sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Introibo ad altare Dei...

                                    
1. "Narram os céus a gloria de Deus, e o firmamento anuncia a obra de suas mãos. O dia ao outro transmite esta mensagem e uma noite à outra se repete. Não é uma língua nem são palavras, cujo sentido não se perceba, porque por toda a terra se espalha seu ruído, e até os confins do mundo sua voz." ( Salmo 18,vers. 5). Os cientistas na aguçada visão de suas observações, estudos e pesquizas sempre se debruçaram sobre esta dança misteriosa dos astros em evolução milimétrica, esta efeméride silenciosa, grandiosa, muitas vezes não vista a olho nú.

2. Neste azul imaginário se confundem planetas, sóis, e uma infinidade de corpos celestes em harmonia na imensidão do espaço sideral, a cada dia novas descobertas, desde a antiguidade a misteriosa via láctea foi objeto de estudos dos astrônomos e os reis magos viram no oriente a estrêla que os guiaria até belém.

3. Uma surprêsa a outra se sucede, e Amstrong pode pisar em solo lunar, e o curiosity encontra-se em Marte, e a missão espacial Klepler as voltas com a descoberta da estrela binária a orbitar entre si em 7 dias e meio, um mimo da criação.

4.É neste descortínio de horizontes, da clareza da obra de Deus, o universo, que se insere um gênio, um santo, poeta, mistico, filósofo, teologo, apologista de nomeada que escreveu estas palavras cristalinas: " O amor é a fôrça motriz do mundo humano, a razão que governa os homens e os faz dançar à sua música."

5. Seu nome até hoje fulgura como sinônimo de inteligência, lucidez, nos meios acadêmicos, na Igreja e na sociedade. Passados 1582 anos de sua morte em Hipona na África ele é atual, de uma atualidade clara e transparente, como foi seu pensamento. Trata-se de Aurelius Augustinus, nascido em 354 em Tagaste ( Argélia), africano da gema, cidadão romano. Seu pai Patrício e sua mãe Mônica que professava o cristianismo com convicção e entusiasmo foi a mãe e mestra que recolocou o seu filho na senda da justiça e propiciou-lhe, como afirma Santo Ambrósio a salvação pela suas lágrimas.

6. Bom, é sobre este homem espetacular, humano, misericordioso, impetuoso na sua fé que pretendo dizer algumas palavras de reconhecimento, avivar na memória do leitor as qualidades, virtudes, embates e conquistas no campo do pensamento e virtudes pessoais que o guindaram, ao grau de estrela maior da cristandade e inspirador da Idade da Luz, conforme concordam inúmeros estudiosos da era  patristica.

7. Este gênio imortal 'apareceu' na soleira de minha porta e disse: -'Poeta, toma e lê' meus escritos  que estou contigo em sua dissertação. Se não fôsse ele ou seja sua inspiração, me entendam bem o caso passaria batido, mas há algum tempo que tenho pensado em sua palavras de uma melodia doce, suave, forte e que tudo tem a ver comigo e acho que o momento atual,do tempo que estamos vivendo merece uma atenção especial, máxime daqueles antenados nos rumos tortos de um mundo sem razão, onde a fé passa longe, e a graça divina não encontra mais campo para semear sua felicidade.

8. E na contigência que nos é peculiar 'de um tempo que deixa de ser', são palavras de Agostinho, '... o pretérito longe outra coisa não é senão a longa lembrança do passado', que vou trazer para vocês amigos, um pouco de seu colírio para refrescar nossos olhos por demais embaçados pelas ondas da resolução pragmática e vazia de sentido existencial, quando focada no sensorial.

9. Guardadas as devidas proporções, um tempo enigmático bem parecido com o dele, um tempo em que tocamos a curva da história, qual a avalanche bárbara que invadia Hipona no ano de sua morte em 28 de agôsto de 430. Como definir um gênio, se quem lhes escreve possui a autoridade de um rélez poeta? No entanto vou prosseguir estudando consigo o perfil de um homem persistente em busca da verdade, um homem de inteligência privilegiada, de humildade arrebatadora, que plasmou o mundo bom das certezas empíricas e devolveu ao criador as honras devidas, usurpadas pelos pseudo intelectuais no decorrer de toda a história humana.

10. Ao aceitar este convite inusitado da inspiração, apressei-me  a escrever e confesso que a gente parece, não andar, mas elevar vôos e mais vôos de prece neste quase infinito panorama que é a vida, escritos e devoção  de um dos mestres mais importantes e atuais, mais iluminado que o mundo conheceu e ainda tem muito o que conhecer. Desvendar Agostinho é revelar Deus ao mundo 'pagão' prático hodierno. Seus escritos são eternos, a prodigalidade deles assemelha-se à providência divina, sua filosofia dá equilíbrio ao planeta, sua teologia abastece nossa alma de sustento forte, sua apologia desafoga nossa fé das correntes infernais, sua humildade encanta a cada passo, sua exegese patristica afiança o bom fermento e a certeza da visão beatífica, sua psicologia acalma nossos gritos existenciais.

11. Em uma palavra, Agostinho tornou-se por vontade do Criador um ser necessário na vida da Igreja e da sociedade, pois ele conhece Deus, ama a sua Igreja, e entende os meandros da alma humana. De tal maneira ele é universal que ao lermos qualquer trecho de seus escritos imediatamente vai morder docemente alguma parte escondida de nossa alma e nós vamos pensar: Epa, esse aí me conhece melhor do que eu e nada passa batido à sua percepção.

12. Muito se tem falado sobre ele no campo filosófico, da exegese que destrinchar de um só fôlego o alcance de sua influência na área do pensamento seria tarefa por demais árdua ao meu conhecimento e ao propósito destas rimas mínimas. Muto se tem  discorrido a respeito da sua patrística e o alcance dela no panorama universal. Mesmo antes de inventarem a psicanálise ele já tinha caminhado pelo campo da psique humana, revelando em suas confissões os meandros obscuros da alma, suas perplexidades e incógnitas da existência.

13. Estamos falando a respeito de um homem de visão iluminada, um homem que compreendeu a graça divina no comércio de nossa salvação eterna, um homem do perdão, da humildade, da liberdade, da paz social, enquanto emanação do ser supremo; o tempo em suas mãos toma outro sentido, o sentido de Deus. Um homem de fé prática e contagiante, que não limava a linguagem, a poesia, a retórica por limar apenas, mas  como um exercício prazeroso de transcendência.

14. De carácter irriquieto, provou os erros do maniqueismo, espécie de gnose entre o bem e o mal, uma filosofia sincretista que tentou reunir a doutrina de Seth, Zoroastro, Buda e Cristo num só compêndio como normas do desenvolvimento interior. Santo Agostinho, quando buscava a verdade, fora influenciado por esta doutrina dualista e após se desvencilhar de suas peias, desenvolveu à luz dos ensinamentos da Igreja a doutrina do bem e do mal, da graça e da transcedência da alma, a vida da graça como meio para alcançar a salvação eterna na visão beatífica de Deus. A necessidade do arrependimento, os sacramentos para sustentação da caminhada rumo ao Pai das Luzes.

15. A precariedade da vida humana encontrou nele explicação ao mostrar Deus e a amá-lo, acima de todas as coisas. Agostinho abriu-nos as portas da felicidade, nele o divino torna-se paupável, a verdade eterna palatável, o féu, doce, o difícil, fácil, o eterno cognoscível, o mistério, acessível. Ao acompanhá-lo no seu raciocínio, seu coração vai palpitar de amor a Deus e seu coração fragilizado por esta existência fugaz vai pulsar em um outro ritmo, o do espírito.

16. E em pensar que viveu em uma época difícil, de transição histórica e de turbulências que sacudiram as bases do império dos césares; em meio ao borborinho de espadas, legiões e de invasões, Agostinho manteve a serenidade e a percepção além da realidade em suas duas cidades.

> E vai logo confessando: '...Ó Deus e Senhor nooso! Esperemos ao abrigo de tuas asas, protege-nos, leva-nos! Tu levarás os pequeninos, e até escarnecidos tu os levarás, nossa firmeza só  é firmeza quando está em Ti; mas quando depende de nós, então é debilidade. Nosso bem vive sempre em Ti, e somos perversos porque nos afastamos de Ti. Voltemos já , Senhor, para não nos aniquilarmos, porque em Ti vive nosso bem, sem deficiência alguma;sem medo de não o encontrar quando voltarmos para nossa origem e, embora ausentes, nem por isso desaba nossa casa, tua eternidade.' (As Confissões,- Livro 4, cap. xiv)

17. Quanto mais a gente se dispõe a estudar suas obras e sua vida, mais aparece as maravilhas deste santo da primeira era cristã, tão distante nas datas, tão próximo conhecedor de nossos problemas. A universalidade dele espanta aos céticos e entusiasma àqueles que tem fé. Ele alicerça suas teses, enxerga os últimos acordes de um império, enxerga a pax romana se pulverizar em revoluções intestinas, em incursões dos bárbaros, em impostos exorbitantes, em escravidão do homem, nos cultos pagãos, no endeusamento do seu césar, ele vê uma multidão ávida de sangue, espetáculos fúteis, diversões, as mais estranhas.

18. E o Gênio de Cartago, Hóstia e Hipona vislumbra o nascimento de uma outra civilização, e ele trabalha para que ela seja na verdade e justiça, a imagem da cidade de Deus na terra, para que a sua vontade seja feita aqui como acontece nas regiões do céu. Não poupou admoestaçãoes, e em meio à sua retórica sublime sinalizou o novo tempo - que veio de fato e chamamos a era da Luz ou Idade Média.

19. Quando muitos estadistas de seu tempo se desesperavam ao ver a orda dos bárbaros às portas de Roma, Cartago e Hipona ameaçando o sistema romano, ele saudou a vontade de Deus que encaminhava os acontecimentos com outra finalidade, contrária ao poder, mando, escravidão, vigentes. Esse foi Agostinho, aclamado sacerdote pelo povo de Hipona, mais tarde sagrado bispo e que seguiu Cristo bem de perto. Ele entrou no altar de Deus, para dele nunca mais se apartar, e na generosidade de seu coração repartiu com a humanidade o conhecimento, o saber e unção advindos do coração sapiencial de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Helder Tadeu Chaia Alvim

terça-feira, 28 de agosto de 2012

A advogada e o poeta

a.) Enquanto a caneta tiver tinta vou continuar, se repetir trechos anteriores, estou com ansiedade, se persistir aguardo a esperança, se desistir, por favor me cutuquem, se dormir me acordem, pois a vigilia dura mais de 365 dias, e minhas pernas tendem a fraquejar e se porventura vier a perder a lucidez me relembrem estes versos e o calor humano neles contido, se minhas mãos tremularem a segurem firmes no papel, legíveis ao espírito, se hesitar  me ofereçam um ombro amigo.

b.) A composição que eles fizeram traduziram-se num esfôrço cauteloso para buscar  a verdade, empenhados na conjugação de boas ações, no aplauso de belo gesto do semelhante, no trabalho e fé sem pesar a alma do irmão, para caminhar com ele na compreensão mútua, admirando suas qualidades, podando suas imperfeições, sem esquentar a mão de outrem e sem transigir com o mal.

c.) - Será assim cada centavo fiscal aplicado ao fim proposto na legislação, à sua função social. - É pouco! - Não é o começo! - Que mais? - Não se trata de auto louvor por mais que pareça, pois o que foi dito  não se refere ao autor deste blogger e sim o que me disse outro dia uma jovem recém formada em direito na cidade de São Paulo.

d.) Achei muito plausível sua decisão, aconselhei-a a procurar outros e outros de sua geração e por osmose o amanhã será trazido para o hoje. Ela parou, refletiu e esboçou um sorriso pleno de brasilidade, agradeceu a conversa amena e partiu em busca de seu sonho... Pressenti que nunca mais a veria... Mas no ar daquela manhã chuvosa do início da primavera vislumbrei no seu olhar irriquieto e puro, todos os gôstos, todas as caras, todas as nuanças boas que estão por vir.

e.) O Brasil, com sua extensão continental, com suas reservas de bio diversidade, com as riquezas de seu solo, com o calor e inteligência de seu povo, se guarda para um tempo único na história, por mais que não pareça, por mais que tenha sido sistematicamente traído por seus dirigentes políticos, por mais que a situação atual esteja atada ao nó de Adão, tem ainda muito a oferecer aos seus verdadeiros filhos, o leite está escondido dos surupiadores de plantão. O Brasil guarda seus panoramas de bondade e fartura para um porvir, já traçado nos planos de Deus e que criatura nenhuma ou poder poderá obstruir.Quando exitar vai premiar os patriotas e punir os vendilhões de sua honra sagrada.

f.) Vamos considerar a fôrça que representa nossos jovens, a inocência de nossas crianças, a experiência e ponderação dos mais velhos, os empreendimentos da industria, comercio e serviços, as universidades, o corpo docente e sua larga expansão de conhecimento, os doutores na medicina de alta ressonância na saúde de seus pacientes, os engenheiros, arquitetos, responsáveis pela idealização e consecução de obras arrojadas, os artistas talentosos, poetas inspiradores de nossa cultura, continuadores fiíéis de nossas canções, os trabalhadores de todos os setores, atingindo suas metas, alcançando o sonho da casa própria e dando um futuro melhor para sua prole. 

g.) E isto tudo já é fato, mesmo com esta malha politizada e distorcida, ademais quando tudo estiver em seu devido lugar, e a matéria equilibrada com o espírito desabrochar para o bem de todos e felicidade da nova era da gema e clara, do verde, amarelo, azul, branco e negro - diversidades - e riquezas de um povo soberano.Quando a jusiprudência assentada não se isolar mais de todos os cidadãos, quando a constituição for vivida exemplarmente na prática e a igualdade de justiça acontecer na plena luz do meio-dia, as súmulas se configurarem na teoria e  aplicação num só corpo harmônico. 

h.) Não haverá necessidade das cotas apartadas pois todos serão um em oportunidades, dado o esfôrço pessoal de cada um. No entanto a sociedade se verá livre destes entraves atuais e poderá voar até aonde seu sonhor alcançar. Haverá um jeito, aparecerá uma solução, considerando os olhares da multidão, o pulsar de seu coração, seu pendor natural para a cordialidade e sua fé em Deus, seu carinho e devoção filial à Virgem Negra de Aparecida, confiamos que desvencilhados aqueles nós, o gigante levantará de seu sono letárgico da atualidade, e plainará, olhos postos no cruzeiro do sul e o norte firme em seu destino de nação soberana.

i.) E se alguém perguntar que país é este ? Então minha preclara advogada responderá sem titubear: É o país da maioria unida, da oportunidade para todos, o pais da justiça, da paz, da fartura, bem estar, do coração, do jeitinho sem aditivos, do calor humano, da fé, solidariedade,transparência,bondade e que aprendeu à custa de enormes sacrifícios não dar boi para políticos corruptos.

j.) Mas vai acertar a bússola, congregar esfôrços, surpreender seus filhos e abraçar o  mundo, e sonhar sonhos reais do tamanho de seus ideais. Jesus de Nazaré, com doze homens dispostos conquistou o mundo para a fé... O Brasil, nascido à sombra de sua Igreja recebeu um primeiro sinal através de Nóbrega, Anchieta, Frei Galvão, que foi abandonado pela corrida do ouro até aos dias atuais.

l.) Mas aquela pujança latente vai emergir das sombras do caos presente e revelar as seus filhos a que veio, e ombro a ombro com seu destino provar que a paz verdadeira, o progresso autêntico, a harmonia social são possíveis, na diversidade de um povo, patente em sua alma, presente em todo o corpo visível da sociedade.

Helder Tadeu Chaia Alvim

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

livres na expressão

1. Pelo menos ainda podemos falar, e não guardamos palavras para calar e o brasilzão tá aí na mesma, os partidos da dita esquerda apegados às suas opiniões, ideologias e maneira de pensar o brasil, bem diferente de nossas raízes morais, históricas e culturais. Ora eles flertam com a iniciativa privada, com a economia de mercado, ora recaem nas teses do trotskismo, outra corrente embrenha-se na salvação verde pelo verde, uma bandeira , ao meu ver equivocada que necessita de reciclagem. O Rio + 20 que o diga!

2. Outra e outra vertente endurece no seu saudosismo utópico e não quer aceitar que o mundo mudou, o muro caiu, inovações se fazem necessárias dado a tendência de uma nova era robótica universal que se apresenta nas entrelinhas, pondo em risco no futuro a auto determinação dos povos. E só a democracia de sabedoria poderá enfrentar os grandes desafios que vem pela frente, trazer respostas não conflitantes e salvar a humanidade de sua aniquilação enquanto ser humano livre e soberano.

3. Há os de centro meio que oscilam sem posição definida, e gostam de ter casos com a situação. A direita, ora a direita perdeu sua posição de prestigio ao se  dissociar, desde a ditadura, da população que a apoiou, que queria cultivar os valores sadios do passado e ao mesmo tempo almejava mudanças progressivas e duradouras para o bem do povo e felicidade do novo tempo que saudaram em vão.

4. Na atual maré baixa, este texto, não quer cair no simplismo e tudo encerrado. Poderão perguntar onde entram nisso tudo as rimas desta crônica poética? Não entram, de passagem assimilam as dores e apreensões do povo da terra brasilis quanto ao desenrolar da política infausta e atrelada a favorecimentos sem precedentes.

5. Mas, no papel apagado de suas influências literárias almeja outros ventos de liberdade plena e transparência nacional,serão maus dias para uns e satisfação da maioria . O poeta escreve para ser ouvido? Também! Para ser seguido? Nem tanto! Os brasileiros não carecem de pseudo pacto colonial, social, político e verbal. Precisam sim de políticas sérias, de paz na sociedade,de emprego, saúde, transporte, moradia decente, futuro e trabalho para seus filhos, estilo colônia somente na arquitetura e que as palavras correspondam à verdade dos fatos.

6. E vamos que vamos, pois isentos de pedágio na escrita nos restou este espaço interativo e democratico do google soberano, e quando muitos criticam os EUA, constato que vem de lá o vento benéfico da democracia, quando leis funcionam para todos, e não dão boi para políticos corruptos.O pão, pão, queijo, queijo por estas bandas só é uma delícia na culinária de meu doce rincão de origem. Na prática a política brasileira tornou-se um desastre sem precedentes na história, fautosa de fermento original não cresce à altura de nosso fomento de grandeza pátria. 

7. A política boa e séria fica em segundo plano e não aparece devido aos desvios antologicos, devido à ingerência do poder público cada vez mais na vida do cidadão, enfraquecendo o equilíbrio social e causando dependências às camadas mais modestas da população. O quadro ficou mais ou menos assim: todos num galho, caule tombado, raízes enfraquecidas, seivas sugadas.

8. E voltemos que voltemos, no  Santo Evangelho vemos Jesus falar ao prefeito da Judéia, Poncio Pilatos: '...Não terias poder algum sobre mim se de cima não te fora dado.'-João cap. 19, vers.11- Daí inferimos a legitimidade do governo e a necessidade dele na condução dos destinos temporais da sociedade.No entanto, na política pode ocorrer  falhas,  abuso de poder, de legislar em bem próprio. Tanto que Pilatos, como relata Flavio Josefo, usurpou do Templo, ouro para construir aquedutos...

9. A política é uma arte e governar o exercício pleno dela. Cada país tem seu regime, leis, códigos, ética consuetudinária. Quem legisla, quem executa, quem interpreta deve levar tudo isto em conta para não descambar para a ditadura, absolutismo, nepotismo, revanchismo, como ocorreu no passado e disfarçadamente está acontecendo em solo da pátria mãe gentil. 

10. A democracia é o governo do povo, para o povo, originária da antiguidade clássica em Atenas, na Grécia onde o poder e a responsabilidade civica ficava a cargo do povo ou de seus representantes. Que bela forma de gerir e se bem compreendida traz muita e muita harmonia à sociedade. No entanto se deturpada gera instabilidade social, conflitos e emperramento geral.

11. Já que o poeta é profissão, queima as pestanas na lousa da inspiração, já que teve um pé na helênica pátria conheceu gregos e fenícios lá no início de sua jornada... mesmo mudo ele tem obrigação de falar aos seus concidadãos e nas trilhas benditas de Socrates, sem grandeza própria, investigar o mundo bom,mesmo nos aeropagos da vida, solitário em meio à multidão, muitas vezes criticando o modus vivendi de seu tempo, na esperança da restauração do homem e de seus valores pátrios, em consonância com a essência do universo, saído das mãos do grande Tópos Noetós.

12. Já que estando embasado na liberdade de expressão e na observância das leis contitucionais de sua pátria amada, quer ver o quanto antes o gigante acordar de seu sono profundo e agir na prospecção de seus destino no concerto das nações.

13. Ele entende, na humildade de sua condição, na fôrça intrinseca de sua inspiração que quando suas canções não encontrarem mais eco no coração de seus irmãos, será um sinal que a sociedade de seu tempo está condenada à extinção e outra vai surgir: 'a civilização' robótica universal.

Helder Tadeu Chaia Alvim


O fenômeno osmose na politica brasileira

1. Se mixar alguma coisa entende-se por malograr, frustrar algum projeto este seria o termo apropriado desta postagem e com esta premissa simples passo ao tema de hoje dia 27 de agôsto.Antevendo uma primavera florida com chuvas a caminho é que me dispus a alimar a caneta neste papel virtual a espera de sustância, pois de carência a galera está cheia, mormente nestes dias em que a democracia brasileira encontra-se em xeque.

2. O que sempre esteve em pauta na política, o mais das vezes, foi o jogo de interesses ou muda o homem ou nada se resolverá. O episódio das mensalidades que se arrasta há mais de sete anos desembocou a semana passada na parcialidade de instâncias superiores com a absolvição de um ou mais envolvidoS no escândalo do mensalão que abalou as estruturas da democracia brasileira.

3. Situação intrincada de entender se não levarmos em conta a herança distorcida e curralista dos votos quadrienais, onde os vencedores dos pleitos eleitorais leiloam cargos para as suas bases. Isto não é segredo para ninguém, uma prática no mínimo exclusivista tendo em mente que bons concursos públicos seria a solução para preencher cargos na administração pública.

4. Não pretendo entrevista e por isso posso falar com isenção de ânimo, tristeza no coração ao ver as potencialidades homéricas de um povo, as suas qualidades de organização, sua inteligência, seu calor humano serem sistematicamente alienados ano após ano sem o hálito fresco de uma política séria voltada para o bem comum e à sua auto determinação.

5. A que propósitos isto tudo serve? A resposta vai e vem sem a noção exata da realidade. Há conjecturas, baseadas na liberdade de expressão, no fumaceiro geral de Brasilia, Capital Federal, tão no centro geográfico, tão distante do coração dos brasileiros.

6. Não é o feitio deste blogger e seu autor mínimo nomear este ou aquele, e sim tentar ir ao cerne da questão, corroborado pelos fatos divulgados na mídia escrita e televisionada da era on line da alta definição quântica, de cientistas políticos da maior competência, de juristas conhecedores da legislação, de empresários de olho na performance do STF, da juventude cônscia de suas rersponsabilidades, do povo unido em torno da sua brasilidade, dos aposentados, pensionistas, funcionalismo público e militar amargando salários defasados.

7. Neste cenário caótico, carregado de incertezas, o que não muda é a determinação dos homens do poder para continuarem indefinidamente esta situação e usufluir dela, prestígios, posição, influências e tudo o mais, não atinando que quando a veia secar, quando a seiva acabar, num movimento natural a história os julgará implacavelmente. Para reflescar a consciência é bom levar em conta os novos ares de vista arejadas do mundo árabe e na mistura que o tempo carrega atualmente a massa pode engrossar nos quintais brasileiros.

8. O fenômeno Osmose pode transferir-se para a política, a pressão de vapor aumentar e o transporte passivo conduzir o hiper tônico da opinão pública e não restará voto sobre voto. Duvidam! Eu não, não foi assim que os bárbaros invadiram Roma, a altiva cidade dos césares e construiram uma nova civilização? E poderiamos indenidamente exemplificar e exemplificar...

Helder Tadeu Chaia Alvim

Composição

1.- O amanhã começa hoje! - Pera lá, enlouqueceu de vez? - Não! Quase! É dureza falar de um Brazil que não deu certo, que caminha trôpego, que tinha tudo para decolar. Um país continente, de riquezas não potencializadas em atos. Uma nação de povo cordato, acolhedor,displicente, alheio muitas vezes às querelas de Brasilia. Um povo que vê passar diante de si, com tristeza, bois, boiadas, que assiste estático a manufaturação de tachos e mais tachos de marmeladas para servir à sua política doméstica.

2. O que consola seus olhos cansados é que está vindo uma nova geração, mais autêntica, democratica, plugada no bem, mais generosa e ciosa de mudanças radicais. Ela vem com a missão de esvaziar a pança de muitos e saciar a fome e sede de justiça de quase duzentos milhões de brasileiros.

3. Na atmosfera pairam interrogações, nuvens carregadas ameaçam a prática da democracia, muitos querem mapear o brasil em novas sesmarias políticas, e não refletem a vontade da maioria. De composições em alianças o espresso tomou outros itinerários e não passa onde o povo está.

4. Por outro lado, auscultando o anseio popular, se dependesse dele, nos gabinetes, nas cátedras, nas repartições, nas ruas, a única composição possível e passível de aplausos seria na união pelo bem comum, no respeito pela constituição, no culto aos seus valores pátrios e na transparência fiscal das contas da Res Pública.

5. Cada um no seu canto, cada canto limpo e sabatinado, em cada canção um louvor, em cada louvor um grito de júbilo, em cada júbilo uma prece com a cara de todos, fomentando a Grande Harmonia na Diversidade.

6. Quantas palavras! Faltam ações e auto - afirmação de uns, sobram ganhos superfaturados, faltam investimentos em àreas de segurança cidadã, educação, saúde, transporte, sobram discursos vazios de uma demagogia sem nome. E o povo passivo a tudo assiste, uns se revoltam, outros se consolam na aquisição de seu automóvel e há quem na dicotomia entre sociedade e política declara nos cafés e botecos ser tudo igual, dizem.

7. Não vamos discutir religião, política e futebol, continuam dizendo, mas a conversa vem sempre à pauta, pois está tudo entrelaçado. A religião nos liga à Deus, fim último da jornada terrena, por mais que protelamos o assunto ele vem à baila. A política está inerente á vida do cidadão, ele necessita dela como o pulmão precisa do ar fresco para sobreviver. O futebol, ora nem precisa falar...

8. Neste momento da história brasileira, um dos mais críticos, quando a democracia periga na pacífica decisão do STF, em que a desconfiança se alastra das ruas para os gabinetes, mais do que nunca precisamos nos apegar à nossa carta magna, a constituição, mais do que nunca precisamos de união em torno de objetivos comuns e dar a resposta à altura nas urnas soberanas.

9. Precisamos cobrar dos mandatários legitimados pelo voto popular, a que vieram, se for para tosquiar o Brasil, nem vem que não terão nosso voto, mas se quiserem fazer florescer a verdadeira lã da democracia: sejam benvindos!

Helder Tadeu Chaia Alvim

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

bar zileira...

' E Eles venceram...'  ? ? ? ! ! ! 

1. Sonhei acordado à moda de pesadelo a respeito da situação política social bar zileira. A  nós volvei, nossos nóis dissolvei. A quem iremos Santa Virgem, só vós  tendes soluções de vida plena! E o sonho foi bom, com gosto de duplat e vou compartilhar hoje neste blog do google soberano, neste interim dos tracks pads, onde a pessoa pode tudo e muitas das vezes colhe o nada, a solidão e uns poucos de camaradas inconformes, revoltados on line, que com suas intervenções começam a mudar o panorama e influenciar decisões acertadas para o bem do povo e felicidade do novo tempo que se avizinha na encruzilhada da terra brasilis.

2. Vi que os reis mensais foram finalmente condenados pelo Supremo Tribunal Federal, graças àqueles que  não regatearam esfôrços, tanto na esfera jurídica, quanto social. A página borrada deste período de favorecimentos e enriquecimentos ilícitos fora virada e na minha frente vi uma outra página em branco do futuro que se fazia presente na política séria, na justiça social, na educação, saude, segurança e transporte.

3. E vi uma multidão rezando em vigilia nas praças para que os novos mandatários não entrassem nas mesmas tentações anteriores e pelo contrário promulgassem reformas, executassem ações que visassem o bem comum e que a riqueza amealhada fôsse destinada e distribuida para as melhorias acima enunciadas.

4.  De olhos postos na inteligência de um povo cordato, na vigilância de olhos que não dormitam, de mãos que não claudicam, baseados no principio de subsidariedade, uma visão mais realista para o brasil, que começava a dar os primeiros passos de um desenvolvimento autêntico.

5. Vi um solo verde, amarelo, com tonalidades azuis marinhas, na paz do campo, na pujança dos centros urbanos, na bio diversidade de sua matas e florestas preservadas, vi o sorriso franco brotar nas camadas mais modestas da população, muita fartura na mesa, muitos grãos nos celeiros, muitos produtos nacionais em sua linha de produçao. As evoluções do ir e vir de um povo livre encantou os olhos deste poeta sonhador.

6. Vi um acorde diferente, de mil canções, poetas de toda a parte unidos compondo rimas do coração, vi os artistas valorizados, o povo alimentado, vi um grande abraço de calor humano, vi um povo feliz, um país rico em bens materiais e sustentados pela fé da Virgem Negra de Aparecida.

7. Acordei, olhei em volta e não me arrependi de ter sonhado. Estará em curso a transformação almejada? Será muito difícil aos saudosistas de benesses publicas vencer esta queda de braço monumental, uns contra quase 136 milhões de eleitores! O brasil acordará e não aceitará mais pescadores de águas turvas? A nós volvei Mãe, Virgem e Senhora Aparecida, padroeira bendita e sede inesgotável da sabedoria de Deus. Sim, mãe gentil, para que o brasil  mire em seu espelho de justiça sua realidade doravante.

8. Mesmo que as notícias do julgamento não sejam boas para o povo brasileiro, mesmo que o dignitário der seu voto de absolvição, nada passa ao tribunal daquele que comanda os ventos e as tempestades.O mestre parece dormir, mas seus olhos estão postos nos fios de cabelo da cada um e tudo irá se encaminhar para a solução final, isto será uma questão de tempo, mais longo ou menos de acordo com o livre arbítrio e o soprar das monções misteriosas.

9. Esta situação maldita bar zileira dos lobbies na política, das sesmarias arrendadas, um dia vai passar, esta página borrada da política vai ser virada e o brasil vai retomar sua economia de mercado, solidificada na saúde perfeita das contas públicas. Nesta inflexão atual os olhares internacionais se fazem presente acompanhando cada passo, cada voto deste intrigado e demorado processo do mensalão.

10. Para a semana, terminada a celeuma, vamos amanhecer mais dispostos para convalescer desta enfermidade que atingiu toda a artéria da sociedade? Que negou a vitalidade às suas artérias, que desviou sangue de seu coração nacional? Ou vamos continuar doentios aguardando o sugamento final? Veremos!

11. A página seguinte da história poderá pertencer ao povo, uma página clara, transparente onde a grandeza de uma nação será medida pela  capacidade de seus filhos de superar obstáculos e crescer com a verdadeira responsabilidade social, cada um no seu pedaço, formando um todo harmônico.

12. O tônico revigorante será cultivar os valores da civilização que nos antecedeu, cultuar a memória dos verdadeiros brasileiros ao longo da sua história e sem apego à conceitos anacrônicos inovar, inovar para que a nova geração que está chegando tenha oportunidades e possa competir de igual num mundo globalizado ao extremo.

13. Neste contexto, o coração verde e amarelo espera, torce, vibra, reza para que o STF faça jus ao seu anseio legítimo de libertação e punição exemplar das culpas cartoriais.O ipê amarelo, simbolo de nossa brasilidade, continua florescendo em todas as regiões brasileiras, enquanto o STF está à prova; a questão primordial é saber se vai marcar certo ou errado. Será a abolição da democracia ou sua peremptória condenação!

14. Agora é a Petrobrás em seus escândalos de arrepiar a tumba de Rui Barbosa e Pedro II, até quando ? ? ? O Brasil só se tornará uma nação verdadeira quando os anseios do povo forem cumpridos à risca na constituição federal, quando os dignitários do poder tiverem brio e visão ampla da realidade deste país continente, até que tal não aconteça a cada manhã que amanheça externarei na liberdade de expressão facultada a todo cidadão minha indignação.

15. A cada noite que anoiteça anotarei minha insatisfação, pois o que for bom para hum brasileiro, igualmente deverá ser ótimo para o conjunto verde e amarelo de 207 milhões. Tudo o que não sintonize com isso,,, será mais uma vez  é balela, discurso vazio sem lastro na realidade nacional, apenas vitória do marketing político.

Helder Tadeu Chaia Alvim
Poeta minimo

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

O saci visita a cidade biônica

1. Na era do Robô Curiosity que encontra-se no planeta Marte, é de se admirar o alcance desta iniciativa dos engenheiros  da Nasa às voltas com mais uma façanha inédita e espetacular. Mas deixemos o Curiosity com seus wats de energia trabalhar em paz.Uma realidade a outra se sucede e nesta nova vibe expressionista e acelerada que adentramos, horizontes se alargam para conhecer a obra do grande artífice e ligar um átomo outro quase ao infinito.

2. Em curso os avanços da biomimetica e seus desdobramentos quântitativos contendo um alto grau de excelência  e eficácia para a medicina. Impressiona a dedicação, os estudos e pesquisas dos cientistas em prol da causa do bem comum. A crença da humanidade na ciência quântica parece não ter limites e se apresenta a tábua salvadora, um tanto exagerada com sabor paliativo indefinido.

3. Ontem me emocionei... e não era para menos foi o dia do folclore, das lendas entranhadas na alma do povo brasileiro e no centro do coração financeiro da cidade de São Paulo houve comemoração. Por volta das 18.30 horas muitos se aglomeraram em torno de um banda caracterizada para homenagear uma cultura das mais importantes que valoriza nossas raízes interioranas.

4. O evento pude perceber, simples, não midiatico, mesmo assim e por isso encantou muita gente, improvisaram danças no meio da calçada, envolveu os transeuntes, encantou os moradores de rua e deixou um gostinho bucólico de saudade, daquela saudade em forma de lembrança suave de um tempo que muitos viveram e que de repente acabou.

5. O estado de São Paulo carrega consigo em sua vastidão territorial, muita tradição, muita festa pois aqui foi o berço da civilização, aqui trabalhou Anhanguera, aqui evangelizou Nóbrega e Anchieta, aqui viveram negros escravos, indios soltos, imigrantes e deste tubo de ensaio de fé, fôrça, sofrimento e conquistas originou-se o nosso folclore, lendas, casos e assombrações que povoaram a mente de nosso irmãos no brasil colonia, império e mesmo república até chegar aos dias atuais, graças ao esforço conjunto de preservação deste entalhe glorioso de um povo e de seus dirigentes politicos.

6. Parei pensativo e me dei conta da grandeza do folclore, do alcance atual de sua propagação e não segurei as lágrimas de emoção. Ali na artéria financeira da cidade de São Paulo estavam se encontrando sem marcar encontro dois brasis, aquele ideal de nossa mente e o brasil real, de contrastes, negações e afirmações que não se degladiavam entre si mas procuram se conhecer melhor.

7. O saci com cheiro de mato fresco viera em pessoa visitar esta era e admirar-se com tanto progresso em tão pouco tempo. Viu muita cara nova, muitos jovens e reconheceu gente madura  de seu tempo em meio à multidão de rostos alegres do skate, faces preocupadas dos executivos, elegância das mulheres no seu brio.

8. Ele percebeu o potencial de todos eles entre seus iphones, ipods e games artificiais. Estava ali a geração on line, do sistema, dilema,  twitter, facebook, plugados noite e dia. Não conheceram o sertão iluminado mas tinham na alma o gosto de suas canções e ainda em seus semblantes soprava o vento benfajezo a espera de um novo tempo, de um novo sertão. Um sertão que não abandonaria seu saci por nada deste mundo mas que estaria preocupado com o meio ambiente e a bio diversidade.

9. Considerando a sofreguidão e procura da cura através das plantas e raízes, enzimas  e erisinas nada melhor que reflescar a a cabeça em companhia do saci pererê, eh! eh! eh! O saci se despediu da moçada, saiu mais jovem, de bermudas, tênis e um par de skate. Os skatistas por sua vez se encantaram com seu gorro e aprenderam com ele que mesmo com uma perna só pode-se fazer manobras radicais, pois o equilibrio está na mente, e o coração se fortalece na união de objetivos sem desprezar suas origens interioranas.

10. Terminou, mas algo ficou no ar rarefeito da avenida mãe de todos os paulistas. Foi uma ternura especial. O saci ensaiou umas manobras radicais, sorriu e voltou diferente, mais ciber para suas matas. Os manos tornaram-se mais responsáveis e de cuca ligada no biodesign. O intercâmbio fora firmado...

Helder Tadeu Chaia Alvim

terça-feira, 21 de agosto de 2012

tecnologia e fé - intenções salvíficas parte II

1. É neste contexto que me abalei para escrever algo e realçar na postagem anterior de Íris - que quanto mais o mundo se afasta da Mãe de doçura, menos pacífico se torna, em mais agressivo se transforma, menos compassivo, mais numérico e cifrado, menos dócil, mais cruel e contundente até com os animais, vegetais, os seres inanimados e o eco sistema.

2. Protagonizam revoluções, descaminhos. ambições, riqueza e poder na sede insaciável de mando, prazer e afirmações pessoais acima do bem comum. Mandam para o espaço o senso crítico, se endeusam indefinidamente e parecem não querer apear de suas opiniões e fórmulas pré definidas. Foi assim no antigo tempo das babéis colossais, com o imperio de Artaxerxes, Dario, Alexandre e Nabucodonosor, com Roma altiva dos Césares, na Grecia, Troia, Cartago.Na época de Bonaparte, Danton, Lenin, Hitler, caudilhos que quase incendiaram o mundo.

3. Aquele que comanda os ventos e as tempestades veio à Terra livrar o homem da escravidão peçonhenta e soprar um novo tempo para a humanidade. Escolheu sua mãe, a livrou na sua concepção da nódoa do pecado original.Veio o tempo determinado e Ele nasceu em Belém, modificou o mundo com doze rudes homens, entre os quais pescadores do quilate de Pedro e André. Pregou, fustigou a maldade, foi crucificado, venceu a morte, ressuscitou, ascendeu aos céus e mudou com sua Igreja o curso da história in aeternuum.Portanto está em aberto a parusia de um novo tempo que plasme na terra o ideal que reina no paraiso.

4. Maria, a mãe de todas as alegrias, de todas as dores por onde sua presença é sentida  faz o ambiente  melhor, mais puro, cristalino, verdadeiro, pois o seu sim para Deus foi autêntico e Ele a cumulou de graças, poder,  bondade, misericordia, força e exatidão ao longo da história que ninguém pode negar e sortudo será quem Ela conforta principalmente quando a figura deste mundo passar. Mesmo que tentem disfarçar sua presença, aparece de quando em quando na mensagem, nos avisos de seu sorriso profético.

5. Maria, o novo Éden de Deus, não quebrou a aliança, contemplativa, jardim fechado onde transborda toda a felicidade, mais clara que a  aurora, mais brilhante que o sol, mais suave que a lua, mais terrivel que um exército em ordem de batalha. 

6. É nesta lucidez que o mundo tergiverso deve se apoiar doravante se quiser sair deste imenso sufoco que se engalfinhou sistematicamente. Ela é a saida honrosa, a luz diáfana que não ferirá nossos olhos cansados e desesperançados, em meio à crises, conflitos e turbulências da hora atual. A paz universal, a calma ponderada só advirá através de seu olhar transparente, na melodia de seu canto eterno: Magnificat anima mea dominum...

7. A transparência global, a sustentação do planeta passarão necessariamente pelo seu olhar contemplativo. Ela cuidadosa cuidou, acalentou um Deus- Menino, fonte da sabedoria saberá dispensar harmonia e equilibrio à alma quebrada deste mundo quântico.

8. Esta busca incessante do homem contemporâneo pela tecnologia sem limites tenta disfarçar uma outra realidade, a morte e a finitude humana, como se a mesma tecnologia  e os elementos não fossem parte integrante da criação, engrenagens poderosas a serviço do Grande Arquiteto que a mancheia, na arte de sua poesia indizível traduziu em atos, astros, terra, oceanos, na simetria perfeita da ordem estabelecida nas primicias do tempo.

9. A grande sacada do ser chamado homem seria viver em harmonia perfeita com a criação e seu autor, que não patenteou nada apenas amou tudo e dispôs princípios de sabedoria em cada particula saida de suas mãos geniais. E dado isto a incognita ainda está por vir e quando chegar no sopro do Espirito de fogo será a Era de Maria, sem mais nem menos.

10. - Mas poeta mínimo, das tardes ensolaradas da augusta paulistana, que tempo é esse de que tanto fala? - Meu caro, qual o chefe de familia que não quer ordem debaixo de seu teto, por mais modesto que seja! O mundo e todas as maravilhas que abarca é a casa de Deus e a harmonia que emana de sua criação, proveniente de sua Trindade Santa, teve um alto preço no cômputo da Redenção. É lógico inferir que o tempo que virá será pleno de sua voluntas, a mesma que segue em curso desde todo o sempre na visão beatífica do céu.

11. Inserida nesta realidade transcendental encontra-se por direito, Maria, a flor Imaculada de Jessé, aquela Virgem Santa que deu a luz ao Sol de Justiça e destinada mais uma vez a gerir ainda nesta terra os designios plenos Dele em toda a extensão do verbo.

12. - Mas quando isto sói acontecer? - A medida de um Deus não é mensuravel pela mente humana, nossa estatura está muito aquém de sua realidade intrinseca. Por mais que queiram, os idealizadores da 'ordem' social vigente não conseguirão com seus nióbios quânticos, meros elementos participativos do universo em expansão, alcançar a partícula de Deus.

13. Se o universo se expande nos limites de sua grandeza cósmica, o Ser supremo idealizador e mantenedor no momento dele saberá revelar suas intenções salvificas parte II e Maria estará presente na evolução maravilhosa da terra totalmente restaurada em Cristo. A vontade de Deus ainda não se realizou inteiramente é o que podemos afirmar de relance contemplando os séculos passados, o presente. Ele tem uma aliada que não podemos desdenhar: a fôrça da natureza, quando embravecida, sai de perto!

14. Conjecturas, análises, afirmações, seja lá o que for carrego a convicção baseado na fé, na historia, e nos acontecimentos atuais. E digo mais vai acontecer sim quando o homem, matéria efemera, deixar de querer ser rei, quando o rei deixar de querer ser deus, então somente então com a terra purificada, exorcisada, Deus verdadeiro e justo virá habitar novamente entre eles por meio da medianeira universal de todas as graças: Maria.
15. - Nossa poeta, que papo estranho em que você se enveredou! Você está bem? Está precisando conversar? - Humm! Obrigado amigo pela preocupação. Este papo é estranho mesmo, mas é real, como foi real Hiroshima, o Tsunami, o Holocausto horrível. Não há como fugir do prelo, se correr para o mato a onça tá lá, se subir o morro o touro tá de prontidão afiando os chifres, se pular no mar tem tubarão, é questão de tempo. E serão dias tristes de depuração pois do jeito que andam as coisas, a maldade estatelada não dará pé encaixar um tempo novo, pois o vinho depositado no odre de má qualidade azedará toda a substância alterando-lhe o sabor.

16. Ademais o Reitor do mundo é exigente no seu paladar e toma todo o cuidado para a taça de cristal não se quebrar. Já deu para perceber  pela grandeza de sua criação, pelas particularidades de suas criaturas. O contraste de um e outro mundo será colossal. Antes muito terá que ser feito, começando por derreter os canhões para tranformá-los em sinos, depois lavar bem as mãos para a colheita das rosas que perfumarão doravante uma era  em que o sorriso de Íris dominará suavemente as nações.

17. Ao olhar o panorama atual carregado de miasmas e noticias ruins, vemos que tem-se muito o que fazer, a tela encontra-se borrada pela insensatez dos economos displicentes e ressente de restauração urgente. Risos altos se ouvem nas madrugadas vazias de sentido, caçoadas de tantos e tantas contra a religião e a virgem santa. Opressão das inocentes crianças, degradação dos jovens, ambição dos adultos, descrença dos mais avantajados em anos. Uma névoa de fumaça asfixiante cobre a terra de ponta a ponta. E os homens dormem sem terem acreditado na sua corporeidade inata, sem abraçar seu irmão, sem minorar as dores daqueles que sofrem na inanição, sem suplicar: Salve-nos Mãe de Misericordia, vida, doçura, esperança nossa, salve!

18. Bom, o capítulo seguinte não é para o bico deste rélez poeta, que não vive como deveria, que acaba de esboçar estas impressões de uma noite de inverno sem frio na São Paulo que ama demais. Um outro capítulo, inteiramente de certezas pertence aos anjos arcanos, a eles foi destinado a missão de reescrever a história humana a partir do reinado da Mãe de todas as possibilidades, de todas as clemências, de todas as auroras, de todos os dias,anos, séculos e da eternidade sem fim!

Abraços de união,
Helder Chaia Alvim
Poeta mínimo






segunda-feira, 20 de agosto de 2012

O olhar esquecido de Íris

o olhar esquecido de Íris...

1. Na era abrangente e enlouquecida, aquecida por um pool impressionante de novas novidades e o pleonasmo dos inventos ultrapassando os limites  semioticos, no momento em que o Twitter lança suas novas ferramentas temáticas e personalizadas: Medium e Branch, as pessoas estarão mais próximas virtualmente como nunca e a cidade de São Pão Paulo atinge a 4ª posição de postagens do twitter.

2. No momento que escrevo vale constatar que a valiosa marca Aplle do saudoso Steve Jobs, dos iPods, iTunes, os desktops, laptops, sistema operacional OSx, iPhones e iPads, a 1ª do planeta em dividendos financeiros, praticidade democratica, design bonito, leve e solto.

3. No momento que escrevo o espinho tendencioso do apartheid das cotas começa a perfurar a artéria brasileira e redesenhar o mapa cultural verde amarelo,e a politica domestica vai carcomendo o cerne com dentes afiados e vorazes, sugando a seiva de um povo ordeiro e trabalahdor.Pasmem as mentes raras e conscientes!

4. Será que estas magnitudes, longitudes, mazelitudes, levarão o ser humano ao grau satisfatário da corporeidade? Que todo este arcabouço tecnologico formidável levará o homem à reflexão do porque de sua existência?Será que o levará a adquirir um olhar sensorial perfeito a ponto de na transposiçao da linguagem desbravar a fronteira esquecida e ilimitada da sua vida mítica, mística e poetica?

5. Haja sinestesia se a isto tudo não se acrescentar uma boa dose de calor humano, aquele que animou Cristo ao dizer o seu universal conceito, nunca ultrapassado mas atual: "amai-vos uns aos outros..."

6. Considerando hoje às vesperas das eleições, onde tantos demandam comandar prefeituras, preocupados com seus interesses particulares, quando a propaganda desagradável do realejo invadirá nossos lares, quando cansados da labuta do dia olhamos tanta baboseira no ar, e nada depois mudar, fica um convite para navegar outros mares...

7. E neste entalhe buscar o olhar perdido que a humanidade não ensaiou direito e quem sabe através dele vislumbrar a saida honrosa para os males desta era avançada, sim niobicamente, mas atrelada ao total  esquecimento da parte principal que o anima poderia vitaminar de uma maneira exuberante.

8. Que Íris nos socorra, pois se é verdade que descobriram a proteina muscular para queimar as gorduras do corpo, há mister de outra  Irisina que vá de encontro as necessidades prementes da alma, que anda desalentada, quebrada em meio a tantos avanços de tirar o fôlego.

9.  Ah! este corpo, objeto de tantos desvelos, que desfila nas passarelas  fashion com desenvoltura e charme, que busca na moda e cirurgia a fonte da eterna jovialidade, que consome vorazmente os neutrinos, que almeja comodidade, prazer e boa  companhia, esquece o espirito que o mantém de pé, que é a base de sua vitalidade e sem o qual seria um corpo inanimado.

10. Ingratidão seria não cultuar o espírito, que lhe dá sobejamente pensamentos, a beleza de seu caminhar seguro, a certeza que existe uma outra realidade empírica.Ah! este corpo que aos poucos envelhece, sinto na pelo o prejuízo, este corpo que padece, seria outro se deveras cultuasse os imponderáveis de sua corporeidade.

11. - Mas, querido poeta, eu não faço parte de sua crença, dogmas, canções!- Entendo suas razões e a portabilidade de seu livre arbítrio, mas nem por isso, amigo deixe fechar a porta das possibilidades, pois existe no olhar de Deus muita bondade e explicações da verdade última de nossa fugaz e ilusória vida fátua, que hoje está de um jeito, amanhã um vento contrário a aremessa à travessia dos mil mares.E o Lázaro de hoje poderá receber a visão, o epulão ficará carente da gota d'agua da eternidade.

12. Vejo nos avanços gerais uma grande obra executada pelas mãos  que ao se debruçarem sobre os elementos, emprestam sua inteligência e pesquizas em prol do bem da humanidade e estas mesmo mãos não teriam conseguido, o exito, a gloria do podium e o reconhecimento se não tivessem sido sustentadas em tempo integral pelo grande motor imóvel, Deus pai das ciencias, do conhecimento, do equilibrio, das manifestações do eu, do nós, do vós e deles.

13. Existe uma donzela, a mais santa, a mais bela, a mais pura, a mais centrada de todas as criaturas que saiu das mãos do eterno Criador. Ela chama-se Maria, cumulada de todas as graças em sua Imaculada Conceição. Jovem ainda aquiesceu à vontade de Deus, cumpriu as profecias que uma virgem conceberia e daria a luz a um menino da esperança perene, das certezas envoltas no misterio, que elevaria a condição humana à divina, que veio para inaugurar uma era toda voltada para glorificar o Pai em todas as coisas e nos mínimos detalhes, tanto social, quanto espiritual.

14. Que veio para destronar os soberbos e exaltar os humildes e mansos de coração. Neste contexto maior se insere Maria, totalmente entregue de corpo e espírito a obra salvifica de seu Filho. Tão logo deu-se a anunciação a cargo de arcanjo Gabriel, e a cortina de luz se abriu, ela se dispôs a partir para as montanhas de  Ain Karim para assistir sua prima Isabel nos serviços de parto do precursor João Batista.

15. E sua vida foi um continuo ato de despreendimento e amor, tão logo o Príncipe da casa de David, nasce em Belém a encontramos às pressas, em companhia de Jesus e José em fuga para terras estrangeiras, para além do rio Nilo: o Egito.

16. Cessada a perseguição com Herodes bem morto, voltam para Nazaré e serão quase trinta anos de vida oculta no louvor, adoração e educação de um Deus, escondido sob as aparências humanas. Depois veio o milagre nas bodas de Canã de seu divino Filho, que a seu pedido operou o primeiro milagre transformando água em vinho. Ele adiantou A hora da sua manifestação pública a pedido de sua mãe.

17. A encontramos ciosa aos pés da cruz bendita, com o coração trespassado pela espada da dor, mas em tudo consoante com os planos clarividentes da redenção. O fiat mihi secunduum verbuum tuum para Ela não foi uma figura de retórica, tão ao gosto da politica e do poder, mas foi um sim de submissão alegre a vontade do Pai Eterno.Então merecidamente cantou com a voz de todas as afinações em concerto com coro das miríades celestiais: Todas as gerações me chamarão bem aventurada!

18. Podemos afirmar que na justeza de seu carater ilibado nunca seu olhar se afastou da missão redentora de Jesus, que nunca deixou de pensar em seus filhos adotivos que a partir do gólgota seriam milhões e milhões de novas preocupações. Assim foi naquela sexta feira trágica de dor e sofrimento, assim foi decorridos três dias com a ressurreição gloriosa de Cristo. Ela ao contrário das santas mulheres não foi a procura do profeta no túmulo mas esperou a primeira visita do ressurrecto e abraçou o seu Filho amado com o amplexo da melhor de todas as mães.

19.E Jesus ascendeu ao céu das luzes e Maria ficou na terra em Éfeso por longos anos, sob os cuidados filiais do dicipulo amado, e um dia foi assunta ao céu pelos anjos e de lá coroada rainha de toda a criação visivel e invisivel.

20.Continua e continua Mãe e Senhora em toda a extensão do verbo, continua acompanhando a trajetoria dos resgatados pelo sangue do Cordeiro, continua a acalentar suas almas na esperança e fé, continua aguardando a volta do filho pródigo, que somos todos nós, prodigiosamente amados por Ela.

21. Amigo, que considero, esta nossa conversa não pertence ao mundo das lendas, ao universo da ficção, nem ao da suposição, mas é real, mais real do que esta era da alta definição dos ipads em Marte. Por isso a razão desta dissertação. Se parece estranha na aparência não o é  na sua essência, é parte integrante da história humana, apesar do pouco enfoque dos historiadores não cristãos, apesar do pouco caso e asserção pejorrativa dos céticos.

22. Podemos afirmar que este olhar esquecido de Ísis foi o responsável direto pelas revoluções, guerras e conflitos que sacudiram séculos e até hoje confunde as nações. Quando ele se ausenta do planeta a maldade mostra a sua face hedionda de várias maneiras e milhões perecem nas mãos da insensatez e perfídia.

23. Este olvidamento leva ao abandono dos moradores de rua, da violência contra a juventude, da falta de oportunidades iguais, da falta de pão e rumos definidos, pois julga o homem pelo homem e não o homem de corpo e alma, na projeção do Cristo crucificado.

24. A plenitude do ser deve estar lado a lado  com sua corporeidade inata e toda sua potencialidade deve ser desenvolvida tendo em vista o olhar de Deus e o destino último de cada indivíduo, partícipe deste dom.

25. Ao comemorar no dia 19/08/2012 - a festa da Assunção de Maria Santíssima, a Igreja se reporta aos primeiros séculos de sua Era quando já se acreditava neste dogma e em 1950 Pio XII,revestido de sua autoridade pontificia, o proclamou para todo o Orbe:'...Hoje, a Virgem Maria, Mãe de Deus, foi elevada à gloria do céu. Aurora e esplendor da Igreja triunfante, ela é consolo e esperança para vosso povo ainda em caminho, pois a preservastes da corrupção da morte aquela que gerou, de modo inefável, vosso próprio filho feito homem, autor de toda a vida...'( Oração Eucarística III- prefácio: A Glória de Maria - Missa do dia)

Helder Tadeu Chaia Alvim
Poeta Minimalista

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Processão

1. Quando virá a paz total? Quando a sociedade num todo quiser! Esta processão acontecerá pela própria ordem natural e eterna disponibilizada por Deus no éden, interrompida depois, retomada na idade média, deixada de lado nos séculos posteriores, e nos dias que correm na velocidade dos bites, na proeza dos neutrinos quânticos, em vôos espirais e abismais, ela, a paz parece distante da raça humana.

2. Esta processão arquitetônica passará, não necessariamente pela tecnologia, por mais avançada que esteja, nem pelos tratados internacionais, muito menos pela pseudo onda verde planetária, mas, mas pelo fiat de Deus. A grande balança do universo com sua leis e equilibrios metafisicos estará na tara certa e não se prestará a pesar vozerios, falações, futilidades, maldades como sói acontecer nesta era tremenda do caos em ebulição, em que muitos se perguntam se chegou o início da ficção cibernética da imortalidade?

3. O grande poeta dos versos perdidos,aquele do amai-vos uns aos outros, o verbo encarnado, o filho prestimoso de Maria, será ouvido e seguido plenamente em toda  a extensão social, espiritual e material. O efeito paupável de sua presença se sentirá pelos quatros ventos e mares, sem precisar investigar Marte, a arte do amor será uma instituição perene.

4. O principio da sabedoria incriada fez o homem à sua imagem e semelhança, deu a ele rumos, o livre arbítrio de escolher tudo o que quizesse com a condição que sua obra resplandecesse o amor. Por isso analisando o movimento, as negações, a atual conjuntura política, moral, global vemos que mais dias menos dias rairá o sol de justiça, anunciado pela estrela maior, Maria e todas as coisas voltarão ao lugar correto.

5. Então na sequência dos dias tristes, virá a alegria e se verá realizado na terra a profecia dos anjos belemitas Gloria in excelsis Deo et in terra pax... Será a era cristalina da verdade, a era do Pai, a era da clareza do Filho e do amor do Espirito Santo. Será a era da voluntas Dei onde a clemência de uma mãe rainha salvará o mundo! E o elevará à condição de grandeza nunca antes vista nos arraiais do planeta terra.

6. Houve um tempo que as profecias se tornaram realidade histórica, quando o precursor, o único profeta que apresentou o Criador às criaturas: Ecce agnus Dei, qui tollat pecatum mundum, e o batizou às margens do lendário rio Jordão. João Batista: ' o maior homem nascido de mulher', no dizer do Cordeiro, o Cristo Redentor. O homem que enfrentou o mundo, o poder vigente, o homem que batalhou pela justiça, verdade e pelo indissolubilidae do matrimônio, e por estas razões perdeu a cabeça literalmente e alcançou a glória eterna.

7. Herodes, o todo poderoso, passou e sua memória jaz na poeira do tempo, sua ambição e  injustiça o acompanharam, bem como Salomé e Herodíades. Ao malbaratar o Batista assinou sua condenação, ao martirizar o santo perdeu as bases de seu reino e teve por todo o sempre seu nome associado à maldade pela hediondez de seus atos.

8. O fato concreto é que em todas as eras homens houveram que se sentiam deuses, e mais tempo, menos tempo sua aura esmaece e não colhem nem uma mínima prece de ninguém. O que é o homem para que penseis nele, caniços agitados pelos ventos da vida. Quando a gente olha se foram e não deixaram saudade. Sómente um permanece in aeternuum, ecce Agnus Dei... E dele virá um dia a bonança... nesta terra e na outra, não é fora de proposito a reza do Pai Nosso se perpetuar até o dia em que a vontade de Deus será feita aqui na terra como é feita no céu por toda a eternidade!

Helder Tadeu Chaia Alvim