros lados e não poderia deixar de registrar com força minha indignação  em sintonia com todos os brasileiros, gente do bem, ao tomar conhecimento do episódio triste em que um cãozinho Yorkshire recebe mal tratos da mão que deveria acarinhá-lo e acaba matando-o impiedosamente na  presença de seu filho  de 3 anos de idade. É um absurdo e covardia tamanha que só em pensar parte o coração de todos, o que aconteceu  na Cidade de Formosa (GO).

4. A indignação geral não se fez esperar, tão logo tornou público a crueldade,várias personalidades sensíveis da mídia brasileira, outras entidades protetoras dos animais  se manifestaram e pelo que pude ver tocou os quatro cantos do Brasil, como se alguém bem próximo de nós tivesse sofrido. E  é verdade, o simpático cãozinho só queria  brincar, fazer traquinagens e receber afagos e encontrou a morte das mãos de sua tutora.

5. É  hora gente sensata de repensar a  realidade e cada um tomar decisões para que o conjunto da sociedade adira o mundo bom o quanto antes, pois se não vamos sossobrar e enlouquecer, como aconteceu com esta infeliz senhora que vai levar pela vida afora esta mancha quase sem perdão.O fato encontrou no Yotube a repercussão devida , senão seria mais um entre as quatro paredes da alta depressão humana hodierna. Vá entender o bicho homem, dotado de inteligência, vontade e sensibilidade?

6.  Quando você hoje chegar em casa abrace seu animal de estimação em meu nome e em reparação pela invitia desta conturbada senhora goiana que não soube entender a beleza da criação, que espancando este animalzinho indefeso, espancou quase duzentos milhões de brasileiros pacatos e de bem com a vida e de boa com seus animais queridos.

> Disse o que disse e estarei sempre a serviço das causas dos menos favorecidos da sorte, aberto ao diálogo e intensamente voltado para a paz brasileira sem condições e barganhas, máxime no que tange aos direito dos animais e a sustentabilidade do chão global.

7. É só observar em volta do  presepe  iluminado  pela  estrela de belém ,  pelo olhar de Maria ,  pela  dedicação de São José, pela presença de reis, anjos e pastores. Quem também estava lá representando  sua raça, não foram as ovelhas? E o boi e o burro, de hálito quente, ruminando o destino futuro de sua descendência? Pastor sempre anda com seu cão de guarda, pois quem melhor do que eles historicamente não protegem as ovelhas e seu dono contra lobos ou salteadores rapaces?

8. Que a harmonia deste momento mais uma vez renovada neste conturbado ano de 2011 reflita em todos os lares brasileiros, reflita em toda a criação, especialmente nos animasis a bondade do Príncipe da Paz , aquele que disse:"Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado." Isto vale também para  as criaturas que acompamham os homens na sua jornada insólita e fugaz. vale para todos os cãozinhos da face da terra. Paz e Bem  a todos como queria o Poverello de Assis. Fecho este com um sentimento indefinido  de tristeza  e indignação pelo ocorrido com o cãozinho yorkshire.

>> Post scriptum: Hoje mais do que nunca esta nota do rodapé vem à calhar, fui pesquisar no Google soberano e encontrei a citação que aspirava para fechar esta postagem, me comovi ao tomar conhecimento  da raça Yorkshire, tão tenra e tema destes versos desencontrados, à guisa de aprendiz das rimas soltas e leves, hoje de luto pelo ocorrido enunciado acima, por demais sabido e nunca entendido, perpretado justamente por mãos que deveriam  ser guia da  alegria de uma raça pequena, esguia, companheira e simpática.

>>> Neste contexto sem palavras no vocabulário da escrita falada e pensada, no avesso dos dias atuais, onde seres humanos são encontrados mortos e esprimidos em mala na Bela Cintra, sinta a diferença de décadas atrás, quando as Igrejas da Capital Bandeirante não cabiam de tanta gente concomitante com as verdades do Cristo Ressuscitado e com as doces  e trágicas lições do Gólgota salvífico.

>>>> E que hoje locupletam os shopings centers, nada contra ou a favor e esquecem do Menino envolto em faixas, numa manjedoura que o agasalha e não tem mister de pompas e circunstâncias, pois Ele é a verdade que  veio a este mundo para espantar as maldades das trevas do antigo inimigo do gênero humano trasvestido de serpente astuciosa.

>>>>> Este palavreado extenso é para dizer, sem esmorecer, que a raça Yorkshire  Terrier também saiu das mãos belas do Criador para cumprir sua missão na aparência pequena, mas grandiosa perante aos outros seus irmãos de sangue e para ilustrar a vida de seu dono em qualquer circunstância. E não para receber pancadas e morte terrível , isto torna-se inadmissível  e uma violência gratuíta contra uma das menores raças do planeta.

>>>>>>Vou citar agora quem entende do assunto e dar os créditos ao Canil & Pet Shop -Pimpolhinhos com sua página na internet: htpp://www.pimpolhinhos.com.br/YORKSHIRE.asp

>>>>>> " O Yorkshire Terrier é uma das menores raças, adaptando-se assim a espaços pequenos, onde exerce com coragem seu papel de cão de alerta. Ativo e dócil, o Yorshire é também uma companhia muito agradável. Por ser extremamente inteligente, dinâmico e ativo, está sempre ligado a tudo que o rodeia. Possui um carácter dócil e sociável que permite levá-lo a todos os locais, sem o menor incoveniente. Seu temperamento carinhoso e afável o torna um grande companheiro, pois é divertido e devotado, muito carinhoso para com aqueles que o cercam, particularmente seu dono, de quem adora receber  todas as atenções e partilhar o colo. Devido a este apego, o Yorkshire o faz estar sempre em movimento. Segue o dono  e adora brincar, mesmo depois de velhinho. São ótimos para viver em apartamentos por não terem o costume de latir em excesso, somente em caso de alerta. Se penteados habitualmente não soltam pelos, são muito limpos, pois sua pele e pelos não exalam cheiro."

9. Pois Zé, que pena , um desses filhotes foi recentemente morto pelas mãos de sua própria dona....Vá entender a psique humana descontrolada, capaz de atos impensados e irrracionais, pegando o gancho, capaz de poluir a terra, soltar bombas, roubar, trair, mentir e barbarizar a torto e a direito quando fica fora de si. Cristo Senhor já dizia esta é a hora do poder das trevas, vigiai e orai para que non intretis in tentationem, são palavras suas, bem como estoutras: Bem aventurados os mansos pois possuirão a terra.

10. Quando o mundo  bom vingar, cumprindo as promessas de Fátima, então a mansidão e outras virtudes florescerão para o bem do povo e felicidade de novo. Até lá vamos assistir  a desagregação do equilibrio global, a poluição sem precedentes do planeta, a decomposição dos conceitos do belo e pulcro, os absurdos das leis anti-naturais, as voracidades dos lucros, os atentados contra a ordem e a moral, o esforço insano do inimigo do gênero humano em fazer prevalecer o seu caos institucionalizado.

11. Mas, não esqueçamos que tudo pertence ao Senhor do Tempo e com um simples sopro de sua boca profética  amainará ventos e tempestades, e não trata-se de figuras de linguagem, quando tudo acontecer  é bom, muito bom que a alma esteja equalizada com o criador, se não será um Deus nos acuda sem lance protetor. Ainda resta tempo na areia que escoa da ampulheta misteriosa, cultive seu jardim, não esqueça de regar as rosas que fornecerão o chá matinal  e restaurador e o antídoto poderoso contra os grandes males da travessia.

12. Que  o novo ciclo em 2012 seja o começo da renovação efetiva , intuitiva e construtiva para você , meu amigo querido e todos os que o cercam. Feliz Natal e boas coisas para o ano bom. Abs de união!!!!

Helder Tadeu Chaia Alvim

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

na palma do porão! porém, e a palmada? na era do ' Bóson de Higgs'...

  • 1. Conforme divulgou o 'Correio do Estado' nesta quinta -feira de quinze de dezembro do ano da graça de dois mil e onze, beirando ao doze: "Lei da palmada prevê punições aos pais, - e continua a reportagem - a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o projeto de lei que proibe o uso de castigos corporais em crianças e adolescentes popularmente conhecido como Lei da Palmada, a aprovação ocorreu na comissão criada especialmente para discutir o assunto, mas como tem caráter conclusivo, o projeto seguirá para a tramitação e votação no Senado, exceto se houver recurso para que seja apreciado pelo Plenário da Cãmara." <Até aqui o conceituado Jornal, vale conferir a matéria na íntegra>
  • 2. A lei(PL 7672)10, se aprovada será mais umas dessas aí que servem para enobrecer o currículo de parlamentares, que não tem viabilização prática nenhuma, para começar quem irá fiscalizar? Quando? Onde? E a averiguação necessária para saber se as denúncias contra os pais procedem?
  • 3. E porque os nobres deputados em vez de cercear os bons pais no que tange ao exercício do pátrio poder não criam leis efetivas para ampliar a educação, fortalecer a sáude, combater a violência, promover a segurança, remunerar melhor os professores, alma desta nação, sem falar dos transporte de qualidade, desenvolvimento econômico nas bases da pobreza.
  • 4. Agora com uma canetada dizer o que é certo ou errado aos pais e punir, talvez um descuido deles ao corrigir, com os rigores da pesada lei é extrapolar de sua jurisdição. Uma lei que já nasce contraproducente em sua raíz e poderá gerar malandragem e incentivo aos jovens ao denunciar no vazio suas pretensões de liberdade mal compreendida.
  • 5. Umas boas palmadas na dose certa até que fazem bem, quem já não levou e com isso virou gente? Me digam por favor digniníssimos parlamentares deste Brasil, eleitos pelo sufrágio popular e que devem representar a familia brasileira com seus direitos e deveres consuetudinários e não cercear sua liberdade de criar e corrigir seus filhos sem machucar e sem interferências inócuas.
  • 6. Sou contra, até a medula dos ossos, muito contra a violência que envolve e destroi nossas crianças e jovens, sou contra o ambiente promíscuo que se instaurou solapando a fase mais inocente e sonhadora da vida, sou contra uma educação sexual precoce que rouba de seus olhares os anos dourados de conto de fadas e doces quimeras infantis.
  • 7. Espero que o Senado pondere bem o que vai aprovar, pois é muito bonito no verso do discurso dizer que vai proteger, mas na prática poderá dar margem à interpretações, no mínimo desastrosas, depois mal direcionadas.Em suma trata-se de uma ingerência descabida á educação familiar brasileira. Que mais vão inventar e posar de 'bons moços'.Essa não!
  • 8. Vamos sim cuidar do que realmente é preciso, criar condições para todos sem delongas outras, na prática refletir um Brasil brasileiro, sério, voltado às suas origens e empenhado no verdadeiro progresso com sustentabilidade tanto ecológica, política quanto moral e ética.
  • 9. Um Brasil soberano que seja interessante para seus quase duzentos milhões de habitantes, e não para uma minoria privilegiada e sacana, um Brasil que se orgulhe de seu povo da diversidade na unidade federativa, um Brasil bacana e hospitaleiro , um Brasil que dê a chance de fato para suas crianças, jovens terem acesso a educação primorosa,  moradia, cultura e um futuro promissor, não um carrasco a serviço da maldade.
  • 10. Amigos parlamentres, eleitos pela voz das urnas, elas não duram para sempre e quatro anos escoam fácil.Que tal fazer nome no livro da vida e garantir para si e os seus um quinhão nas certezas de Deus.
  • 11. Feito isso e outras coisas boas mais que se apresentem às suas consciências, deixem o resto para o povo e a história e nossas crianças não carecerão de corretivos e palmadas pois nossa pátria se tornará para elas o celeiro do mundo, na fé, idéias, invenções , calor humano, crescimento e respeito pelo meio ambiente e o ambiente todo.
  • 12. Só tem um porém, que se está tornando um porão sujo, mal cheiroso e sem iluminação, um porão obscuro sem volta com o desvio das verbas públicas como a imprensa tem noticiado frequentemente. O assalto ao erário nacional tem preocupado os especialistas,jornalistas, estadistas, os brasileiros e muita gente sensata lá fora e plugada com o verdadeiro equilibrio global.
  • 13. O montante surrupiado deve retornar aos cofres fortes da Nação para o bem de todos e felicidade de novo, suponho! A onda boa já começou on line e vai barrar esta danação presente e o Brasil servirá de exemplo crescente ao concerto das nações irmanadas na paz e concórdia mundiais.
  • 14. Para isso viemos a este mundo, para isso vivemos, o sangue ritmado corre em nossas veias segundo por segundo . Para isso a gente se locomove, pensa, quer, tem idéias, ideais, sonhos guardados,talento, muito e muito calor humano.
  • 15. Não somos caniços agitados pelos ventos da intolerância, má fé, ambição, volúpia e egoísmo, coisas do anjo decaído e inimigo da raça humana.
  • 16. Sim! mil vezes sim! Temos a alma imortal e vamos prestar contas tostão por tostão de nossa administração, mais responsabilidades e cargos, mais apertada será a análise final que ninguém escapa. E serão contas justas do nosso desempenho tanto material, quanto espiritual nos tribunais inafiançaveis e incorruptíveis da esfera celeste de foro eterno e sem apelação em outras instâncias, pois Deus será o Juíz Máximo. Para isso neste Natal haja prece e abraços de união.
  • 17. Aplausos para o povo brasileiro que apesar dos grandes pesares, apesar das anomalias, continua acreditando, guarda reservas de generosidade e heróismo, persegue o mundo bom, sem recursos de metáforas, prossegue idealizando mundos, mudando os rumos de um universo em versos, labor e a convicção que é mais forte do que as excesões enormes da conjuntura atual.
  • 18. Enfim, quero dizer que foi muito prazeroso estar consigo leitor  amigo. Grandes desafios temos pela frente em 2012, e seria ótimo que ao tilintar do pró seco o encontrasse mais próximo de Deus do que nunca pois até o Bóson de Higgs da física moderna e subatômica pleiteia estar lá nesta realidade fantástica que atravessa séculos. 
  • 19. Boa sorte para os dectores CMS e Atlas do Grande Colisor de Hádrons (LHC)< ver a matéria estampada no Diário do Comércio 12- Logo  14/12/2011).> Até lá, então! '...Quero ser livre - disse Lucano - Quanto mais necessidade um homem tem, menos liberdade.' Taylor Caldwell - Médico de Homens e de Almas, pág 330.


     Helder Tadeu Chaia Alvim


  

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O reino que não era deste mundo...

1. A acreditar  nas palavras do mestre dos mestres, eu acredito deveras, à primeira vista parece contradição a notícia, hora triunfal, hora triste, hora alegre, hora enigmática, hora miraculosa de sua obra salvífica. Ele nasceu de uma forma humilde, mas solene. Teve a visita dos pastores, o cântico de anjos, a estrela brilhante, a gruta, antigo refúgio de seu ancestral  David como berço, o aconchego da melhor e mais pura de todas as mães, o olhar complacente de José, o aparato pomposo dos reis advinhos.

2. Depois a conselho do anjo - que em sonhos revela  ao justo - parte apressadamente para o Egito, terra dos faraós, das esfigies, das pirâmides e segredos milenares. As margens do lendário Nilo, o Deus escondido  sob aparências humana foge da sanha maldita do rei Herodes. De lá sentiu com Raquel, Ruth, Ester as punhaladas de um tirano saido dos infernos para aterrorizar os primeiros santos inocentes depois de Abel.

3. E seu reino não era deste mundo, já dá para perceber nestas rápidas pinceladas a que Ele veio. Depois serenada a situação política na Judéia, com a morte do tetrarca, conforme avisara em sonhos o anjo.  José , Maria e Jesus refazem o caminho de volta. Ao partir deixam um último olhar de despedida ao lugar que seus antepassados José e Moisés tão maravilhosamente se envolveriam séculos atrás...

4. Um lugar abençoado pela presença da sagrada família e que tão generosamente acolhera aqueles estrangeiros, sem sequer suspeitar que aquele menino era o legítimo filho da casa real de David. E mais um Deus encarnado no seio de uma virgem para engendrar a obra mais importante do mundo: a redenção.

5. O exílio forçado no Egito durou vários anos e esses mesmos anos foram passados no anonimato, num pais de costumes estranhos, um país hospitaleiro, celeiro de grãos e abundância de riquezas. Assim foi e o menino não reclamou para si e sua família direitos ou regalias, honras ou privilégios.

6. Quando chegou seu tempo retornou a Palestina e após uma infância normal e serviçal iniciou a vida pública com o primeiro milagre a pedido de sua mãe em Caná da Galiléia. Naquela ocasião operou o a transmutação da água em vinho, conforme o relato dos evangelhos, por sinal o melhor vinho que se teve notícia na época.

7. A medida de Deus, não é a medida dos homens já deu para perceber, ela choca, entusiasma, eleva. Se na aparência parece contraditória, na miragem de um Deus, que entendemos à luz da tradição apostólica, dos santos padres da Igreja e da exegese católica traz o sentido último de nossas existencias.
8. É  tão extensa a história bíblica que a duração de uma vida humana é insuficiente para abarcar todos os conceitos, matizes e entendimentos e estas rimas mínimas pretendem , amigo leitor, com seu consentimento voltar ás origens do paraiso terrestre segundo o gênesis e sover consigo sua maestria e luz cristalina.

9. É natal mais uma vez vamos comemorar juntos o nascimento do principe da paz, e quando escrevo sobre esta matéria parece que sinto estremecer as teclas e um assomo de piedade e lágrimas afloram em meus olhos cansados da labuta desta vida marvada, mesmo assim continuo no afã de encontar o sentido da existência, minha, e se quiser me acompanhar nossa, quiça do mundo todo, pois as verdades eternas são para todos e sem exclusividade.



10. Em última análise é a verdadeira democracia com igualdade de oportunidades espirituais para todos que queiram se aproximar da fonte de justiça e beber o licor de um Deus humanado para rejuvenescer o espírito e abrasar o coração com as possibilidades infinitas que emanam do seu coração humano e divino.

11. Partindo da premissa certa que houve a criação, em períodos de tempos, como queria Agostinho, gênio e santo de Cartago, o fato é que existiu o primeiro casal  Adão e Eva, origem de todos os viventes. Deus vinha visitá-los todos os dias nas tardes de luz e poesia e eles eram felizes, tinham dons variados, eram imortais, gosavam do privilégio da ciência infusa e uma porção de qualidades que hoje só caberiam nos filmes de ficção, dado a tamanha amplitude de suas visões no habitat parasidíaco.

12. E as conjecturas são muitas, nada impede da imaginação trabalhar ao ver os animais de seu perímetro ao desfilarem em sua presença , nossos primeiro pai a nomeá-los com acertada precisão. Daí temos o rei Leão, as águias, as serpentes, aves canoras, elefantes, macacos, javalis, e tudo ali mansamente a serviço e a ilustrar o convívio ameno, sem falar das plantas, arvores, rios,fontes e regatos, frutas e tudo o mais.

13. Uma boa vida que levavam, por assim dizer, que nem as facilidades da  era da alta definição nióbica poderia proporcionar aos figurões  da atualidade encastelados em sua sindrome peterpaniana  indefinidamente. Bom, o almoço não sairia de graça, se houve generosidade da parte divina em contra partida, sem ser venda casada eles teriam ter que provar o merecimento...

14. É o feitio de Deus, que ao criar da argila o rei de sua criação, soprou nele um espírito de vida e incutiu o famoso livre e solto arbítrio. Sem mais delongas foi o que aconteceu. Numa manhã de sol radiante a serpente que ainda não rastejava - foi possuída por Lúcifer- o anjo decaído de suas funções que num assomo de soberba pretendeu sublevar a corte celeste, ocupar o trono de Deus. Saido perdedor da grande e primeira batalha, foi lançado pelo arcanjo Miguel, uma espécie de capitão da milicia eterea, para os infernos.

15. Com a permissão de Deus deu as caras lá no paraiso, por ser tão horrível e asqueroso serviu-se da cobra para seu intento maldoso e conversa vai, conversa vem se insinuou com nossa primeira mãe, ficou sua amiga e quando tinha pé da situação, destilou todo o veneno e veio a transgressão da ordem e com ela a aquiescência de Adão.

16. Daquele momento em diante nasceria o germe do caos propriamente dito, houve uma inversão de valores, a perda imediata de todos os dons, inclusive o da inocência, o que acarretou uma desgraceira geral para eles e todos os seus descendentes, no caso nós também e até o último homem do final dos tempos.

17. Do diálogo estabelecido entre  Adão, Deus e a  Serpente deduz-se que o criador primeiro ouviu as razões  de todos, depois julga com sabedoria, só em seguida estabelece o prêmio ou a punição. Dado a extensão da desobedência e contrariação dos planos da criação, ficou ajuizada a expulsão de Adão e Eva do paraiso terrestre, e com ela adveio em borbotões todos os males atrelados ao caso e ponto final.

18.  É próprio do feito do Grande e Único  Motor Imóvel  estabelecer uma segunda via aos seus desígnios eternos e num extremo de bondade,justiça e fogo , lá mesmo plantou uma inimizade eterna entre a serpente e a mulher, sendo que dora em diante ela armaria traições ao calcanhar  da mulher, em contra partida ela esmagaria sua cabeça infernal.

19. Passaram-se os tempos, relógios foram inventados desde a ampulheta, o do sol , bem mais na frente o de corda  até chegar  à bateria. Isto para dizer que vieram povos, nações, confusões, erros e acertos, enchurradas de lavas, dilúvio, Noé, novas conquistas do mundo novo, depois recaidas, novos absurdos, novas clarezas, velhas disidências, quase o poder das trevas cobrindo tudo.

20. Mas se os homens ...  engalfinhados em seus problemas e mundo pequeno esqueceriam as promessas in fieri, Deus não, e estava em curso observando o movimento das criaturas ora intervindo com fôrça, ora soprando suave brisa de esperança, ora no cativeiro, ora proporcionando aos seus seguidores bonança e vento fresco , aragem auspiciosa de um tempo que viria na hora certa do relógio magno.

21.  Abrãao, Isaac, Jacob,  David, os Macabeus e desembocamos em Jesus Cristo que veio resgatar  o mundo da dívida original, aquela que falávamos há pouco e que causou perdas e danos aos dois primeiros habitantes da Terra e por herança maldita a todos nós. O nome desta ação imprópria foi pecado original, que deu origem a todos os males antigos, atuais e futuros.

22.  E o seu reino não era, não foi, e não srá definitibamente deste mundo, a historia subsequente ao seu nascimento, infância, vida pública, milagres, prodigios, pregações, o desenrolar dramático da sua paixão, culminando com sua morte ignominiosa, revelando as intenções divinas, e as reparações perfeitas e o cumprimento à risca das profecias.

23. Jesus assumiu a carne humana e nesta condição ofereceu a reparação devida ao Padre Eterno pelo grande e primeiro erro da humanidade, ao ressuscitar abriu as portas do seu reino para todos os homens graças aos méritos adquiridos no gólgota salvífico.

> Infere-se daí que a 1ª era  foi da justiça, a 2ª do amor e a 3ª e última do fogo do Espírito Paráclito, configurando o mistério da Santíssima Trindade.

24. Antes  num golpe de mestre preservou sua mãe em sua concepção no seio de S'antana de qualquer imperfeição ou mancha primeva, cumulou-a de graças especiais, fê-la imaculada, conservou sua virgindade antes, durante e depois do parto, explêndido sinal como a raio de luz atravessa a vidraça sem quebra-la. e num assomo de graça e misericordia deu-lhe a missão de ser a nova Eva e Ela doçura e esperança sadia da sua raça humana devolveu ao anjo Gabriel o seu sim de co-redentora.

25. Em tudo e por tudo o relógio imperceptível do tempo ao pontuar seus dias, horas cumpriu as escrituras, cumpriu ponto por ponto ao que profetizou Isaías: " Eis que uma virgem conceberá e dará a luz a um menino que se chamará Jesus Cristo, o Salvador."

26. E no status presente eterno de Deus, a mulher esmagou a cabeça do réptil, e ele anjo decaído de sua beleza, armou ciladas ao seu calcanhar... ao longo de toda a história, hoje em dia, no futuro e até a consumação dos séculos.

27.Uma história que terá final feliz, após as mutações do tempo, após as consternações gerais, após as comoções instantâneas da mãe terra.Ela, a Virgem Maria Santíssima num grande apoteótico e apocalipso final: esmagará definitivamente a cabeça da serpente e, encaminhará seus sequazes para a danação sem fim e os eleitos dos quatro cantos da terra à bem aventurança eterna, e no cômputo dos arcanos se encerrará o ciclo de vida na Terra.

28. Então hoje, a ampulheta do tempo mais uma vez disponibiliza para todos que queiram usufruir das benesses do verdadeiro natal, as graças, os entendimentos e o valioso fomento espiritual totalmente formatado no tom da cor âmbar . Você meu amigo que considero não pode ficar fora dessa, não!

29. Tudo o que acontecer de bom nesta terra, a partir das perspectivas maiores, tendo como certo o ideal da criação, a paz que almejamos, a justiça plena serão sempre um pré-figura de uma outra realidade: a vida eterna, pois não sou eu que diz, mas um Deus pleno de razões que amou cada um de nós a ponto de entregar seu filho unigênito nas mãos  de algozes, após o que atraiu a si todas as coisas.

Um feliz e santo Natal, onde todos os seus sonhos se tornem verdade!

Helder  Deluzia Alvim










terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Luzia de Siracusa

Luzia de  Siracusa
1.  Treze de dezembro, um dia espetacular! Porque a razão de tanta euforia? Serão as compras das boas festas? A data usurpada do missal romano a favor das gastanças e canseiras das lojas abarrotadas de gente adquirindo o brinquedo da criançada?

2. Não, definitivamente desde que me conheço por gente, e faz tempo que não rezo nesta cartilha enviesada. Não acho certo aproveitar-se do calendário natalino, das poesias do Deus Menino, pegar carona no transcendental mistério de um Deus encarnado no seio puríssimo de uma Virgem.

3.Maria, a mais santa das criaturas, que com suas prerrogativas mantém sua pureza primeira e oferece ao mundo pagão o divino de suas entranhas. é assunto por demais sublime, e tudo indica que o mundo atual não percebe as finezas deste mistério de grandeza e enlouquece seus atos e enriquece os bolsos da industria e comercio insaciáveis. 

4. Fazer o que? Muita coisa que não seja consumir compulsivamente. Lembrar que estes presentes que ofertamos a um ser querido é de tradição adquirida da era colonial de nossa república, ex império de Pedro II e Isabel a redentora e tem sido para lembrar o aniversário de Cristo a luz divina que veio alumiar as trevas do paganismo e instituir o reino de amor, compreensão, resgate, perdão com vistas a realização do maior negócio da história de todos os tempos: a salvação da alma.

5.Veio para que o profano se assemelhasse ao soberano. Ele, um Deus ao nascer na manjedoura pobre e esquecida de Betheleem, trouxe-a para o centro da mídia universal e quando muitos desconhecem, negam e conspurcam o sentido do verdadeiro Natal, outros, mais inteligentes, e consoantes com o mundo bom e sustentável do ponto de vista celeste cantam as glórias deste fenômeno por excelência e se dispõem a realizar no âmbito de sua circulação a paz, na tranquilidade de suas consciências universais.

6. Também queria falar de Luzia, natural de Siracusa, na Itália, uma das primeiras estrelas de grandeza da 1ª Grande Era, uma jovem de família Napolitana abastada, que recebeu de seus pais esmerada educação cristã, portadora de uma beleza incomum, de uma pureza ilibada fora cobiçada para desposar muitos ricaços da época, até o filho do procônsul pretendia a preferência de sua mão.

7. No entanto, veio com a missão estranha para sua época - e hoje nem se fale - fez votos a Deus de virgindade - isso mesmo pasmem - e não pretendia casar- se a não ser contrair nupcias espirituais com o seu querido esposo divino nas imensidões do palácio divino, aquele mesmo que 3 séculos antes Paulo de Tarso prognosticara em seu raconto em Corinto:"... nenhum ouvido ouviu , nenhum olho viu o que Deus tem preparado..." 

8. É amigos sensatos, lá para além destes dias de ilusão que passam como os ventos lá para as bandas do meu sertão clareado, existe sim a realidade divina. E Luzia sabia bem disto, acreditava e vivia conforme o evangelho do Nazareno, bem aos moldes dos primeiros cristãos...

9. Historicamente difícil aquela.era meio pagã, hedonista e a lista de superstições seria infinda, o império romano no auge de sua opulência, os césares botando ordens na turma com sua legiões  indômitas e invencíveis. Um império carcomido de ambições, traições, corrupções que acalmavam a plebe com muito pão, circo e sacrifícios de cristãos. Lá existiu muita toga a serviço de poucos, muita política mal encaminhada, lá existiu muito discurso inconforme de Cícero, senador e pensador incorruptível e sensato.

10. Pois bem neste fundo de quadro nasceu uma menina, que não aceitaria nada do mundo, que distribuiria seus dotes a favor dos menos favorecidos da sorte, que não arredaria o pé de suas convicções de fé, que teria seus olhos arrancados pelos carrascos voluptuosos e miraculados pelo poder do Nazareno de Luz, que à fôrça de oração pela intercessão de Santa Águeda  de Catania restituiu a saúde a sua mãe Eutichia agonizante.

11. Nesta parusia, Roma altiva dos césares e augustos viu levantar-se uma jovem, uma santa e se opor aos conceitos dos romanos decadentes,tendo à frente o imperador Diocleciano e o prefeito Pascasio, esta mesma cidade de tantas glórias mundanas viu uma frágil moça desafiar seu tempo no ano de 280 d. C, professar sua fé forte e ajudar a avivar em muitos o sentido da vida  conforme a visão do crucificado, seu nome Luzia de Siracusa que sem escusas aderiu inteiramente o chamado vocacional para seguir o divino capitão mais de perto.

12. Aproximou-se tanto que tornou um outro cristo de sua primeira grande era. Selou a fidelidade de sua crença com o martírio e é venerada  justamente no dia de hoje, 13 de dezembro, sendo padroeira de santuários, dioceses, paróquias, cidades, em destaque Viana do Castelo - Portugal, no Maranhão, em Mossoró, no município que tem seu nome em Minas Gerais, em Samambaia, DF, Santa Lucia ao Sepulcro em Siracusa  e muita gente tem encontrado nela a restauração de seus males da vista.

> A era das perseguições terminara em 312 com  Constantino, filho  de Santa Helena e vencedor , graças a Cruz de Cristo  da Batalha de Milvia encerrando por vez  o derramamento de sangue dos cristãos, proclamando o cristianismo religião oficial  e inaugurando um tempo de paz radioso. Resta frisar que este acontecimento foi profetizado por Luzia por ocasião de seu martírio oito anos antes.


13. Que Ela em tudo e por tudo conceda a nossa Era também conturbada uma visão clara da realidade, uma situação mais justa, solidária, a proteção e a compreensão necessárias para seguirmos a jornada em demanda da pátria da luz clara e diáfana. O mais, amigo que me escuta, e que considero a riqueza destas rimas obtusas seria colher o vazio, esquentar o pavio sem a devida ressonância eterna.
Abraços calorosos de um bom natal!

Helder Tadeu Chaia Alvim

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

suporte

1. Suporte as suas imperfeições, as feições estranhas, as entranhas da traição, a ação não aplaudida, os ovações da ilusão, suporte a vida difícil, aquela não factível com sua intuição, suporte as destituições indevidas, os pouco casos à deriva, as perseguições que batem à sua porta, a via torta deste mundo endoidecido. Suporte na fé  a sua última viagem, aqueça que não haverá mister de carro, avião ou bagagem.


2. Tenha coragem para viver dignamente sem precisar de conchavos e esquentar a mente. Uma vida suave, uma vida de boa vale mais que milhares de contatos no facebook e sociais permanentes. Queira o que Deus quer de você, abrace enquanto é tempo o amigo, tire-o da solidão e abra para ele seu coração. Um belo gesto, singelo na forma, não custa nada a não ser o contágio do calor humano.


3. Receba as notícias boas de ânimo alegre e agradecido, sinta com o mundo o acontecido. Hoje estou eufórico com o resultado do plebiscito no estado do Pará, que votou pelo não da sua divisão. Vida longa ao Pará, vida longa às suas tradições, aos anseios de seu valorosos filhos, à sua união constitucional.


4. O estado do Pará decidiu pela continuidade de sua soberania, pela sua extensão territorial, pela sua grandeza, inserida na realidade nacional, pela riqueza de seu solo, pelo verde de suas florestas, pela fé ardente na sua padroeira a Virgem de Nazaré.


5. O Pará ultrapassou os limites do suporte, saiu mais forte do plebiscito deste domingo e disse que não quer onerar ainda mais sua terra com cargos, divisões, interesses que não sejam para o bem do povo e felicidade de novo.

Um santo natal abençoado para você amigo,

Helder Tadeu Chaia Alvim

sábado, 10 de dezembro de 2011

dividir ou somar?

1. Um giro rápido pela região do Euro é fundamental para entendermos a situação enroscada que adentramos na era on line da alta definição, das  crises financeiras em alta, tudo atingindo o cume da desagregação e o fator calor humano cada vez mais em baixa, abaixo dos níveis aceitáveis. Não sou especialista neste assunto e nem em outros, mas vejo que por pouco o mundo não incendeia de novo.

2. Se fossemos querer explicar, haveria teses em calhamaço considerável, teste do ibope, gente graúda do pensamento analisando o desempenho dos países europeus unidos, seu esfôrço de equilíbrio, sua não beligerância entre si, sua ajuda aos mais desaprecatados da sorte financeira. Mas infelizmente tudo beira ao caos, em lá caindo arrastará muitos para o centro de sua gravitação sistêmica.O que não é bom!

3. A Europa como um todo a partir dos Beatles foi abandonando seu passado de tradições, valores que a fizeram grande e respeitada no resto do mundo. Reinventou sua história, unificou-se a prejuízo das características sadias de cada país da zona do Euro e hoje colhe os frutos amargos e adianta o resgate de seu fundo permanente.

4. Ainda poderá se safar disso tudo se tiver a coragem e disposição de entoar seu mea culpa, voltar as suas origens de fé, resgatar sua religiosidade, restaurar as bases de seu mundo bom. Quem sabe nas proximidades deste natal do ano da graça de 2011, bata em sua alma aquela saudade de filha pródiga sempre querida e reinicie vida nova, aquela do evangelho de Cristo, aquela do olhar da Virgem Santa. O resto meus amigos é tapar o sol com a peneira e mais cedo ou mais tarde virá a pirambeira.

5. Por aqui a situação aparentemente é inversa, sobram riquezas naturais em nosso solo, a flora é de invejável diversidade, a nossa biodiversidade é uma das mais avantajadas do planeta e a promessa de um mundo sustentável para toda a humanidade, detemos tantos por cento da água potável do planeta.

6. Se não fossem os desvios e incertezas de carácter de muitos homens públicos, a par de tudo isto aqui seria um paraiso. Agora estão inventando a divisão do Pará em Novo, Tapajós e Carajás que se o projeto vingar os três estados nascerão endividados. Gente sensata para que dividir se a palavra de ordem correta é se unir e nessa união com a federação o Pará cresça, desenvolva e reverta suas riquezas minerais, pecuárias e de serviços para os seus mais de 7.628,531 habitantes,oka!

7. Pude conversar esta semana com um paraense de passagem em São Paulo. O Edwaldo estava regressando às pressas para votar pela não divisão de sua fôrças. A Virgem de Nazaré quis se manifestar naquela região por volta de 1793 e a seu modo singelo foi encontrada pelo caçador Plácido na estrada de Utinga e de lá para cá tem feito milagres a favor de seu povo paraense - tornando-se a maior demonstração de fé do mundo e do brasil.

8. Em tudo e por tudo o anseio do valoroso povo paraense de não divisão, tudo indica, vai prevalecer e os desígnios ainda não cumpridos pelo Pará soberano, no que diz respeito sua grandeza territorial e de alma de seu povo deverá ainda ser cumprida ponto por ponto no conjunto dos estados federativos. O futuro está nas mãos doces e milagrosas da Poderosa Senhora do Círio de Nazaré.

9. Um sim acarretará a fragmentação e não é compatível com a vocação histórica do povo paraense, o futuro do Brasil depende mais do que tudo deste não, pois o Pará é nosso irmão mais forte  por herança e direito e não é certo transformá-lo diminuindo sua estatura, descaracterizando sua bela face de promissão em três novas regiões.

Boa sorte Estado do Pará Unificado!
Helder Tadeu Chaia Alvim

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

aparências e apetências...

aparências e apetências
1. Nem tudo é o que parece ser. Vá entender esta via marvada perpassada de tantas surpresas. Amanhece, anoitece, desapetece, carece, uns na prece, outros perdidos, andando, parados, uns alegres, outros angustiados, uns nascem em berço de ouro, outros validam a vida sem sequer entender o motivo da vinda. Outros partem sem arrumar a cama, sem um adeus da chama. Nem tudo é o que parece ser... e ainda tem tanta gente querendo ter! Para que? Se mais cedo ou mais tarde o túmulo frio será seu e meu único teto seguro.

2. Não diga depois que estas rimas não avisaram , que não sabia sobre a existência de uma outra vida, depois desta, onde contará, não as posses amealhadas, mas a trajetória da alma iluminada. Já dizia Machado, na sua agudez de espírito insuperável: " O olho do homem serve de fotografia ao invisível, como o ouvido de eco ao silêncio." Sendo assim que tal dar uma chance para a alma soberana, ela tem seus reclames, anseios, perpectivas acima deste mundo que engana.

3. Na qualidade de poeta mínimo, não empossado no cargo pouco almejado, de caneta na mão, ao longo deste ano que se finda, e ainda sacudido pelas intervenções inócuas, maldosas e criminosas do homem contra a natureza, seus rios, regatos, fauna, flora, florestas, índios e cidades do concreto armado, vejo que expus o pior de nossa situação atual de crises, desvios de dinheiro público, violências contra a criança e uma malha de ininterruptas notìcias nada boas para o futuro do planeta sustentável. E entendo por sustentavel o equilibrio perfeito entre  corpo e espírito, matéria e alma.

4. Na esperança em Deus que, afastadas as turbulências, o melhor venha, não só para o Brasil, mas também para o conjunto total das nações, onde vive o ser humano, que mereceu do salvador um sacrifício infinito e disponibilizou o reino celeste no fim último de sua prece, quando o corpo entregue à mãe terra, libere sua alma para a contemplação da verdadeira realidade aquela que é o que parece que é.

5. Se fugi do tema de compor poemas, não arrefeci na intenção de propagar a idéia do mundo bom, se não atingi o clímax do verso ameno, a justeza dos dizeres belos, expressei o conteúdo primeiro insurgindo contra os desmandos dos elementos que prestam um deserviço a Deus, autor da criação, que subjugam os homens, alterando os planos de um mundo justo, equânime, que reflita as certezas empíricas. 

6. Mesmo que estas rimas tenham interrogado ao silêncio, sem respostas de imediato, elas trazem a convicção que tá tudo lá arranjado na concepção do  Grande Poeta dos versos perdidos: " Amai-vos uns aos poutros como eu vos tenho amado. "  Quando este amor soprepujar as guerras, os conflitos, as ambições então será o tempo exato da manifestação física daquele que os ventos e tempestades obedecem a um simples aceno de suas mãos. Será  a hora bendita da realização da fala da Virgem Santa aos anjos arcanos: "Fazei tudo o que Ele vos disser..."  - Dúvidas? - Não! Somente certezas!

Helder Tadeu Chaia Alvim

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A lavoura urbana e o reboco vertical

a lavoura urbana e o reboco vertical.

1. Talvez o tema não tenha nada a ver com que vou escrever, gostei das palavras e resolvi homenageá-las, tanto quanto conceba meu intelecto acanhado e irrequieto ao olhar em volta e constatar que a realidade não é a que deveria ser na sua totalidade. Tem potência para isso,pois quem a dotou a fez intuitiva e psicologicamente ativa.

2. Talvez, mais uma vez, esteja flanando por falta do que escrever, pelo vento consuetudinário ou pela magia que  o natal encerra e sobram dele faíscas das alegrias sadias, daquelas que deveríamos provar à beça mas nosso século de decadência teima em impedir, distrair e levar nosso barco para um horizonte tumultuado de paixões, hedonismos, ou seja o reinado do anjo decaído.

3. O que a lavoura e o reboco tem haver com isso? Boa pergunta! Vamos pensar juntos e chegar ao veredicto justo?  Por hora vai ficar mais o menos assim só no reboco, pois careço de areia fina e do acabamento, a tinta vai suportar a aplicação desta nova modalidade  e o lavorar vai permanecer até segunda próxima, lembrando o que o poeta Zeca Baleiro canta que " o jornal de hoje é o papel de embrulho de amanhã." Um ótimo fim de semana e me ajuda aí gente sensata.

4. Em Deuses Túmulos e Sábios, C. Ceram provoca nossa imaginação ao afirmar sobre os livros que ainda não podem ser escritos: " Para compreender a humildade de nossa condição  humana não precisamos olhar para o céu estrelado. Basta que consideremos as civilizações que existiram milhares de anos antes de nós, que foram grandes antes de nós e antes de nós desapareceram."

5. A bola da vez tudo indica foca o Brasilzão, saberão ou saberemos entender o sentido desta preferência ou subservientes e corrompidos quedaremos placidamente na cama sem ter acreditado na vocação de  grandeza espiritual e material que nos chama e a poeira da história pulverizará as qualidades inerentes que poderiam impulsionar o verdadeiro crescimento com sustentação equilibrada?

6. A dicotomia  que se instaurou há muito tempo em nossa pátria entre a religião e o estado leigo declarado foi responsável por esta distorção que se faz presente desde os gabinetes das autoridades constituídas, passando pelo banco escolar, universidades, rincões distantes, cidades pequenas, médias e grandes, coberturas, sobrados, esquinas, ruas, ruelas, jardins, favelas e o próprio lar do brasileiro, onde esta fôrça conjugada e pensada procurou e conseguiu super valorizar a condição financeira e em torno dela gravitar desejos, buscas, conquistas e ideal final de vida.

7. A alma brasileira ficou pequena e não acompanhou os passos do gigante, e hoje com tudo à mão, abre as janelas e solta gostosas baforadas  de descasos e ensaia um desaforo contra quem discordar de seu mimo fofo, abandona a Amazônia brasileira nas mãos de não nacionalidade, suga as seivas da natureza e depois dependura no cabide de sua ostentação as  verdades, os conceitos indispensáveis a implantação de  seu destino de bondade.

8. Nação doce, volta à sua lavoura de origem, cultive seus valores de honra, ética e sobranceira divida-os  com seus filhos, milhões deles ao todo quase duzentos aguardam de você um posicionamento correto, não os iluda e prometa fogos fátuos de consumo e prazeres desgovernados, chega de tanta falácia, desgraça e corrupção, desvios de carácter e muita pública falação, muita traição privada, muita falta de camaradagem, muita viagem encerrada mesmo antes de começar.

9. Nação amada, estou velho, ainda não vi seu despertar sonhado, o reboco pende de suas paredes mofadas pelo tempo e descaso da política, ganância e faturas verticalizadas. Assim não dará pé e mesmo o nadador mais experiente vai se afogar neste mar de lama quente que começa a borbulhar um borbulho inquietante e perverso.

10. Temos a matéria prima verde, primamo-nos pelo jeitinho e hospitalidade, aprendemos a maneira suave da diplomacia, recebemos os estrangeiros com categoria, riquezas minerais nos são sobejas, as matas virgens nosso emblema e promessa de um futuro respirável.para o planeta, somos portadores das dimensões continentais de nosso solo amarelo, abismados ficamos com nossos pores de sol magníficos, com o céu do cruzeiro estrelado,

11. E... e... deixamos nossos moradores de rua na penúria, quando não à míngua. O problema é que há muito tempo o país se mancomunou com idéias, ações depredatórias contra o patrimônio público, quanto as reservas morais, cívicas e naturais.

12. Enfim temos panoramas à espera do reboco humano, desde que conscientes preservemos nossas sementes de futuro bom para todos, nossas fronteiras da verdadeira identidade e soberania nacionais.Depois virá a tinta vibrante e colocará os tons conforme a abastança de um sertão iluminado, conforme a pujança de suas cidades equalizadas na qualidade de vida, respeito pelos ciclistas.

13. Um dia pretendo sentar à sombra do pé de café orgânico e conversar consigo para terminar este esboço e dizer que os meus irmãos brasileiros ouviram este humilde parecer e todos unânimes no grande esfôrço da restauração, entronizaram a alma desta jovem nação no seu lugar devido e aquele reboco ficou de primeira e recebeu a cor verdadeira de eleição.

14. Já é quase Natal, tempo da unção, o divino se apresenta com maior profusão renovando as promessas das glórias e pazes em curso, que afino o discurso neste diapasão, para falar nunca calar desejando sinceramente por extenso oportunidades para todos os filhos de Adão.

15. Já, já saberão em que praias remansas iremos aportar sem presunção da idade, após os vagalhões tremendos deste tempo de contradições e adversidades, começando tarde o que deveria ter vivido e não viveu o suficiente.

16. Apesar de ter visto outra era sei que ainda resta a esperança da intervenção de um ser que nossos olhos toldados não alcança plenamente, guiado pela fé no Nazareno, tendo por patrona a mãe clemente, a doce sempre Virgem de Nome Maria, um mar de misericórdia , e piedade a eterna senhora, vestida de sol, que ama a luz, a verdade e vai nos fazer sobrepujar toda a maldade deste mundo enganador.

17. Tá na hora, passou da hora de cessar de vez a usurpação do erário público, que pertence à nação brasil desde os primórdios, tá na hora de acabar o vale tudo para felicidade do povo e o bem de novo, tá na hora de começar o protesto dentro da lei e da ordem, o que já começou na era on line da alta definição, tá na boca do lobo a liberdade de expressão, tá na hora do heroísmo mudo que derruba os muros da intolerância, da usurpação em massa dos valores das raízes interioranas. Enfim é chegada a hora do exercício da democracia plena, sem peias, censuras, aquela das lisuras quatrocentonas, não a das confortáveis poltronas da fama e sede de poder.

18. É chegada a hora de soprar a vela do entusiasmo, da alma de um povo que aos poucos se levanta de seu sono letárgico e começa a incomodar as aleivosias centenárias daqueles que não elegeram para si e outrem as reformas lecionadas da constituição. Tá na hora de observar e realizar os anseios populares de renovação.

17. Tá na hora da junção do ideal com o bem praticado. A maioria dos brasileiros quer reformas, novos rumos, respeitando suas intuições, amando suas instituições, honrando sua bandeira pátria, construindo um futuro de fato, de direito baseado no decálogo, na sua brasilidade e camaradagem soberana.

19. É tempo de substituir a cal viciada por um reboco original, facultando a duzentos milhões de brasileiros direito, vez e deliberação. É tempo de ações concretas da jurisprudência nacional, afastar as imaginárias revertendo o êxodo rural e fazendo que a imensa lavoura urbana seja sustentável, gere qualidade de vida, e afaste de si o dos seus os erros da poluição, ao verticalizar-se não desterre o sábia laranjeira de seu chão.Falei o que falei e só me arrependo de não ter condições de mudar a situação.

20. Mas confiante em seu carácter, meu amigo, baseado em sua fé de brasilidade, ouça o que digo: vejo que estes versos poderão contribuir com outros e mais outros, que somados a duzentos milhões de brasileiros farão deste solo o orgulho das gerações futuras, augura este singela canção, sela este pacto sagrado de união.

21. Levanta Brasil nação do seu leito esplendido da acomodação, tome a atitude acomunada a maioria de seus filhos, sopre com eles a vela que ainda fumega, abra as janelas  da verdadeira idealização, aparelhe os círios para a caminhada rumo ao mundo bom, areje sua fé. Faça alguma coisa mãe gentil, algo equânime e grandioso ao seu grande destino de pêndulo do bem.

Helder Tadeu Chaia Alvim