quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A Sabedoria anímico empírica do Rei Salomão

  ' Eu mesmo não passo de um mortal como todos os outros, e descendo do primeiro homem formado da terra. Meu corpo foi formado no seio de minha mãe, onde, durante dez meses, no sangue tomou consistência, da semente viril e do prazer ajuntado à união conjugal. Eu também, desde meu nascimento, respirei o ar comum; eu caí, da mesma maneira que todos, sobre a mesma terra, , como todos, nos mesmos prantos soltei o primeiro grito, envoltos em faixas fui criado em meio de assíduos cuidados, porque nenhum rei teve início na existência; para todos a entrada no vida é a mesma e a partida semelhante. Assim implorei e a inteligência me foi dada; supliquei e o espírito da sabedoria  veio a mim, eu a preferi aos cetros e tronos e avaliei a riqueza como um nada ao lado da sabedoria. Não comparei a ela a pedra preciosa, porque todo o ouro ao lado dela é apenas um pouco de areia, e porque a prata diante dela será tida como lama. Eu a amei mais do que a saúde  e  a beleza, e gozei dela mais do que da claridade do sol, porque a claridade que dela emana jamais se extingue, com ela me vieram todos os bens, e nas suas mãos inumeráveis riquezas...'
__________________________________________________________________________________________________


1. Este texto acima da Bíblia é um dos mais belos que já tomei conhecimento, ao cotejá-lo tem-se a impressão agradável e indelével que seu autor domina o sentido da existência e acrescenta a cada linha algo mais e mais num crescente de raciocínio impressionante, ao refletir sobre sua fala um gosto suave permanece nos lábios de quem pode saborear na calma toda a sabedoria que advém de suas palavras inspiradas.


2. Salomão patriarca judeu, ainda muito jovem tornou-se rei do povo eleito, construiu um templo magnífico ao Deus verdadeiro e trilhou o caminho do mundo bom baseado nesta sabedoria incriada que se comunicou a ele, com candor, força e resolução que faz inveja a muitos ditos mandatários modernos e antigos.


3. Ele trouxe esperança, justiça e bondade para seu povo e se imortalizou em suas obras, riquezas e saber. Creio que os famosos tesouros que 'encontrou' foi por sonhos revelados a ele pelos anjos guardões do antigo testamento e até hoje aguardam escondidos a espera de um novo tempo messiânico que esbarra em nossa era nióbica quântica quando a 2ª revelação da profecia do Pater se revelar em toda a sua extensão anímica- empírica, tá!!!

4.Foi num dia esplendoroso que a rainha de Sabá aportou nas terras de Israel para visitar o mais sábio de todos os homens e ouvir deles palavras que soí encontrou escritas nos livros arcanos e se admirou tanto que exclamou após o rei ter decifrado um por os enigmas que ela propusera: 'Tu és abençoado por Deus, pois nenhum mortal jamais andou sobre a terra com tal sabedoria como a tua...

5. O filho de David foi o 3º rei de Israel com apenas 20 anos de idade. Um rei justo, imparcial, que tratava todos com igualdade, um rei de um tino administrativo fabuloso, uma lenda viva que administrou com equidade um reino imenso que se estendia do rio Eufrates até a fronteira do Egito.

6. Bom, que tal ouvi-lo e encontrar as semelhanças com nossa era on line das definições indefinidas, indeferidas, que teima em pronunciar em vão conceitos práticos de enormes desserviços à humanidade, imensas e variadas torpezas ao planeta, descaminhos absurdos da política. Enfim a figura deste mandatário contrasta hoje com a política perversa que reina impune e acena: 'vaidade das vaidades, tudo é vaidade, a não ser temer e amar a Deus e a ele servir com todas as veras do coração!'

7. O mundo ideal de Salomão continua real, mesmo na aparência do fantasma atual, dorme as potências empíricas que a qualquer hora vai deflagrar o mundo bom das certezas divinas, se vai hein!!! O  individualismo doentio deixará de ser o centro gravitacional do homem e o bem comum maior será comum a todos!

8. E Salomão continua e continua em sua poesia realista de perder o fôlego e o seu raciocínio cristalino iluminou seu tempo, e cada palmo da Terra Santa e se espalhou até aos confins do universo e guarda o seu calor para uma outra era que tudo indica será de luz forte, claridade amena pois brotará da alma, criada a imagem e semelhança de Deus, penso eu: '... Com todos esses bens eu me alegrei, porque é a sabedoria que os guia, mas ignorava que ela fosse sua mãe. Eu estudei lealmente e reparto sem inveja e não escondo a riqueza que ela encerra , porque ela é para os homens um tesouro inesgotável e os que a adquirem preparam-se para se tornar amigos de Deus, recomendados a ele pela educação que ela lhes dá...'

9. Ele, um governante cioso estava como se diria na linguagem corrente plugado em dois polos: Deus e seu povo, e também com a companheira sabedoria eleita a sua amiga nº hum ele voou pelas plagas do pensamento como ninguém, dotado de uma psicologia rara, um tino existencial prático foi o que foi e até o derradeiro dia de vida na terra sempre o que disse será verdade e moverá montanhas em benefício do mundo bom da sabedoria incriada: '... Que Deus me permita falar como eu quisera, e ter pensamentos dignos dos dons que recebi, pois ele é mesmo quem guia a sabedoria e emenda os sábios, porque nos estamos nas suas mãos, nós e nossos discursos, toda a nossa inteligência e nossa habilidade; foi ele quem me deu a verdadeira ciência de todas as coisas, quem me fez conhecer a constituição do mundo e a virtude dos elementos, o começo, o  fim  e o meio dos tempos, a sucessão dos solstícios, e as mutações das estações, os ciclos do ano,  e as posições dos astros, a natureza dos animais e os instintos dos brutos, os poderes do espirito e os pensamentos dos homens, a variedade das plantas, e as propriedades das raízes, tudo o que está escondido e tudo que está aparente eu conheço, porque foi a sabedoria, a criadora de todas as coisas, que mo ensinou.'

10. Aí sim está a meu ver um homem completo que desde jovem reportou todo seu talento a um Ser maior e eterno, que poucos conhecem a fundo, mas cuja a gloria um rei chamado Salomão cantou e cantou de todas as formas literárias, de todos os jeitos, de todas as maneiras com grandiloquência que não se encontrará alhures e faz inveja a muitos literatos de nossa era enfatuada de individualismos e egos exacerbados, hein! '..Há nela, com efeito, um espírito inteligente, santo, único, sútil, móvel, penetrante, puro, claro, inofensivo, inclinado ao bem, agudo, livre, benéfico, benévolo, estável, seguro, livre  de inquietação, que pode tudo, que cuida  de  tudo, que penetra  em todos os espíritos, os inteligentes, os puros, os mais sutis...'

11. E o portento continua repartindo tudo o que sabe e compartilhando suas experiências espirituais no universo empírico de seu tempo, e ele não se deu ao luxo parnasiano, mas colocava a mão na massa material de seus múltiplos afazeres reais, sua preocupações homéricas com povo que conduzia, suas guerras implacáveis, mas não descuidava de cultivar o que de mais importante elegeu: a sua alma e a visão clara de sua finitude peculiar. Nesta empostação anímico empírica pautou sua longa e gloriosa existência e a de seu povo amado.'... Mais ágil que todo o movimento é a sabedoria, ela atravessa e penetra tudo, graças á sua pureza. Ela é um sopro do poder de Deus, uma irradiação límpida da gloria do Todo poderoso ; assim nenhuma mancha pode insinuar-se nela. É ela uma efusão da luz eterna, um espelho sem mancha da atividade de Deus, e uma imagem de sua bondade. Embora única, tudo pode; imutável em si mesma, renova todas as coisas. Ela se derrama de geração em geração nas almas santas e forma os amigos e os intérpretes de Deus, pois Deus somente ama quem vive com a sabedoria!

12. Que saboroso manjar um dignitário, diríamos um político que cuidava de um extenso e importante reino, oferecia aos seus comandados, e seu coração magnânimo deixou para a humanidade este patrimônio colosso do livro da sabedoria. O rei Salomão soube elevar-se às alturas da contemplação, e ao mesmo tempo conservar uma humildade extensa  e reportar ao Senhor das Luzes o dom da sabedoria que tanto amou e vivenciou por longos quarenta anos à frente dos hebreus do antigo testamento. E continua nos oferecendo este manjar delicioso em seu banquete régio: 'É ela mais bela que o sol e ultrapassa o conjunto dos astros. Comparada à luz ela se sobreleva, porque à luz sucede a noite, enquanto que, contra a sabedoria, o mal não prevalece.Ela estende seu vigor de uma extremidade do mundo à outra e governa todas as coisas com felicidade. Eu a amei e procurei desde minha juventude, esforcei-me por tê-la como esposa e me enamorei de seus encantos.'

13. Nossa época onde se atualiza a cada byte instante tem necessidade desta lições de vida do rei Salomão, dotado de um espírito de abstração formidável ele é do tipo do estadista que nasce de mil em mil anos, considero-o um iluminado que mesmo o tempo que acachapa sonhos não conseguiu e mesmo não quis apagar sua memória, mas  a cada geração ela ressurge da história bíblica com força, luz e capacidade de renovar a face da terra. ' 
                                                     Conclusão
Ela mostra a nobreza de sua origem em conviver com Deus, ela é amada pelo Senhor de todas as coisas. Ela é iniciada na ciência de Deus  e, por sua escolha, decide de suas obras. Se a riqueza é um bem desejável na vida, que há de mais rico que a sabedoria que tudo criou? Se a inteligência do homem consegue operar, o que, então, mais que a sabedoria, é artífice dos seres? E se alguém ama a justiça, seus trabalhos são virtudes; ela ensina a temperança e a prudencia, a justiça e a força: não há ninguém que seja mais útil aos homens na vida. Se alguém deseja uma vasta ciência ela sabe o passado e conjetura o futuro; conhece as sutilezas, oratórias e revolve os enigmas, prevê os sinais e os prodígios e o que tem que acontecer no decurso das idades e dos tempos.' ( Bíblia Sagrada - Edição Pastoral Catequética, Editora Ave Maria 118 ª edição Claretiana - 1998, Sabedoria cap. 7, vrs, 1-8)

Helder Tadeu Chaia Alvim




Postar um comentário