quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O reino que não era deste mundo...

1. A acreditar  nas palavras do mestre dos mestres, eu acredito deveras, à primeira vista parece contradição a notícia, hora triunfal, hora triste, hora alegre, hora enigmática, hora miraculosa de sua obra salvífica. Ele nasceu de uma forma humilde, mas solene. Teve a visita dos pastores, o cântico de anjos, a estrela brilhante, a gruta, antigo refúgio de seu ancestral  David como berço, o aconchego da melhor e mais pura de todas as mães, o olhar complacente de José, o aparato pomposo dos reis advinhos.

2. Depois a conselho do anjo - que em sonhos revela  ao justo - parte apressadamente para o Egito, terra dos faraós, das esfigies, das pirâmides e segredos milenares. As margens do lendário Nilo, o Deus escondido  sob aparências humana foge da sanha maldita do rei Herodes. De lá sentiu com Raquel, Ruth, Ester as punhaladas de um tirano saido dos infernos para aterrorizar os primeiros santos inocentes depois de Abel.

3. E seu reino não era deste mundo, já dá para perceber nestas rápidas pinceladas a que Ele veio. Depois serenada a situação política na Judéia, com a morte do tetrarca, conforme avisara em sonhos o anjo.  José , Maria e Jesus refazem o caminho de volta. Ao partir deixam um último olhar de despedida ao lugar que seus antepassados José e Moisés tão maravilhosamente se envolveriam séculos atrás...

4. Um lugar abençoado pela presença da sagrada família e que tão generosamente acolhera aqueles estrangeiros, sem sequer suspeitar que aquele menino era o legítimo filho da casa real de David. E mais um Deus encarnado no seio de uma virgem para engendrar a obra mais importante do mundo: a redenção.

5. O exílio forçado no Egito durou vários anos e esses mesmos anos foram passados no anonimato, num pais de costumes estranhos, um país hospitaleiro, celeiro de grãos e abundância de riquezas. Assim foi e o menino não reclamou para si e sua família direitos ou regalias, honras ou privilégios.

6. Quando chegou seu tempo retornou a Palestina e após uma infância normal e serviçal iniciou a vida pública com o primeiro milagre a pedido de sua mãe em Caná da Galiléia. Naquela ocasião operou o a transmutação da água em vinho, conforme o relato dos evangelhos, por sinal o melhor vinho que se teve notícia na época.

7. A medida de Deus, não é a medida dos homens já deu para perceber, ela choca, entusiasma, eleva. Se na aparência parece contraditória, na miragem de um Deus, que entendemos à luz da tradição apostólica, dos santos padres da Igreja e da exegese católica traz o sentido último de nossas existencias.
8. É  tão extensa a história bíblica que a duração de uma vida humana é insuficiente para abarcar todos os conceitos, matizes e entendimentos e estas rimas mínimas pretendem , amigo leitor, com seu consentimento voltar ás origens do paraiso terrestre segundo o gênesis e sover consigo sua maestria e luz cristalina.

9. É natal mais uma vez vamos comemorar juntos o nascimento do principe da paz, e quando escrevo sobre esta matéria parece que sinto estremecer as teclas e um assomo de piedade e lágrimas afloram em meus olhos cansados da labuta desta vida marvada, mesmo assim continuo no afã de encontar o sentido da existência, minha, e se quiser me acompanhar nossa, quiça do mundo todo, pois as verdades eternas são para todos e sem exclusividade.



10. Em última análise é a verdadeira democracia com igualdade de oportunidades espirituais para todos que queiram se aproximar da fonte de justiça e beber o licor de um Deus humanado para rejuvenescer o espírito e abrasar o coração com as possibilidades infinitas que emanam do seu coração humano e divino.

11. Partindo da premissa certa que houve a criação, em períodos de tempos, como queria Agostinho, gênio e santo de Cartago, o fato é que existiu o primeiro casal  Adão e Eva, origem de todos os viventes. Deus vinha visitá-los todos os dias nas tardes de luz e poesia e eles eram felizes, tinham dons variados, eram imortais, gosavam do privilégio da ciência infusa e uma porção de qualidades que hoje só caberiam nos filmes de ficção, dado a tamanha amplitude de suas visões no habitat parasidíaco.

12. E as conjecturas são muitas, nada impede da imaginação trabalhar ao ver os animais de seu perímetro ao desfilarem em sua presença , nossos primeiro pai a nomeá-los com acertada precisão. Daí temos o rei Leão, as águias, as serpentes, aves canoras, elefantes, macacos, javalis, e tudo ali mansamente a serviço e a ilustrar o convívio ameno, sem falar das plantas, arvores, rios,fontes e regatos, frutas e tudo o mais.

13. Uma boa vida que levavam, por assim dizer, que nem as facilidades da  era da alta definição nióbica poderia proporcionar aos figurões  da atualidade encastelados em sua sindrome peterpaniana  indefinidamente. Bom, o almoço não sairia de graça, se houve generosidade da parte divina em contra partida, sem ser venda casada eles teriam ter que provar o merecimento...

14. É o feitio de Deus, que ao criar da argila o rei de sua criação, soprou nele um espírito de vida e incutiu o famoso livre e solto arbítrio. Sem mais delongas foi o que aconteceu. Numa manhã de sol radiante a serpente que ainda não rastejava - foi possuída por Lúcifer- o anjo decaído de suas funções que num assomo de soberba pretendeu sublevar a corte celeste, ocupar o trono de Deus. Saido perdedor da grande e primeira batalha, foi lançado pelo arcanjo Miguel, uma espécie de capitão da milicia eterea, para os infernos.

15. Com a permissão de Deus deu as caras lá no paraiso, por ser tão horrível e asqueroso serviu-se da cobra para seu intento maldoso e conversa vai, conversa vem se insinuou com nossa primeira mãe, ficou sua amiga e quando tinha pé da situação, destilou todo o veneno e veio a transgressão da ordem e com ela a aquiescência de Adão.

16. Daquele momento em diante nasceria o germe do caos propriamente dito, houve uma inversão de valores, a perda imediata de todos os dons, inclusive o da inocência, o que acarretou uma desgraceira geral para eles e todos os seus descendentes, no caso nós também e até o último homem do final dos tempos.

17. Do diálogo estabelecido entre  Adão, Deus e a  Serpente deduz-se que o criador primeiro ouviu as razões  de todos, depois julga com sabedoria, só em seguida estabelece o prêmio ou a punição. Dado a extensão da desobedência e contrariação dos planos da criação, ficou ajuizada a expulsão de Adão e Eva do paraiso terrestre, e com ela adveio em borbotões todos os males atrelados ao caso e ponto final.

18.  É próprio do feito do Grande e Único  Motor Imóvel  estabelecer uma segunda via aos seus desígnios eternos e num extremo de bondade,justiça e fogo , lá mesmo plantou uma inimizade eterna entre a serpente e a mulher, sendo que dora em diante ela armaria traições ao calcanhar  da mulher, em contra partida ela esmagaria sua cabeça infernal.

19. Passaram-se os tempos, relógios foram inventados desde a ampulheta, o do sol , bem mais na frente o de corda  até chegar  à bateria. Isto para dizer que vieram povos, nações, confusões, erros e acertos, enchurradas de lavas, dilúvio, Noé, novas conquistas do mundo novo, depois recaidas, novos absurdos, novas clarezas, velhas disidências, quase o poder das trevas cobrindo tudo.

20. Mas se os homens ...  engalfinhados em seus problemas e mundo pequeno esqueceriam as promessas in fieri, Deus não, e estava em curso observando o movimento das criaturas ora intervindo com fôrça, ora soprando suave brisa de esperança, ora no cativeiro, ora proporcionando aos seus seguidores bonança e vento fresco , aragem auspiciosa de um tempo que viria na hora certa do relógio magno.

21.  Abrãao, Isaac, Jacob,  David, os Macabeus e desembocamos em Jesus Cristo que veio resgatar  o mundo da dívida original, aquela que falávamos há pouco e que causou perdas e danos aos dois primeiros habitantes da Terra e por herança maldita a todos nós. O nome desta ação imprópria foi pecado original, que deu origem a todos os males antigos, atuais e futuros.

22.  E o seu reino não era, não foi, e não srá definitibamente deste mundo, a historia subsequente ao seu nascimento, infância, vida pública, milagres, prodigios, pregações, o desenrolar dramático da sua paixão, culminando com sua morte ignominiosa, revelando as intenções divinas, e as reparações perfeitas e o cumprimento à risca das profecias.

23. Jesus assumiu a carne humana e nesta condição ofereceu a reparação devida ao Padre Eterno pelo grande e primeiro erro da humanidade, ao ressuscitar abriu as portas do seu reino para todos os homens graças aos méritos adquiridos no gólgota salvífico.

> Infere-se daí que a 1ª era  foi da justiça, a 2ª do amor e a 3ª e última do fogo do Espírito Paráclito, configurando o mistério da Santíssima Trindade.

24. Antes  num golpe de mestre preservou sua mãe em sua concepção no seio de S'antana de qualquer imperfeição ou mancha primeva, cumulou-a de graças especiais, fê-la imaculada, conservou sua virgindade antes, durante e depois do parto, explêndido sinal como a raio de luz atravessa a vidraça sem quebra-la. e num assomo de graça e misericordia deu-lhe a missão de ser a nova Eva e Ela doçura e esperança sadia da sua raça humana devolveu ao anjo Gabriel o seu sim de co-redentora.

25. Em tudo e por tudo o relógio imperceptível do tempo ao pontuar seus dias, horas cumpriu as escrituras, cumpriu ponto por ponto ao que profetizou Isaías: " Eis que uma virgem conceberá e dará a luz a um menino que se chamará Jesus Cristo, o Salvador."

26. E no status presente eterno de Deus, a mulher esmagou a cabeça do réptil, e ele anjo decaído de sua beleza, armou ciladas ao seu calcanhar... ao longo de toda a história, hoje em dia, no futuro e até a consumação dos séculos.

27.Uma história que terá final feliz, após as mutações do tempo, após as consternações gerais, após as comoções instantâneas da mãe terra.Ela, a Virgem Maria Santíssima num grande apoteótico e apocalipso final: esmagará definitivamente a cabeça da serpente e, encaminhará seus sequazes para a danação sem fim e os eleitos dos quatro cantos da terra à bem aventurança eterna, e no cômputo dos arcanos se encerrará o ciclo de vida na Terra.

28. Então hoje, a ampulheta do tempo mais uma vez disponibiliza para todos que queiram usufruir das benesses do verdadeiro natal, as graças, os entendimentos e o valioso fomento espiritual totalmente formatado no tom da cor âmbar . Você meu amigo que considero não pode ficar fora dessa, não!

29. Tudo o que acontecer de bom nesta terra, a partir das perspectivas maiores, tendo como certo o ideal da criação, a paz que almejamos, a justiça plena serão sempre um pré-figura de uma outra realidade: a vida eterna, pois não sou eu que diz, mas um Deus pleno de razões que amou cada um de nós a ponto de entregar seu filho unigênito nas mãos  de algozes, após o que atraiu a si todas as coisas.

Um feliz e santo Natal, onde todos os seus sonhos se tornem verdade!

Helder  Deluzia Alvim









Postar um comentário