quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A Sabedoria anímico empírica do Rei Salomão

  ' Eu mesmo não passo de um mortal como todos os outros, e descendo do primeiro homem formado da terra. Meu corpo foi formado no seio de minha mãe, onde, durante dez meses, no sangue tomou consistência, da semente viril e do prazer ajuntado à união conjugal. Eu também, desde meu nascimento, respirei o ar comum; eu caí, da mesma maneira que todos, sobre a mesma terra, , como todos, nos mesmos prantos soltei o primeiro grito, envoltos em faixas fui criado em meio de assíduos cuidados, porque nenhum rei teve início na existência; para todos a entrada no vida é a mesma e a partida semelhante. Assim implorei e a inteligência me foi dada; supliquei e o espírito da sabedoria  veio a mim, eu a preferi aos cetros e tronos e avaliei a riqueza como um nada ao lado da sabedoria. Não comparei a ela a pedra preciosa, porque todo o ouro ao lado dela é apenas um pouco de areia, e porque a prata diante dela será tida como lama. Eu a amei mais do que a saúde  e  a beleza, e gozei dela mais do que da claridade do sol, porque a claridade que dela emana jamais se extingue, com ela me vieram todos os bens, e nas suas mãos inumeráveis riquezas...'
__________________________________________________________________________________________________


1. Este texto acima da Bíblia é um dos mais belos que já tomei conhecimento, ao cotejá-lo tem-se a impressão agradável e indelével que seu autor domina o sentido da existência e acrescenta a cada linha algo mais e mais num crescente de raciocínio impressionante, ao refletir sobre sua fala um gosto suave permanece nos lábios de quem pode saborear na calma toda a sabedoria que advém de suas palavras inspiradas.


2. Salomão patriarca judeu, ainda muito jovem tornou-se rei do povo eleito, construiu um templo magnífico ao Deus verdadeiro e trilhou o caminho do mundo bom baseado nesta sabedoria incriada que se comunicou a ele, com candor, força e resolução que faz inveja a muitos ditos mandatários modernos e antigos.


3. Ele trouxe esperança, justiça e bondade para seu povo e se imortalizou em suas obras, riquezas e saber. Creio que os famosos tesouros que 'encontrou' foi por sonhos revelados a ele pelos anjos guardões do antigo testamento e até hoje aguardam escondidos a espera de um novo tempo messiânico que esbarra em nossa era nióbica quântica quando a 2ª revelação da profecia do Pater se revelar em toda a sua extensão anímica- empírica, tá!!!

4.Foi num dia esplendoroso que a rainha de Sabá aportou nas terras de Israel para visitar o mais sábio de todos os homens e ouvir deles palavras que soí encontrou escritas nos livros arcanos e se admirou tanto que exclamou após o rei ter decifrado um por os enigmas que ela propusera: 'Tu és abençoado por Deus, pois nenhum mortal jamais andou sobre a terra com tal sabedoria como a tua...

5. O filho de David foi o 3º rei de Israel com apenas 20 anos de idade. Um rei justo, imparcial, que tratava todos com igualdade, um rei de um tino administrativo fabuloso, uma lenda viva que administrou com equidade um reino imenso que se estendia do rio Eufrates até a fronteira do Egito.

6. Bom, que tal ouvi-lo e encontrar as semelhanças com nossa era on line das definições indefinidas, indeferidas, que teima em pronunciar em vão conceitos práticos de enormes desserviços à humanidade, imensas e variadas torpezas ao planeta, descaminhos absurdos da política. Enfim a figura deste mandatário contrasta hoje com a política perversa que reina impune e acena: 'vaidade das vaidades, tudo é vaidade, a não ser temer e amar a Deus e a ele servir com todas as veras do coração!'

7. O mundo ideal de Salomão continua real, mesmo na aparência do fantasma atual, dorme as potências empíricas que a qualquer hora vai deflagrar o mundo bom das certezas divinas, se vai hein!!! O  individualismo doentio deixará de ser o centro gravitacional do homem e o bem comum maior será comum a todos!

8. E Salomão continua e continua em sua poesia realista de perder o fôlego e o seu raciocínio cristalino iluminou seu tempo, e cada palmo da Terra Santa e se espalhou até aos confins do universo e guarda o seu calor para uma outra era que tudo indica será de luz forte, claridade amena pois brotará da alma, criada a imagem e semelhança de Deus, penso eu: '... Com todos esses bens eu me alegrei, porque é a sabedoria que os guia, mas ignorava que ela fosse sua mãe. Eu estudei lealmente e reparto sem inveja e não escondo a riqueza que ela encerra , porque ela é para os homens um tesouro inesgotável e os que a adquirem preparam-se para se tornar amigos de Deus, recomendados a ele pela educação que ela lhes dá...'

9. Ele, um governante cioso estava como se diria na linguagem corrente plugado em dois polos: Deus e seu povo, e também com a companheira sabedoria eleita a sua amiga nº hum ele voou pelas plagas do pensamento como ninguém, dotado de uma psicologia rara, um tino existencial prático foi o que foi e até o derradeiro dia de vida na terra sempre o que disse será verdade e moverá montanhas em benefício do mundo bom da sabedoria incriada: '... Que Deus me permita falar como eu quisera, e ter pensamentos dignos dos dons que recebi, pois ele é mesmo quem guia a sabedoria e emenda os sábios, porque nos estamos nas suas mãos, nós e nossos discursos, toda a nossa inteligência e nossa habilidade; foi ele quem me deu a verdadeira ciência de todas as coisas, quem me fez conhecer a constituição do mundo e a virtude dos elementos, o começo, o  fim  e o meio dos tempos, a sucessão dos solstícios, e as mutações das estações, os ciclos do ano,  e as posições dos astros, a natureza dos animais e os instintos dos brutos, os poderes do espirito e os pensamentos dos homens, a variedade das plantas, e as propriedades das raízes, tudo o que está escondido e tudo que está aparente eu conheço, porque foi a sabedoria, a criadora de todas as coisas, que mo ensinou.'

10. Aí sim está a meu ver um homem completo que desde jovem reportou todo seu talento a um Ser maior e eterno, que poucos conhecem a fundo, mas cuja a gloria um rei chamado Salomão cantou e cantou de todas as formas literárias, de todos os jeitos, de todas as maneiras com grandiloquência que não se encontrará alhures e faz inveja a muitos literatos de nossa era enfatuada de individualismos e egos exacerbados, hein! '..Há nela, com efeito, um espírito inteligente, santo, único, sútil, móvel, penetrante, puro, claro, inofensivo, inclinado ao bem, agudo, livre, benéfico, benévolo, estável, seguro, livre  de inquietação, que pode tudo, que cuida  de  tudo, que penetra  em todos os espíritos, os inteligentes, os puros, os mais sutis...'

11. E o portento continua repartindo tudo o que sabe e compartilhando suas experiências espirituais no universo empírico de seu tempo, e ele não se deu ao luxo parnasiano, mas colocava a mão na massa material de seus múltiplos afazeres reais, sua preocupações homéricas com povo que conduzia, suas guerras implacáveis, mas não descuidava de cultivar o que de mais importante elegeu: a sua alma e a visão clara de sua finitude peculiar. Nesta empostação anímico empírica pautou sua longa e gloriosa existência e a de seu povo amado.'... Mais ágil que todo o movimento é a sabedoria, ela atravessa e penetra tudo, graças á sua pureza. Ela é um sopro do poder de Deus, uma irradiação límpida da gloria do Todo poderoso ; assim nenhuma mancha pode insinuar-se nela. É ela uma efusão da luz eterna, um espelho sem mancha da atividade de Deus, e uma imagem de sua bondade. Embora única, tudo pode; imutável em si mesma, renova todas as coisas. Ela se derrama de geração em geração nas almas santas e forma os amigos e os intérpretes de Deus, pois Deus somente ama quem vive com a sabedoria!

12. Que saboroso manjar um dignitário, diríamos um político que cuidava de um extenso e importante reino, oferecia aos seus comandados, e seu coração magnânimo deixou para a humanidade este patrimônio colosso do livro da sabedoria. O rei Salomão soube elevar-se às alturas da contemplação, e ao mesmo tempo conservar uma humildade extensa  e reportar ao Senhor das Luzes o dom da sabedoria que tanto amou e vivenciou por longos quarenta anos à frente dos hebreus do antigo testamento. E continua nos oferecendo este manjar delicioso em seu banquete régio: 'É ela mais bela que o sol e ultrapassa o conjunto dos astros. Comparada à luz ela se sobreleva, porque à luz sucede a noite, enquanto que, contra a sabedoria, o mal não prevalece.Ela estende seu vigor de uma extremidade do mundo à outra e governa todas as coisas com felicidade. Eu a amei e procurei desde minha juventude, esforcei-me por tê-la como esposa e me enamorei de seus encantos.'

13. Nossa época onde se atualiza a cada byte instante tem necessidade desta lições de vida do rei Salomão, dotado de um espírito de abstração formidável ele é do tipo do estadista que nasce de mil em mil anos, considero-o um iluminado que mesmo o tempo que acachapa sonhos não conseguiu e mesmo não quis apagar sua memória, mas  a cada geração ela ressurge da história bíblica com força, luz e capacidade de renovar a face da terra. ' 
                                                     Conclusão
Ela mostra a nobreza de sua origem em conviver com Deus, ela é amada pelo Senhor de todas as coisas. Ela é iniciada na ciência de Deus  e, por sua escolha, decide de suas obras. Se a riqueza é um bem desejável na vida, que há de mais rico que a sabedoria que tudo criou? Se a inteligência do homem consegue operar, o que, então, mais que a sabedoria, é artífice dos seres? E se alguém ama a justiça, seus trabalhos são virtudes; ela ensina a temperança e a prudencia, a justiça e a força: não há ninguém que seja mais útil aos homens na vida. Se alguém deseja uma vasta ciência ela sabe o passado e conjetura o futuro; conhece as sutilezas, oratórias e revolve os enigmas, prevê os sinais e os prodígios e o que tem que acontecer no decurso das idades e dos tempos.' ( Bíblia Sagrada - Edição Pastoral Catequética, Editora Ave Maria 118 ª edição Claretiana - 1998, Sabedoria cap. 7, vrs, 1-8)

Helder Tadeu Chaia Alvim




segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

A hora da Justiça

                                                A hora da justiça
         
1. E o profeta Isaías falou em sua intuição palavras de uma beleza esplendida que reflete clarão forte até os dias conturbados desta era da alta definição nióbica quântica, de desacertos e mutilação de nosso ambiente todo, de espirito carcomido e fora de jeito.

2. E qual luz seria esta que ofusca pensamentos e ações da turba multa e traz esperança em meio ao caos generalizado deste momento que corre célere para o abismo da devastação planetária? Ouçamos e depois seria bom uma reflexão para este início de  ano que se apresenta em vários aspectos enigmático.

3.' ... Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas, não quebra uma cana rachada, nem apaga um pavio que ainda fumega, mas promoverá o julgamento para obter  a verdade, não esmorecerá, nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos...

4. Em se tratando da figura de um Deus que se fez homem em tudo igual ao ser humano menos no erro a vitalidade que se desprende de texto é impressionante e traz a grande esperança de renovação da  terra em todos em seus aspectos tanto natural, existencial, cultural e psicológico.

5. Não sendo assim, a humanidade está perdida em seus ismos de ego, que a cada dia toma uma nuance nova e não se sabe ao certo onde tantas loucuras juntas e separadas por interesses conflitantes vão parar...

6. E o salmista nos lembra na sua poesia intrínseca: '... Maravilhas só Deus é quem faz, bom é Ele, amai-o, com saber ele fez a terra e céu, sobre as águas a terra firmou, para  o dia reger fez o sol, e as estrelas para a noite criou... De modo, penso eu que hoje em dia pululam sobrando muita satisfação falsa que não preenche a alma e toda ela formata o planeta numa espécie de passarela falsa que a qualquer momento poderá ruir...

7. Então Isaías profeta entra em cena com sua caneta e fala sobre uma era distante: " ... Eis o meu eleito - nele se compraz minha alma - pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações, eu o Senhor te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e constitui como o centro da aliança do povo, luz das nações, para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas."

8. Tudo parece muito surrealista, figura de linguagem mas quando raiar o dia da prática trazido pelo vento impetuoso do Espírito Paráclito, os homens acordarão de seu pesadelo para caminhar nas planícies da paz daquela Paz Total que só Cristo poderá dar, pois o que a humanidade tem visto é um arremedo grosseiro dela sem lastro no coração de um Deus, senhor e criador de todas as coisas visíveis e invisíveis e cujo reino não terá fim...

9. Ilusionada está a terra, máxime nesta hora real, pois desconhece quem pode lhe fazer deveras feliz, Aquele que um dia saiu do rio Jordão batizado pelo Batista e revelou a força desta água de regeneração, e pelo sacrifício redentor nos fez seus filhos gerados pelo lado aberto pela lança do Centurião Longino.

10. E o Verbo que se fez carne no seio de uma Virgem não deixará por menos e vai sim restaurar na terra seu reino de projeções eternas e vai num determinado tempo arcano dizer a que veio pois nele habita a Trindade Santíssima: Pai, Filho e Espírito Santo. Assim seja, assim foi e assim será!!!

11. Entonces ao sair do rio Jordão, Jesus Cristo acendeu na terra uma luz perene, e por esta razão não se carece, seu moço, do fogo fátuo dos bytes, pois aquela claridade divina basta, mesmo que pareça o contrário às densas trevas se sucederá um tempo de brilho novo d'alma.

12. Ah! ah! ah!, os ímpios que se cuidem pois está chegando a justiça e a paz ao planeta terra, e no grande baile de sonhos e realidades só entrarão aqueles e aquelas que estiverem em sintonia perfeita com o querer  que emana do alto.

13. E nessa hora trágica e salvífica a humanidade aprenderá com quantos paus se faz uma canoa, e com quantos mastros se restaura a barca do Grande Pescador. Só os cômputos definirão a hora exata da justiça. A gente só alinhava cotejando Isaías profeta, sendo o que acontecer com a Terra Mãe nos envolverá de permeio. Somente a simplicidade da fé poderá salvar a todos, artifícios, subterfúgios de nada adiantarão quando amanhecer o dia do Pater preconizado pelos anjos belemitas e confirmado pelo Batista às margens do lendário Rio Jordão: ' Ecce agnus Dei, ecce qui tollat pecata mundi...'

14. Sabem amigos que considero mentores destes versos escritos ao amanhecer, sabem porque ainda não veio a Nova Era das definições perenes? A meu ver nesta conjuntara atual, conjecturar seria apropriado e este texto que serve obsequioso à Justiça, e entendam daquela maior e suprema que não escapa aos olhos de Deus e provem de sua sabedoria incriada.

15. Porque os homens se perderam em meio à moeda corrente do dinheiro e fazem dela a razão de ser de suas existências, a sua alma apequenou e seu corpo se viu regalado pelos prazeres, comodidades e novidades da era on line quântica nióbica, pela imposição de parâmetros do marketing elaborado, pela política de amplitudes negativas, enfim as criaturas em sua soberba lucifera viraram as costas ao seu Criador e construíram um mundo hedonista, de valores duvidosos e anti - natural ao extremo.

16. E a correnteza de teorias desembocou nas aleivosias atuais, carente de nexo e sem lastro na realidade do céu empírico. Ou seja corremos atrás dos acréscimos e esquecemo-nos do principal que é o Sol de Justiça e trêfegos quedamos sobre o peso insuportável de nossas ambições particulares que somadas às outras e outras alheias, o peso pesou muito ao planeta que habitamos, e em determinado momento o que suceder com ele nos envolverá de permeio.

17. Somos aquela formiguinha do monte Everest que transcorreu sua pequenina existência sem se dar conta onde estava e sem admirar aquele colosso de paisagem que a natureza exuberante lhe oferecia todos os dias, tardes, manhãs e noites de luar...

18. Tocamos o início do fim e nenhum estadista, sociólogo, antropólogo que se prezem saberão explicar tintim por tintim o começo meio e muito menos o fim desta era do caos em ebulição. Muitos outros já percebem a imensa nuvem carregada de raios e trovões bem acima de nossas cabeças enfatuadas de tantos miasmas e que poderão desencadear em qualquer momento a 2ª intervenção de Deus na terra, um segundo dilúvio sem a presença apaziguadora de um Noé.

19. Eu sei que não trago boas notícias, a imensa colcha de pregos tecida por nossas ações já não suporta os corpos vazios de sentido, ausentes de espírito construtivo pois olhamos tão somente para nosso umbigo e sequer fitamos a tez de nossa alma. À calma veio a agitação quase frenética e lá no fundo o coração da Mãe Terra clama por mudanças e mudanças de rumos, acertos de prumos.

20. Tudo isso vai acontecer no silêncio, na prece, oração e sacrifício para alicerçar o mundo novo aos planos do Criador de bondade, justiça e paz autênticas. Ao arremedo contemporâneo se sucederá outras nuanças, outros movimentos de amor sem limites. A escatologia do tempo presente é fato anteriormente previsto pelos profetas e a humanidade terá que atravessar esta turbulência para poder sair do outro lado da cachoeira com a leveza primeva para voar por horizontes de admiração e contemplação indizíveis.

21. Será na gíria: um pegar ou largar, e o mundo deverá se adequar à ótica do Nazareno, pois na 1ª era cristã um Deus saiu batizado do Rio Jordão, e o maior de todos profetas frisou: 'Eis o Cordeiro de Deus! Aquele que tira os pecados do mundo!'

22. Tamo junto irmãos aguardando a hora da bendita brisa, pois já ressentimos da moldura trincada, os contornos borrados e o sopro arcano será bem vindo para aquecer nossas mãos cansadas, restaurar o brilho novo da terra e encaminhar doravante ações e ações baseadas na fé e devoção, temor, amor e concórdia mutua das nações.

23. Deixo-os hoje com a fala apropriada e categórica do Papa Francisco: ' Aquele que crê jamais está sozinho, porque a fé é um Bem Comum que ajuda a edificar as nossas sociedades, dando-lhes esperança.'


Helder Tadeu Chaia Alvim



segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Santos Reis em demanda do bem comum maior

                        Santos Reis em demanda do Bem Comum Maior...

1. E eles vieram de terras distantes, se encontraram em algum ponto do inóspito deserto saariano com o objetivo comum de adorar um recém nascido, o esperado das nações, o anunciado dos profetas, o rei dos judeus. Uma estrela os precediam indicando o caminho.

2. A tradição informa que eram magos ou adivinhos, pagãos de coração puro e cheios de fé no mistério que algum astro lhes revelara, intuíram a renovação da terra pelo sangue do cordeiro, reuniram seus haveres, a comitiva com camelos e servos amigos e encetaram uma longa jornada até a cidade de Belém na Judeia.


3. Assim foi de fato e a crença popular os nomeou Santos Reis. Aqueles homens desconhecidos e misteriosos, desprendidos dos bens materiais, generosos, entraram para a história com uma boa dose de devoção, coragem e destemor.

4. Se embrenharam dias e noites a fio por dunas e areias guiados por um astro de luz pois guardavam a bela e honrosa missão de representar todo o gênero humano na manjedoura e em nosso lugar apresentar ao Deus Menino um grande salve de adoração e professar a missão salvífica através de seus presentes simbólicos de ouro, incenso e mirra.

5. Deram conta do recado com graça, leveza e unção, depois voltaram por outro caminho para evitar a maldade do rei Herodes e se consagraram na santidade como pregoeiros da boa nova entre a gentilidade.

6. Trouxeram o desejo de realizar um sonho gigante, e retornaram às suas origens com a sensação de um êxtase incomensurável  que perdurou até o fim de seus dias...

7. Semelhante é a nossa era com tantos Herodes soltos e prontos para atacar o mundo bom das certezas empíricas, por isso esta mesma terra devastada tem mister da visão dos Santos Reis, de sua estrela, e de seu jeito inusitado e arrojado de ser.

8. Na visão beatífica a missão deles se prolonga até os dias atuais e se estenderá até o cair da última folha verde anunciando o juízo final. Eles venceram, viram o menino envolto em panos sob os cuidados de Maria e José, o adoraram com um ímpeto de alegria no coração, ouviram o canto dos anjos, admiraram a singeleza dos pastores guardiões e sorriram um riso de fé e esperança sem fim... 

9. Então guardo a convicção que Deus é Deus, onisciente, onipresente, o princípio e fim de todas as coisas, mesmo os ímpios na sua loucura diabólica necessitam da sustentação de sua mão para desferir-lhe ao longo da história suas injurias. Mas o fato é que a sua justiça paira sobre as cabeças de toda a humanidade boa ou ruim.

10. E o tempo pertence a Ele exclusivamente, nós participamos de uma nesga, dado o livre arbítrio escolhemos o que fazer, o que pensar, como proceder. E os reis do oriente pensaram amplidões, agiram desenvoltamente e figuram na mente do eterno como as primeiras pupilas do mundo bom...

11. E quando soar o segundo advento na terra do reino da paz sem condições, eles estarão presentes dando um ar de glória a um tempo previsto na oração do Pater: ' adveniat regnum tuum, fiat voluntas tua sicut in coelis et in terra.' O gloria a Deus nas alturas vai estar plenamente em sintonia com a paz na terra dos homens de boa vontade!

12. Ah! insondável mistério envolveu a vidas dos reis magos do oriente, um patrício nosso: Melchior, outro da África admirável: Balthazar e o terceiro da Europa: Gaspar. Guiados pela estrela conseguiram se afirmar na fé, enfrentar os artifícios do rei Herodes, os percalços do caminho e tudo o mais... Guiados pela estrela de luz viram o menino em Belém envolto em panos e esta visão encheu seus olhos de  perene louvor. Santos Reis rogai por nós e trazei de novo à terra o hálito fresco de sua admiração!!!

Helder Tadeu Chaia Alvim

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

E o Mestre tinha razão!

1. Analisando o movimento tem-se a impressão que o vento sopra e sopra com impetuosidade sobre a quase indescritível, rápida e curta existência do homem, e esse mesmo vento pelo olhar de seu mentor acompanha as gerações, que num piscar de olhos da infância passam à idade madura e se tiverem sorte alcançam a senectude de uma maneira lucida e construtiva. E no final da jornada aguarda a cada um uma tumba fria, o juízo de Deus, e o destino eterno de sua alma.

2. Na calma de um hospital pude observar a dor da humanidade em cada pessoa que passava em minha frente, e em determinado momento quisera sair de mim, emprestar as palavras do Grande Pescador e dizer-lhes: ' Não tenho ouro nem prata, mas em nome  de Jesus Nazareno, toma teu leito e anda...'

3. Frágil, curta e incerta existência quando muitas vezes tateamos entre o erro e o acerto, o erro é sempre nosso, o acerto uma mãozinha do anjo da guarda. E o mestre tinha razão ao subir um dia os montes da Galileia e de um improviso altissonante  declamar as bem aventuranças que tem atravessado na clareza e beleza de sua palavras proféticas os vales, planícies e montanhas séculos afora.

4. Nesta hora o Senhor do Tempo viu com seu olhar de doçura e inquietude divina toda a raça humana e cada um em particular, se apiedou do pó andante que é o homem e deu dicas de uma sabedoria que nem mesmo o tempo, os anos, os homens, e os anjos maus soem apagar.

5. E hoje a humanidade se revolve sem saber ao certo o sentido de sua existência, embalada  por  modismos, falsa grandeza,  incompetência  de  rumos, se  queda amuada  e
parece ser vitimada pelo próprio progresso material que tanto buscou, e enganada pelos agentes do anjo decaído é submetida a constrangimentos morais e éticos de envergonhar as asas do arcanos mensageiros.

6. E o Mestre tinha razão em sua fala que das montanhas da galileia ressoa até hoje e artifício nenhum irá obnubilar sua essência, muito menos abortar seu nascimento na era próxima futura do Pater que está nas portas da terra e a qualquer momento seu clarão se verá despontar para a surpresa de muitos, alegria dos amigos do mestre, e estupor dos sequazes da maldade.

7. Sim sei que  virá, e mesmo em 2014 se terá notícia de seu advento, uma prévia ou coisa deste gênero, mas o fato que a própria natureza criada almeja, e em silêncio aguarda este tempo de paz, este templo mistico, este tudo verdadeiro já anteriormente anunciado pelo Mestre de todas as eras: 'bem aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados, bem aventurados os mansos porque possuirão a terra.'

Amigos, um anno lleno de bendiciones para vos y tu familia!!!

Helder Tadeu Chaia Alvim