segunda-feira, 22 de maio de 2017

Brazil, got off with the rigth foot

                                    BRAZIL, GOT  OFF  WITH  THE  RIGTH  FOOT
1.    O Brasil, um pais continente de dimensões que  cabem no sonho latente de liberdade e bem comum de  207 milhões de brasileiros, de riquezas in natura artis, de flora e fauna exuberantes, de serras, mar,  praias, planícies, vales e montanhas, cidades, sertão e interior,  celeiros de grãos, de potencial sustentabilidade econômica e social, de povo lhano, hospitaleiro e batalhador, de fé emoção e razão a flor da pele. De uma miscigenação fabulosa, terra prodiga em amor, compreensão e solidariedade, de inegável esperança de dias melhores para sua prole, que sabe tão bem agregar valores externos, e sobretudo compartilhar seu pão com os demais povos do planeta.
2.   Hoje se vê tomado pela avalanche pavorosa da sua crise sistêmica, moral e conceitual, mas que em determinado momento  percebe em sua intuição peculiar que precisa se mexer, expurgar de seu quadro a politica torta, almeja um novo tudo, transpira em suas veias a  renovação total, grita, geme e chora lágrimas de sangue, carrega sua cruz, mas mesmo alquebrado, falido, destituido de sua legitima democracia, ainda encontra forças, alento e graça no afã da grande renovação nacional.
3.   Ele a duras penas aprendeu que não é um discurso eleitoreiro que vai fazer a diferença primordial, mas sim o senso comum de seu povo. Ele já disse no ano de 2013, presente, passado que seu futuro não vai passar pela mão da demagogia, ele está distinguindo bem os lobos vorazes das verbas publicas, travestidos em peles de ovelhas, ele conhece muito bem os Judas Iscariotes que se macumunaram em proveito próprio ou partidário.
4.   Ele quer afastar o quanto antes esta perniciosa politica de levar vantagem em cima do erário de todos os brasileiros. Ele quer a reforma politica para ontem, a transparências das contas publicas, e acabar com esta mania deletéria de enriquecimento ilícito, Já chega da pilhação destes novos corsários pós modernos da injuria publica.
5.   Na verdade esta velharada politica não está com nada, precisa sim desocupar o trecho e deixar que o novo espirito nacional, baseado nas leis constitucionais e no senso comum empírico norteie de hora em diante seus desgnios de nação nova, arejada e eficaz.
6.   Ele, o Brasil que amamos com todas a veras do nosso coração merece rumos diferentes, gente ciente de suas responsabilidades cívicas, pessoas comprometidas irrestritamente com seu bem comum maior, e não esta corja de aventureiros de plantão, em que tudo o que tocam vira cinzas e para obterem vantagens escusas, corrompem e são corrompidos a torto e a direito e só não quebraram o pais porque o mesmo consegue diluir suas crises em seu solo cor de anil. O Brasil só será grande, livre, solidário e sustentável quando a classe politica for originaria do seio do povo e governar para todos, e a sintonia prevalecer ás querelas partidárias, quando exorcizar  de seu quadro esses e essas que enxovalharam a bandeira nacional e a constituição federativa, quando abrir espaço para as mentes novas, intuitivas e de futuro inquestionável, de lhaneza presente, de passado fundamentado no bem querer da população.


           It is vital to get off on the right foot with Brasilian public relations.

           Deus Salve o Brasil !!!
     
           Abraços de união,

           Chaia Alvim Helder

           Poeta minimalista


           São Paulo, 22/05/2017
Postar um comentário