segunda-feira, 23 de julho de 2018

o gigante, esse desconhecido

O gigante, esse desconhecido

1   1.  O Sonho do gigante assusta aos desavisados de sua essência de brasilidade, ao desconhecer suas origens desconhecem o quanto alto sonhou, o quanto sua gente desenvolveu em sua personalidade própria a intuição, o quanto limou sua consciência nesses quinhentos anos de sua história. É todo um conjunto de ações, convicções, fé e destemor aqui praticadas neste solo de mil canções. Geração após geração o povo continuou cultivando em sua alma valores de ética e bem querença. Espalhados que são num país continente, dotado de uma natureza exuberante, de cidades, campos e sertão coligados em torno da bandeira pátria.

2     2. Houveram discrepâncias no meio do caminho, quase sempre mal representados, esta representação arrumou um jeito de driblar a tudo e a todos em proveito próprio e desembocou na situação atual tremenda e sistêmica que  a má conduta parece premiada, e o bem obliterado às canções de um povo sonhador e hospitaleiro. Mas no peito que cada habitante honesto pulsa um coração plugado no bem comum maior de sua pátria, e o senso critico parece aparecer no imenso coletivo desta raça forte e varonil.

3    3.   Este povo bem sabe que o futuro não será o que vai acontecer, mas o que ele vai fazer. Ele sente que a vida brasileira no contexto atual da globalização ainda está boa, fugaz em sua totalidade, pegadas que o tempo apaga, mas sua memória cívica não esquece jamais. Ele tem uma espécie de crença boa que esta corrupção vai passar, assim que como os ventos lá no sertão iluminado passou e passa há gerações.

       4.  Existe em seu coração a  certeza empírica que o Brasil está mudando para melhor, e apesar dos pesares ele tem força e decisão suficientes para encontrar a trilha perdida intencionalmente pelos aproveitadores dos votos  de um povo um tanto confiante demais em suas lideranças. E o gigante a cada dia que amanhece adiciona em seu mar de preocupações as aguas boas da esperança em dias melhores para sua prole.

5     5.  Ademais se o  tema é denso, o pendulo que equilibra seu bom senso é do tamanho de sua extensão territorial, e cristalino com suas aguas, e maior que ideologias liliputianas, ah se o é! Apesar da brasilidade ter-se esboroado em seu horizonte ele num esforço homérico as está juntando com o auxilio de seus filhos e filhas sensatos para devolver á sua gravura original o brilho que sempre idealizou.

      6. Apesar desta crise maldita de carácter de muitos de seus mandatários, crise sorrateira e eivada de corrupção, crise que depenou o erário publico com fome de mil dragões dos infernos, crise proposital que aliterou a mania de levar vantagem á custa do dinheiro publico. Pois bem esta situação anômala requer  das consciências retas uma vigilância sem igual, uma ação conjunta nacional para barrar as más ações e construir um novo tempo de paz, harmonia social, abastança financeira, concórdia e crescimento sustentável para todos sem distinção.

       > Volto a frisar que a consciência do gigante chamado Brazil sempre esteve ao longo de sua historia a serviço da ética e justiça, cabe ao povo brasileiro, beneficiário direto destes valores pátrios, discernimento e a força de uma ação prática para que vinguem em seu solo os desígnios sagrados a realizar, as discrepâncias politicas e sóciaIs a corrigir. Todos nós devemos isto a ele. E o mecanismo constitucional ao nosso alcance é o voto soberano das urnas no PLEITO vindouro de 2018. A não ser assim poderemos voltar a dormir um sono de pesadelo, pois não acreditamos deveras em nossa grandeza pátria,e melhor seria que não houvéssemos nascido. 

a    A medida de nossa brasilidade e amar o Brasil sem limites, e abrir mão de nossa opinião propria se ela contraria o bom senso, e desapegar se de nossos politicos de estimação quando les não representarem mais os anseios populares. 

u    E um dia amanhecerá deveras um horizonte deveras bom para todos sem discursos tolos!!!


Chaia Alvim Helder
Festa de São Lucas,

O medico da medicina divina.