sexta-feira, 30 de março de 2012

atipismo degenerativo da mentira

ATIPISMO DEGENERATIVO DA MENTIRA

1. Encruzilhadas, sempre as tivemos, lutas diárias pela sobrevivência neste planeta tão abastado de riquezas para uns, que merecidamente conseguiram, tão escrachado para outros que amealharam fortunas nas manobras escusas da política liberal, tão medonha para a maioria do ser humano que come o pão que o próprio homem amassou sem colocar fermento, sim senhor.

2. Encruzilhadas do eco sistema, labirintos da política mal direcionada, tanto internacional, quanto doméstica. Dos calabouços pós modernos emergem caudilhos pedindo arrego à maior autoridade espiritual do planeta. Pasmem, se quiserem, eu não!

3. Não dá para entender o movimento, é complexo, é contraditório, mas carrega consigo uma continuidade de ações centenárias que desembocam neste tempo pós tudo, que angariou o nada estatelado e pousa para a platéia de bom moço.

4. Temos avanços tecnológicos chegando a cada dia em forma de bens de consumo, temos aplicativos de ponta, smarphones, tablets, nootebooks finíssimo e potente, tem empresas brasileiras no ranking das melhores do mundo.Tem milhões de celulares nas mãos de todos que daria para cada habitante e ainda sobejaria aparelhos.

5. Tem o lado oposto da nota real, a política corrupta e assistencialista até a medula da alma, sem a alma do povo brasileiro; magistrados que não magistram a favor da inocência de meninas estrupadas por um facínora absolvido. Perdeu-se o juízo, a decência, a noção de certo e errado e por pouco Deus não aperta o botão do delete final para o Brasil, outrora da Cruz Salvífica, agora do judas da perdição.

6. Licitações públicas ilícitas e ninguém sabia de nada. O orgulho de Airton Senna pela\ bandeira canarinha infelizmente foi-se com ele; Sr. Abílio Diniz, Dr. Antonio Ermírio, dois grandes patriotas, devem estar preocupados , baseado em sua ótica de vida, ao ver  horrores, prejuízos, falta de siso dos detentores do poder legitimamente constituido  que não fazem fôrça pelo povo brasileiro para a felicidade do novo e progresso autêntico de todos.

7. Precisei ficar velho, calejado, 'traido, mas não ridículo' para finalmente entender porque mataram Tiradentes, exilaram Pedro II, causaram a lei petrea, quiseram a república e avançaram no erário público com a fome de mil noites em jejum. Não quiseram o parlamentarismo e muito menos o voto distrital, optaram pelo curral eleitoreiro das famosas sestas de serviços sociais...

8. Muitas vezes o poeta que rabisca versos da constatação, quereria outras rimas, outros colos bulcólicos, não leiam alcóolicos por favor, outras paragens líricas, no entanto se vê embrenhado nos labirintos de loucos calabouços, nas peias de noticias tristes, com a violência de dedo em riste zoando de todos, e de mãos dadas com a impunidade, coisa de louco.

9. O gosto amargo de duplat vem à sua saliva quando meio acordado, meio dormindo, ébrio de loucura sã percebe aqui no chão doméstico e lá fora as ameaças homéricas e numéricas do caos em ebulição.Haja fala. haja canto, haja poema, haja desilusão, haja reza e o pesadelo continua apegado, o dilema pesado debochando dos homens de bem.

10. Assistimos a evolução do tudo, da definição nióbica lediana, e o nada do calor humano derretido e frio, sem forças para gritar socorro, sem argumentos para abafar o caos institucionalizado. Os que desistiram de lutar vão correndo para casa, buzinando no trânsito para chegar à tempo de assistir à novela das oito...

11. A trama, 'Fina Estampa' terminou, holofotizada e a vida continua bem diferente da telinha mágica, com ibope baixo, ela olha no espelho de seu closet, e sem maquiagem exclama: o que restou de mim!!! Não muita coisa, um apartamento de cobertura, um carro na garagem, uma aposentadoria módica, enquanto lá fora gente mata, engana, estrupa, corrompe, joga bombas nos Montes Nuba, persegue na Síria total. Lá dentro das fábulas brasileiras temos o carnaval do erário público, etc e tal sem tau. Gente acima de toda suspeita aparece nos jornais com posições nas antipodas da ética e do decoro parlamentar.

12. Dá vontade de ser um Pereirinha da vida e encontrar um buraco negro para emergir décadas depois lá pelo ano de 2022, no mínimo. Uma notícia positiva da casa olhada: o jeito interiorano e simples venceu a disputa, deixando para trás o glamour, as belas donzelas e a casuìstica intrincada dos demais. Fael arrebanhou o prêmio milionário do último Big Brother Brasil, e o público demonstrou que sabe o que quer!!!

13. Chico Anysio partiu e ficamos sem a sua crítica social fundamentada e humorizada, que arrancou durante décadas risos francos  de seus milhões de telespectadores. Millôr seguiu viagem e deixou orfãos aquelas pessoas que encontravam na sua arte a válvula de escape para suportar as agruras da politica nossa nos impostos e de benesses sem fim para os políticos, muitos dos quais, 'coitados' só ganham 'dezesseis mil reais' por mês.

> O Brasil tem saudades de Raul Seixas ' de seus quatro mil cruzeiros por mês e seu corcel 73...'

14. Enfim o 1º da abril  amanheceu e muita gente se esqueceu de "pregar alguma mentira ao amigo". É  que perdeu a graça tudo que  é demais enjoa, e o panorama nacional é campeão delas em todos os setores da sociedade. Estamos charfurdados num mar de inverdades que dá náuseas profundas só em pensar.

15. Não fora o tentador que mentira para Cristo, prometendo-lhe  após seu jejum de quarenta dias no deserto, mundos e fundos? Foi a maior mentira da história... De lá para cá outros discípulos do mal também articulam suas teses, também potencializam em atos, mentiras crassas e desavergonhadas que seria longo enumerá-las todas e você, amigo que considero mentor, não suportaria tamanhas desfaçatezes.

16. Se aqui fosse a América prática e substanciosa, estaríamos no tão sonhado primeiro mundo. A verdade cristalina que brotou do lado aberto do Senhor por excelência das Dores Salvíficas estaria intermediando os corações e protegendo as leis e constituição e a liberdade seria de fato e direito um patrimônio nacional de sumido valor e a vida seria bem diferente, sem máscaras e maquiagens indecentes.

Helder Tadeu Chaia Alvim

quinta-feira, 29 de março de 2012

A poesia sumeriana e o adversus

1. E a marcha pela paz Síria - que almeja dias melhores  para seu sofrido povo - encerrou seu brado às 14 hs em frente ao Masp. Uma luta que perdura um ano inteiro e recebe o apoio da opinião pública paulista. Que ironia vivemos nesta era da alta definição nióbica quãntica e a mão que despeja em vez de rosas, mortes e ódio contra seus filhos, prestará contas mais cedo ou mais tarde à humanidade inteira ou ao lado bom e reto que restar  dela, sem mencionar o tribunal inafiançavel de Deus.

2. Estas rimas e seu autor mínimo não poderiam calar, pois estão onde pessoas tem fome e sede de justiça, solidariedade e calor humano. Amam do fundo de seu coração os seus irmãos que ora estão em extrema aflição na Síria, sofrendo perseguição e lutam pela democracia contra um governo despota e tirano, sonham com um outro país, pacífico, moderno e engajado em soluções de melhoria social para a maioria de seu povo, manso e cordato.

3. Se hoje o poder de um homem só, mata, destroe, rouba de seu povo a auto determinação e não acompanha a evolução dos tempos, amanhã será diferente, bem diferente desta realidade triste e acabrunhadora de corações, que se abateu adversus uma nação inteira.

> A inconformidade é uma situação de extrema alerta, em Deuses, Túmulos e Sábios, C W Ceram descreve um outro governante e sua postura bem oposta à de Bashar:

4. Por volta do ano 628 A.C um rei Assírio deixou sua marca de lealdade e proteção aos mais fracos ouçamo-lo: ... O poeta exalta Assurbanipal: 'Descansaram as armas dos inimigos rebeldes, os condutores de carros desatrelaram suas parelhas, repousaram as lanças pontiagudas e aflouxaram os arcos retesados.

5. Os violentos que faziam guerras aos seus adversários foram abatidos, dentro da cidade e da habitação ninguém tirava pela fôrça os bens de seu camarada, em todo o âmbito  da terra nimguém fazia mal a outrem.

6. Quem se punha a caminho solitariamente percorria são e salvo estradas distantes, não havia ladrão que derramasse sangue, nem se praticava qualquer ato de violência. Todas as terras eram domicilios seguros, como fino óleo eram os quatro cantos do mundo." 

7. Vou encerrar e para tanto trago Ceram de volta, ele com seu olhar atento perscruta a história e revela um outro rei justo:

"... Foi Hammurabi de Babilônia ( 1955 a 1913 A.C ) o primeiro legislador da história, afim de que os fortes não prejudiquem os fracos, de que os orfãos e as viúvas sejam tratados com justiça na BabilÔnia, até mesmo no templo E. Sagila, mandou escrever as suas preciosas palavras numa estela e colocar esta diante de uma imagem de si mesmo como o rei de Justiça."

Abs de união,
Helder Tadeu Chaia Alvim

quarta-feira, 21 de março de 2012

Liberdade porque tardas tanto?

1. - 'Quero ser livre - disse Lucano - quanto mais necessidade um homem tem, menos liberdade!' Este é o olhar de Taylor Cadwell. Pensando nestas palavras inicio esta postagem pedreira ao denunciar as atrocidades do governo Sírio contra seu povo, não poupando nem crianças como tem divulgado a imprensa internacional.

2. Bassar al- Assad há 11 anos no poder governa a Síria. Um país de história arqueológica fabulosa, de povo inteligente e ansioso pela liberdade, para construir um país de paz e amor para seus filhos, terra da minha bisavó materna, terra de afeição e de conceitos progressistas entranhado na alma de seu povo.

3. A Síria tem cadeira garantida no conselho das Nações Unidas e viola atualmente os direitos humanos e internacionais e certamente receberá sanções econômicas fortes até a renuncia de seu ditador Bassar.

4. Qualquer governante que mantém o poder legítimo, tem o dever de velar pela ordem, segurança e bem estar de seus cidadãos pátrios, tem a obrigação de propiciar-lhes leis justas, aceitas na jurisprudência universal e tudo que foge deste patamar é contra a ordem natural e as convenções da humanidade.

5. Cronizado no dia 18 de março  quando a avenida paulista foi palco de uma manifestação importante a favor do povo Sírio sofrido e encurralado por aquele que deveria dar asas às suas liberdades nacionais para o bem do seu povo e a felicidade do novo conceito de paz mundial.

6. Fui lá prestar minha solidariedade e ouvir o pronunciamento atualizado e veemente  do 'Comitê Brasileiro de Apoio à Revolução Síria' e suas justas reinvindicações junto à Onu, Unesco e ao Governo Brasileiro para que interfiram no sentido de cessar o martírio, os estupros e bombas na Síria que amamos do fundo do nosso coração brasileiro, pelos laços de afinidade, parentescos que nos unem e irmanam neste momento de inaudita aflição.

7. Na Avenida Paulista, findando o verão, num domingo de sol a pino eles lá estavam, homens, mulheres, crianças, autoridades protestando indignados a favor da comunidade Síria: "Bassar ataca, mata para se firmar no poder."

8.E eu pensei... realmente todo homem que tem algum mando na mão quer ser deus, só que se esquece que seus súditos não são bobos, e que a era on line tá aí e mudanças vão acontecendo, gente caindo do poder, qual frutos podres de genipapo lá para as bandas do sertão iluminado e são pisoteados pelos passantes que englobam a procissão do mundo bom das certezas de Deus, todo poderoso!

9. Passam os céus, novas terras, conflitos, mas a palavra do mestre não perde a atualidade:' bem aventurados os mansos, porque possirão a terra...' Não uma terra palmilhada de ambições,guerras, poderes déspotas, interresses escusos, mas uma terra onde floresça a concórdia social, os avanços quânticos, a justiça plena para espelhar a bondade e misericordia do cordeiro de Deus, aquele que veio tirar o pecado do mundo.

Helder Tadeu Chaia Alvim
Poeta Minimalista

sexta-feira, 16 de março de 2012

rimar é uma forma interativa de amar...

1. A ausência de camuflagem torna-se patente à medida que estas rimas avançam despretenciosas mirando seus objetivos sonhados, não um sono tolo e pesado, mas um sonho leve desde o ano 2007 quando se lançaram à procura de significado para sua existência fátua.

2. Muitos atropelos pelo caminho, muitas noites em claro tentando idealizar mundos, mudar os  rumos de um universo em versos de uma cidade que não existe numa atmofera adversa não escrita mas sentida intensamente.

3. Rimas daqui, rimas de lá, finalmente elas se encontraram no blog soberano do Google, e perceberam que não estavam sós, e que poderiam interagir com outras de igual para igual e conhecer a luz de outros paises, ser acessadas em outras partes e completariam alhures  o mosaico que lhes faltava.

4. Puseram-se a repetir palavras, que sairam de seu âmago contido, sintonizaram-se com outras irmãs camaradas,na companhia animadora delas adentraram em jornadas insólitas, descobriram-se nas crônicas torquatianas e encontraram no discurso poético um prazeroso campo de conversas animadas.

5. Amealharam alguns aplausos, numerosas críticas veladas, quando não foram ignoradas, mas enfim na sua incessante busca por respostas, não arredaram pé do mundo bom e impulsionaram com folgada contemplação este que carinhosamente alcunharam o poeta do caos, do nada em ebulição.

6. Gritaram alto contra as malvadezas desta era de alta definição tecnologica, de incertezas de alma contenciosas, lutaram sem tréguas pelos seus conceitos tomistas, visitaram Platão, Aristóles, Cícero, Virgílio, Homero, Sócrates e Agostinho de Cartago.

7. E no extremo de sua liberdade deliberada, clamaram pela paz, justiça, igualdade social, solidariedade e amor ao próximo, irmão objeto de  seus cuidados redrobados.

8. Haja texto, haja termo, haja viés que não procuraram entender tirando folga, espremidas no trabalho, cultivando com carinho o olhar daqueles desamparados da sorte, repartiram seus cigarros, enguliram seu pigarro, esbravejaram contra os pedófilos, contra a violência ao sexo frágil, a falta de oportunidades aos jovens de todas as cidades brasileiras.

9. Desacordaram com a política assistencialista, cabrestista de votos, contra leis inìquias que solapam da sociedade o respeito pelo nascituro, pelas leis divinas, pelos ultrajes à Mãe de todas as mães, a Virgem Negra de Aparecida. E num amplexo longo e caloroso de satisfação entoaram a Ela preces e mais preces de devoção.

10. Preocupadas com o rumo torto da humanidade, se incluiram penitentes, e procuraram advertir na sua módica condição sobre os perigos que rondam o planeta, sobre a devastação desenfreada de sua bio diversidade, fazendo eco aos cientistas e lentes no assunto,  acenaram para a última travessia do ser humano, nas potencialidades de amor de sua alma imortal se palmilhadas em vida na fé e temor de Deus, soberano senhor do tempo.

11. Choraram com palavras sentidas  entes queridos, vitimados este ano pela violência, pela intolerância, pela discriminação, alegraram-se com a inocência estampada na face da infância, com os sonhos da juventude sadia, com os avanços da ciência quântica dos nióbios, com a esperança de um mundo melhor e acalorado no bem para a geração atual e póstera.

12. Não postergaram elogios às iniciativas sérias da sociedade, aos anseios dos ciclistas nas cidades e sertão do brasil brasileiro, o respeito pela idade senil, detentora de experiência e sabedoria inauditas.

13. Esperaram atitudes serenas, coerentes dos detentores legitimos do poder tendo em vista a sagrada soberania dos povos, a harmonia ético cultural, a abastança na mesa dos pobres e desvalidos da sorte.

14. Enfim, enfim conjugaram passados, presentes e futuros na busca singela da sintonia perfeita rimando todos os corações, rimaram o bom riso, choraram o pranto amargo das grandes decepções universais e bafejadas pelo vento norte não esmoreceram e peregrinaram no juízo interativo dos cliques solidários que receberam de muitos lugares e países, que hoje emocionadas agradecem primeiro.

15. Para além, muito além desta escrita que termina agora vislumbraram o semblante de paz perene, do coração manso e humilde de Cristo que no mais belo gesto da história rimou sofrimento, sangue, água com amor e do alto do gólgota salvífico perdoou na pessoa do Dimas toda a humanidade e deixou sua cruz santa encimando a luz da eterna felicidade.

16. Para além, muito além da atual realidade, fatos, convulsões, tramas, dramas da natureza embravecida ressoaram em seus ouvidos a voz de um Deus Redentor: 'Pai, perdoai-lhes, pois nunca sabem o que fazem...' Perdoai estas rimas se elas não souberam se expressar à altura de sua grandeza...

17. Dessedentai-as e ao seu mínimo autor, aos seus amigos leitores, esparsos pelo mundo afora, na sede de verdadeira justiça social, caridade e amor ilimitado ao próximo, objeto de seu osculo infinito de calor divino.

Helder Tadeu Chaia Alvim

quarta-feira, 14 de março de 2012

impressão mobilidadeada

1. Vamos, que vamos continuar a esquentar a moringa neste março tempestuoso, não só de pancadas de chuvas no Planalto de Piratininga, que deixam os citadinos em maus lençois freáticos e frenéticos, de trânsito caotizado a não mais poder.

2. Atualizando a mente, temos notícias da tecnologia - que li ontem no Diário do Comércio, informática pág 22  e Economia/Legais pág 17, a citação que vou fornecer por cima para entrar no âmago da questão mobilidadeada: ' TELEVISORES COM TECNOLOGIA OLED EM 3G, ULTRABOOKS SLIM Z 330 E SMARTPHONES DE DISPLAYS TRIDIMENSIONAIS E O NOVO iPAD COM MAIOR RESOLUÇÃO DE TELA, iPHONES 4 E 4S COM TECNOLOGIA DE CONEXÃO 4G.'

3. É mole marreco!!!!!! Não seria não, se tudo isso fôsse para o bem de todos e a felicidade do novo e alavancasse o mundo bom das certezas de Deus para a humanidade inteira.Realmente é de arrepiar as tais resoluções da alta definição nióbica e para acompanhá-las necessita-se de fôlego de gato ou sete vidas no compasso.

4. Mas a realidade é outra a par dos avanços da Ciência Quântica, que admiro e louvo na sua capacidade de inovação quase diária. Steve Jobs que o diria... Daqui para as nuvens, das nuvens para cá nunca se comunicou tanto e com tanta satisfação. Do rascunho postamos no blogger do Google soberano, nas redes sociais estendemos nosso calor humano para pessoas de várias partes do globo humano tridimensional.

5. Nada fica mais escondido debaixo do sol e as desgraceiras aparecem sem máscaras e quedamos amuado com tanta demência de governos autoritários, de cidadãos que maquinam a morte alheia, de bombas e matanças em zonas de conflito do mundo árabe.

6. Quanta mobilidade no mundo virtual, quanta maldade no universo material, o coração do homem definitivamente acolheu o apelo máximo do consumo exarcebado de bens e esqueceu-se de aquecer a  sua alma nas verdades eternas, do Cristo Crucificado.

7. Voltando ao meu cercado mínimo, vejo que o gosto pensado pelos poemas continua na minha porta acanhada, despedaçada por tantas notícias tristes que assomam na velocidade dos terabytes. Vou hoje ser breve e assuntar o vento norte, rezar a Deus uma prece forte, para que os caminhos tortos desta vida, retomem os patamares da solidariedade plena e que os contrastes desta era robotizada se amainem, e sejam direcionados para o que vale a pena de fato e de direito.

8. Que o planeta desate seu nó e tenha dó de seus filhos maltratados pela sanha maldita do anjo decaído, e eleve sua voz para o Grande Poeta dos versos perdidos e assuma o que Ele disse:'Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado.' Se de fato isto acontecer o mundo vaI dar um salto fabuloso, qualitativo e quantitativo para o crescimento sustentável e verdadeiro e não vai carecer de guerras, intolerância, ações inócuas e afirmações toscas e sem sentido.

9. A vida atual adquiriu status de independência financeira, bem estar, progresso na medicina, inigualáveis, adquiriu tudo e o nada ao mesmo tempo e considerando a desproporção do movimento em curso na hora presente, vemos a escassez de calor humano, a concretização do cinismo, a descrença geral, a falta de temor de Deus, vemos a flanação tomar conta das gentes e viverem como se não fôssem prestar contas severas ao autor da criação.

10. Vemos a  sistemática degradação da biosfera, a ganância de lucros a qualquer preço, a noção apoucada do bem coletivo a favor  da deliciosa maneira de gozar a vida. E se Torquatto Dias Alvim, vivo fôsse perguntaria certamente: onde isto vai parar, seu moço!

11. Remexo os bolsos, atilo a mente, esfrego os olhos cansados e digo: Não o sei, nobre amigo da antiga era! O Selic e o Pib disputam espaços homogêneos no Brasil, o Copom estremece de olho na realidade e aventa hipóteses... E por aí vamos, todos no mesmo barco, tateando no escuro, remando com as mãos calejadas de um passado não muito distante, de um presente incerto e de um futuro nebuloso, pois a tara da balança oscila entre o bem e o mal.

12. Lá para além de nossas fronteira e vistas, as tempestades se avolumam no horizonte dos povos árabes, principalmente na Síria, gente sendo morta pelo totalitarismo, não cabível na realidade pós- moderna e na confluência de tantos horrores o barril de pólvora seca prepara o estopim nas mãos de algum títere sem coração universal.

13. Impressões mobilidadeadas de um réles poeta? Antes fora e que esta linguagem não marcasse o tempo atual, de uma terra devastada em seu meio ambiente, predatória de sua propria biosfera, sem religião exigente, uma terra sem honra, caráter e conivente com os erros de uma política de conveniências.

14. Antes fora, seria melhor que estas rimas  servissem apenas para a diversão suave das tardes de algum sarau literário,  que refletissem só sua atipicidade lírica ou ficassem esquecidas neste blog da autoridade mínima de seu autor e nada mais  adiante. No entanto refletem o hoje sem encanto suas observações sobressaltadas e o verso suave das grimpas e pirambeiras vai esperar um instante.
15. O que falta então para o mundo se harmonizar?

(  ) Conhecimento.
(  ) Tecnologia avançada.
(  ) Comunicação.
(   ) Nenhuma das anteriores.

16. Estou procurando a resposta correta. Me ajuda aí, meu bom e velho amigo on line.

Helder Tadeu Chaia Alvim
Poeta Minimalista

quarta-feira, 7 de março de 2012

textura tênue x versos proibidos

1. A inspiração na cabeça dos poetas do povo, continua viva e imune à passagem do tempo, pude averiguar com satisfação incontida de entusiasmo ao folhear com interesse tudo o que se encontra à disposição nas estantes  on line,facebook, twitter, orkut, linkedin franqueadas à consulta de quem está deveras plugado no movimento.

2. Ela utiliza-se das marcas da linguagem para explicitar o se apresente à sua imaginação 'nemrodiana' que podemos defini-la: 'cuneiforme.' Os termos tempo, espaço, vida ganham forma concreta na similitude de seu significado, se misturam sem perder a caracteristica intrinseca de cada um.

3. Conceitos que fogem do hoje, retrocede  no ontem e antevê o amanhã. não se assustem em demasiado pois não estou iniciando ninguém em cabala ou mistério do além. De olho na direção a que propõem as rimas, ricas de significação procuro buscar na gramática as palavras das quais necessito, que me digam a que vieram, porque  me instigam a me tornar um caçador inveterado da inspiração.

4. Vão me perguntar porque ajuntei às eleições de 2012 nos EUA, polarizadas em torno da Religião  estas rimas mínimas.cronizadas. Ou se represento os latinos que vão votar em massa em Obama, consoante as pesquisas veiculadas na mídia digital. Vou saber do resultado depois, uma vez que pelas estatísticas do Google sou acessado na América  totalizando em números no  período de maio de 2009 a março de 2012 dos 22.263 cliques solidários que este blog recebeu, 12.363 são oriundos da terra do Tio Sam, o que muito me orgulha.

5. Este blog e seu autor não escondem de ninguém sua persistência na busca do mundo bom das certezas de Deus,e batalha na liberdade de expressão para aliar à fé, a razão e trata de assuntos materiais, do dia a dia focando o que eles possam facultar uma escada para o criador e critica toda dissonância que se apresenta na sociedade hodierna, sulcada de crises existênciais e abandono paulatino do décalogo e das maneiras consuetudinárias de viver, contrários aos desígnios do Grande Artífice do Universo.

6. O porque logo na maior democracia do planeta o assunto Deus ocupa a palavra dos canditados é facil de entender, quando vemos Obama repetir o gesto de Lincoln e jurar sobre a Bíblia num de seus discursos. Isto significa que os americanos querem na sucessão da Casa Blanca, um homem à altura de seus desafios não só materiais, mas em consonãncia com sua fé em Deus, na pátria, na familia, na sociedade.

7. Eles, diferente da França, ao separarem a Igreja do Estado deram plena libedade aos seus cidadãos para acreditarem em Deus. O povo americano é inteligente, pragmático, se possuem a tecnologia na alma, não descuidam nenhum segundo do espírito. É o que ficou patente na corrida presidencial e não vai mudar o quadro.

8. Não existe um lugar na face da terra, onde a liberdade está presente na política, na cultura, na vida de cada cidadão.  Eles desde a sua fundação como Estados Unidos da América beberam na fonte, construiram um novo mundo e não abrem mão de sua convicções religiosas. Pensam com a razão, não dão vazão a esta enxurrada de corrupção que assistimos na democracia brasileira, eivada de mazelas e circulos viciosos, apadrinhamentos e super faturas de arrepeiar do brasil que não quer ser mais brasileiro.

9. Portanto ao eleger seu futuro presidente, tudo indica que Barack Obama - o amigo do cara - vai continuar como sucessor legítimo de George Washington, Thomas Jefferson, totalizando 44 fiéis executores da lei federal americana. Os assuntos candentes do aborto, pena de morte, as pesquisas de células tronco, matrimônio homosexual, a meu ver, estarão na pauta do dia e serão amplamente discutidos com seriedade e argumentos sólidos.

10. O modelo de sua democracia, funciona mesmo, sem costuras ou negociatas e abarca uma visão ampla de oportunidades para todos, dado o talento e capacidade de cada um. Os USA, historicamente sempre prestigiaram as mentes inteligentes do mundo em seu território, dando a elas voz, vez e sucesso sempre.Fôrça , persistência e tecnologia é que não faltam a eles. Trazem na pele o senso exato da liberdade e questionam seus presidentes quando alguma coisa foge desta premissa sagrada.

11. - Noossa!!!, quem diria o poeta mínimo endeusando láfora, será que está querendo se mudar de vez para a América, vá logo e nos esqueça...

12. - Dirão as línguas bondosas ao ler esta postagem. Pelo contrário meu lugar é aqui debaixo deste céu verde anil, hoje nem tanto, pois  a poluição anda apagando a luz dos astros na São Paulo Paulistana. Orgulho de minha pátria, que apesar dos pesares tem reservas de alma suficiente para expurgar a maldade em curso e tornar-se uma nação que valorize a sua biodiversidade, seu povo hospitaleiro e multi cultural, sua bondade inata, sua fé em Deus e na Santa de Aparecida, a Sempre Virgem Maria, encanto e mãe de um povo devoto a não mais poder.Um país abençoado, celeiro futuro para o mundo onde tem mulheres superando barreiras quase intransponíveis e se afirmando como a mais preciosa jóia da criação divina.

13. Na textura tênue destes versos proibidos, escrevi o que escrevi e assoma aos meus olhos o embate eterno entre o bem e o mal e um vagão da locomotiva brasil descarilla e vem parar na porta destas rimas cronizadas, pedem passagem e se juntam a mim nesta lamentação do tempo. E juntos retratamos o abandono tácito das nossas ferrovias, a criação da nação Yanomani, na amazônia brasileira, destoando de nossa soberania.

14.Juntos avistamos a verticalização paulatina e sistemática das grandes metrópoles brasileiras, a incidência vergonhosa de erros de nossa política doméstica, na não capacidade do brasil gerir seus interesses, e para piorar a situação a métropole de piratininga sem combustível, as capitanias hereditàrias modernas demarcando as verbas públicas em proveito próprio, as matas ciliares de código mal delimitado, o desterro do sabiá laranjeira na cidade de São Paulo.

14. E agora a notícia triste que o Bol on line estampou ontem que: '...o sapinho-cururu corre perigo de extinção.'(htpp://notícias.bol.uol.com.br/entretenimento/2012/03/07/conheca-o-sapinho-cururu-q...)Em tudo e por tudo uma parcela dos que detém o poder não querem enxergar a situação de alto risco que estamos atravessando e só uma união em torno de nossa constituição poderá salvar o brasil deste desgoverno, como queria o saudoso Dr. Ulysses Guimarães.

15. É só cochilar um pouco que depois o pesadelo vem bater à porta e dizer:- Estão abrindo mão de montanhas e  cachoeiras a favor  da  exploração  de  minério  em  Conceição do Mato Dentro, MG.
- Será o São Benedito? Sim pode invocar Santa Rita, Santa Luzia, Santa Bárbara que a coisa é sériamesmo e a região considerada " a capital mineira do eco turismo  que abriga a cachoeira do tabuleiro, a terceira maior queda livre do país, pode acabar em ferro em nome do dito progresso. A informação em negrito foi tirada do Diário do Comércio 07/03/2012 economia pàg 20 - leiam a matéria extensa de importância vital, assinada por Luciano Ornelas.

16. Qual Nemrod - guardada as devidas distâncias,  o poeta de inspiração em riste se consome a cada dia, luta com tempo à caça de palavras, marcando a linguagem com o sinete da verberação incontida para abrir os olhos dos irmãos de boa vontade, arranha o seu diapasão na esperança de ser ouvido na concreta interação, ajuntando à fé, a razão. Longe dele um discurso pimpão, adoça as palavras para melhor degustação, pois se ferver no valdeirão das idéis, o amargor transparecerá a era do caos em ebulição.

17. Não se sabe ao certo se o Brasil encurralado na história vai optar para crescer com sustentabilidade ou vai aderir às letras do caos sistematizado, à onda da desestruturação em curso que varre os valores pátrios e morais ou se... vai desatar seus grilhões e voar livre até à altura de seus destinos para tocar na cidade dos anjos, que sua grandeza aquiesce, de sua vocação cristã à molde de Nóbrega e Anchieta, na construção de uma pátria de justiça, liberdade, igualdade de direitos e solidária abraçando  todos os povos no calor aconchegante de seu clima ameno e tropical.

18. Não podemos fugir da evolução dos fatos, da era altamente definida e tecnológica, das pesquizas quânticas, das energias não poluentes, da preservação de nossa soberania e florestas, fauna e flora. Do respeito aos povos indígenas, da proteção à infância, da saúde, educação,segurança, valorização das classes laboriosas, máxime dos professores,  transporte, emprego e alimentação das quase 200 milhões de bocas, mas é mister alimentar seu espírito com cultura e religião, preservando a família brasileira e criando condições para o verdadeiro progresso no concerto das nações, difundindo a paz e a concordia mútuas.

19. A encruzilhada sempre traz escolhas, e a nova ordem universal será plausível aos planos de Deus para o Brasil da grande harmonia na diversidade de seu clima, solo e feitio de alma de seus filhos? Ou... não permita a sina, a consumação da corrupção abafando para sempre sua identidade?

20. Ainda é cedo para dizer... enquanto isso vamos ouvir o poeta Luciano: "...Poderá fazer Mercúrio dizer a Caronte: - Mas, Nínive, meu bom barqueiro, já está destruida e dela não resta o menor vestígio, não se pode dizer em que sítio se encontra...".


Helder Tadeu Chaia Alvim



quinta-feira, 1 de março de 2012

O gesto mais belo x a intriga final

1. A história registrou longe das câmeras, holofotes e mídia social, um belo gesto, uma demonstração de companherismo que atravessou séculos e encheu de admiração os olhos daqueles que leram o relato. Vamos recordar um pouco este momento de grandeza e calor humano admirável. Mas antes, vamos nos situar primeiro e romancear à vontade. Podem me corrigir que aceito compartilhamento de opinião.

2. Nada fora ensaiado, a platéia ovacionava com ódio inaudito um condenado à morte numa cruz naquela sexta- feira em Jerusalém. Corria a era dos grandes césares romanos, em suas bigas velozes a percorrer o vasto império, a comandar legiões invencíveis e tendo como proteção a temível guarda pretoriana.

3. A pax romana dominava a Palestina sob a jurisdição do Rei Herodes. Mas o vasto imperio basiléia tinha um pé firme em todas as regiões anexadas. E quem respondia pelos seus interesses na terra dos judeus era o procurador Pôncio Pilatos. Nesta mistureba e convenções de quando em quando havia rebeliôes do povo eleito, sufocado pela espada impiedosa das legiões ali paradas.

4. Os Judeus divididos em três gupos distintos: Fariseus, dirìriamos de tendências mais polìticas, Saduceus, mais ligados ao povo e os essênios, voltados para o misticismo. Tantos uns como os outros aguradavam a chegada do salvador terreno que os iriam livrar das botas pesadas da Roma altiva.Era chegada a hora escolhida pelo altíssimo para se manifestar aos homens... 

5. Os diretores da cena, há muito que manipulavam o enredo, do alto de seu mando religioso em Jerusalém, há muito que seus informantes iam e vinham com notícias dos prodigíos de um tal Jesus de Nazaré, que se intitulava o Salvador. Relatos e mais relatos chegavam frequentemente aos ouvidos dos sumos sacerdotes Anás e Caifás. Ora o galileu expulsara os vendilhões do templo de Salomão, ora curava leprosos, cegos e coxos, ora perdoara os pecados da meretriz, conversara com a samaritana... E se intitulara rei...

6. E numa dessas o caldo entornou quando o mestre tansformara água em vinho, a pedido de sua mãe em Caná  da Galiléia, não era possível, o homem era um prodígio e que vinho saboroso e encorpadofoi aquele. Se virasse rei de fato mesmo, tal a ascendência que tinha sobre o povo, tal sua presença iluminada, tal a persuação de suas palavras, tal a vida simples e pura, que eles os graduados iriam perder os privilégios e a boquinha dos impostos.

7. E deliberaram na calada da noite com uma 'canetada só' lavraranm a sentença: é preciso que um morra para preservar o povolugar de 'sediciosos é na cruz'. Aliciaram com mão aveludada um seguidor do nazareno,   e a troco de vinte míseras moedas de prata, fecharam um negócio - que sem saber - daria o que falar por séculos a perder de vista.

8. Aproveitaram o período da Páscoa, quando gente de toda a parte locupletava a cidade santa e desfecharam a intriga final . O plano deu certo e repetidos os julgamentos, mancomunados com as autoridades romanas condenaram o mestre nazareno à morte ignominiosa do madeiro. Tratamento reservado aos facínoras e traidores da pátria.

9. Jerusalém,  a cidade palco de tantas batalhas gloriosas, que abrigava o Templo de Salomão, orgulho da raça hebréia, visitado pela rainha de Sabá, Jerusalém de David, dos profetas, dos reis, de Judith e Ester, de Jeremias, de Isaías, dos irmãos Macabeus estava prestes a assistir algo pavoroso, não uma mera stença corriqueira, mas  a mais injusta que se teve notícia: a crucificação de um Deus.

10. Neste contexto trágico, como foi trágica a morte do justo aparece a figura de Simão Cireneu que dá um enfoque a esta postagem para ilustrar o companherismo e calor humano a toda á prova. E obrigaram o homem, até então desconhecido a carregar a cruz do setenciado, pois não queriam perder o espetáculo final do sacrifício.

11. Tudo pensado, tudo pesado, guardas a postos para conter um possível resgate por parte dos apóstolos ou seguidores. Era o alvorecer da grande era e o céu de Jerusalém se toldou de um tom avermelhado e fúnebre, estava a caminho o deicídio, perpretado por aqueles que deveriam revelar o Messias anunciado pelos profetas ao mundo e ligar a terra ao céu.

12. Simão vinha tranquilo seguindo seu caminho de volta para casa, pensando em suas obrigações árduas, na família e sua provisão, nas incursões dos bárbaros romanos, nos pesados impostos que caiam sobre o povo judeu ou talvez estivesse de passagem pela cidade, judeu da comunidade de Cirene situada no norte da áfrica, um legítimo representante da raça negra.

13. Espantou-se ao ínicio, porque logo eu?, porque esta tarefa que poderia ser feita por algum gladiador ou condenado às gales, mesmo por um soldado de menor importância.? Como foi convidado à fôrça, viu que o caldo poderia engrossar para ele. E uma negativa seria o seu fim.

14. Aos poucos passou a observar o companheiro da caminhada insólita, e como tinha um coração reto vislumbrou a presença de um Deus escondido sob as aparências humanas e tanto foi seu entusiamo naquela hora tardia da sexta feira santa que se comoveu às lágrimas e sem esboçar uma palavra, tomou uma parte da cruz e pôs-se lentamente a subir o gólgota ao lado de  Jesus. 

15. Uma rara oportunidade, Simão não era assíduo às escrituras, não detinha cargos de chefia, era um homem simples do povo, intuitivo, acostumado a observar o movimento  de elmos e cavalariça, descontente com a situação política e religiosa que o cercava e derepente na obrigatoriedade do fato vislumbrou outra realidade e as dores do justo pouco há pouco o envolverá por completo.

16. Observou seu porte régio vestido com uma túnica vermelha, sua tez luminosa sombreada por uma coroa de espinhos pontiagudos, um manto escarlate inconsútil caia sobre seus ombros. E a turba vociferava sua morte, os soldados conservavam seus passos cadenciados alheios ao sofrimento daquele homem que era uma chaga viva.

17. Perto da hora quinta, na rudez de sua razão, Simão a princípio não entendera bem, não aquiescera o mestre ao começo. Estava ali agora requisitado seguia em frente passo a passo auxiliando Jesus na subida do gólgota ou morro do crânio. Pensava onde fui parar!

18. É natural este espanto do homem cirineu, morava em outro país, embora judeu,fora confundido pelos romanos com algum escravo negro, daí a escolha que mudou sua vida, um caminho totalmente não desejado o transporta para o centro da história universal.

19. Começa a admirar a postura e o semblante daquele condenado, impressiona aquele olhar de bondade em contraste com a chusma que berrava e blasfemava á sua passagem. Observa a coragem de algumas mulheres que enfrentam os soldados com palavras se se aproximam. Aí ele entendeu que tratavase do mestre, do homem que fudstigava os vendilhões do templo, do homem que curara os dez leprosos, que ressuscitará Lázaro, era o tal Jesus de Nazaré e sua fama chegara em terras de Àfrica.

20. Viu aproximar uma mulher judia de olhar doloroso,  acompanhada de um jovem e percebeu que era  a mãe do supliciado. Contemplou o demorado olhar de ambos e entendeu o que é o amor verdadeiro entre mãe e filho. Depois apareceu outra mulher e conheceu ser Verônica, que trazia um lenço para enxugar as faces de Jesus. Em seu íntimo rezou: 'o vós todos que passai pelo caminho, parai e vede se existe dor semelhante a esta do Justo.' Já era outro Simão, olhou o homem de todas as dores, auxiliou a sua caminhada e converteu em ardoroso seguidor, um adorador em espírito e verdade.

21. Se perguntou onde estariam os outros seus amigos que o seguiam para cima e para baixo, durante os anos anteriores, onde estaria Pedro, o grande pescador, Thiago, André? E aquele taciturno que cuidava da bolsa, o tal Iscariotes? E a caminhada prosseguia, ora Jesus caía e era fustigado pelos soldados, ora respirava quase sufocado pelo calor, mas prosseguia lentamente, uma ferida só, um opóbrio do povo, o novo Jó da era romana folgada e regalada.

22. Enquanto o chicote corria solto nos ombros do justo, Simão esforçava-se  para minorar o máximo que pudesse as dores de um Deus. Ao tomar contato com a sua cruz  tornou-se livremente co-participante da redenção que estava prestes a acontecer bem á frente de seus olhos.

23. Simão, começou tímido seu mister de ajudante na cruz, depois se viu tomado por um assomo de ódio contra a autoridade que condenou o justo à morte, veio o perdão e finalmente o entusiasmo e a compreensão da obra salvífica de Cristo. Arrebanhou para si, sua família, sua comunidade cirenaica, seus filhos Alexandre e Rufo as novas bençãos  de Jacob e o direito á progenitura eterna.

24. Voltando lentamente ao grande ato final no palco montado pela perfídia, Simão Cirineu viu concretizar as imbiras da intriga. Já não olhava com olhos terrenos a ovação da plebe, no seu coração não tinha mais lugar para o ódio, aflorava em sua pele uma sensação de agradável paz interior, e quis também ser pregado na cruz com o justo.

25. Me faltam as palavras exatas e percebo que um pouco da tinta de João Evangelista seria de muito valia para encerra-las corretamente, se perpingassem um pingo só seria o sufiente para encher estes blog e outroa mais de muitos e muitos livros da ascética mística e cristã.Por enquanto vou tateando na esperança da profusão de versos em homenagem ao madeiro que propiciou ao redentor resgatar seus irmãos para a luz de sua verdade interior.

26. Enfim Simão assistiu com espanto e temor a revolta da natureza pela volta da hora sexta, o céu de Jerusalém carregado de um vermelho cinza escureceu a visão da cidade santa. sentiu o tremor de terra, a gritaria geral enquanto o justo era levantado entre dois malfeitores, Simão entendeu que tudo até aquele instante, os séculos anteriores, as confusões babilônicas, o cativeiro no Egito, Moisés, os profetas e justos, tudo, absolutamente tudo fora um prólogo e ele, humilde e manso estava ali no meio do picadeiro desempenhando um papel de coadjuvante de Jesus Crucificado.

27. Ouviu o dialógo entre Dimas e Gestas e o olhar do justo pousando demoradamente sobre eles, e o centurião curado da cegueira repetir: 'Este verdadeiramente era o filho de Deus'.E o consumatum est estava em curso e Simão olhou pela ótica de Deus e percebeu que a partir do 'elli, elli, lamma sabactani' uma nova era estava em curso, onde reinaria a liberdade, justiça, bondade,  misericordia e igualdade.

28. O resto da história já conhecemos e não precisaria me alongar mais, ou preciso? Os césares altivos se foram, o esplendor de Roma se apagou com chegada dos bárbaros, Anás e Caifás desapareceram em suas sepulturas, Herodes se tornou o arquétipo da maldade, Pilatos, a dubiedade em pessoa, ficou citado no Credo... Que mais! Simão Cirineu tornou-se o patrono do companheirismo, solidariedade e calor humanos verdadeiros.

28. Todos os intrigantes foram para no ralo da história. Os fatos históricos o comprovam, o Cristo ressuscitou, subiu aos céus, deixou na terra a sua Igreja e as promessas de sustentação até o alvorecer do último dia. O madeiro do opróbio tornou-se o sinal da vitória do bem contra o mal. Roma absoluta, e a rede de intrigas armada em Jerusalém não suportaram o peso de um Deus. Não é demais!

29. O gesto mais belo de toda a história humana coube a um desconhecido, de origem negra, um judeu consciente, de carácter reto, oriundo de  Cirene, na Africa. Ele soube aquiescer à luz, percorreu o caminho da cruz e alcançou a vida eterna, no seio do pai Abrãao.

30. Analisando mais uma vez o movimento atual, percebemos que trevas pairam no ar. Para aqueles que conservam a fé de Simão Cirineu, a pergunta é a mesmo? O que virá? Quais as direções de Deus agora para o mundo? A ampulheta do tempo escoa célere, a velocidade dos bytes soberanos multiplicam as informações.

31. Aparentemente, temos em curso o endeusamento da matéria e a sistemática negação de Deus, os véus dos templos hodiernos se rasgam, a natureza estremece, e o novo consumatum est está por um fio. Se na aparência Deus abandonou o mundo à sua sorte descabida, na essência o tempo prepara a atração e revitalização, e em seguida virá a aplicação das cotas redentoras em forma da observância da vontade de Deus aqui, como se faz lá no céu.

32. Se minha linguagem é desconexa e não pertence a esta área da alta definição, perdoe-me a intromissão, mas vale um aviso, afinal somos amigos.E sei que a hora de Simão, o companheiro está próxima e vai ajustar à razão, a prece. 'Eli, Eli, lama sabactani', Será a hora de Elias, do abandono, da luz soprepujando as trevas? Ou de tudo junto para saudar a nova aurora do Espírito Santo de Deus.

Helder Tadeu Chaia Alvim