terça-feira, 31 de março de 2015

C i c l o s

                                                                                                                                  C i c l o s
1.        Indubitavelmente o que vale hoje em dia no universo tecnológico  é uma tese praticada em que reduz propositalmente  a vida útil dos produtos que locupletam as estantes e prateleiras das lojas, é um descarte após descarte, e as industrias lucram com essa jogada de marketing, levando o consumidor a uma busca do recente do mais recente gerando um grave problema ambiental.
2.       Um notebook, um smartphone, um televisor, uma geladeira, um automóvel que poderiam durar mais tempo, logo são preteridos e um modelo novo aparece, é fato passado, e no momento que escrevo estes versos desaforados, não vazios de sentido, a engenharia quântica está inventando novas versões mais arrojadas para o público alvo, ou seja, nós!
3.       Penso no agora, no ontem, no amanhã, e o quadro que se delineia raia as beiras do absurdo, e pergunto para que tanta coisa oferecida, se a felicidade de situação encontra-se na conversa amena, no calor de um abraço, no coração que bate no bem querer?
4.       Olhando a vida das gentes de dentro para fora, vejo que a simplicidade nunca sai de moda e necessário será um toque de outro jeito de viver, se quisermos sobreviver a esta hecatombe tecnológica que se impôs...
5.       Na era dos add- nos, dos  selfies da precificação, dos whats App da comunicação, Voip e Skype muito se evoluiu em tempo real, muito se diminuiu em alma espiritual.
6.       Arquitetaram lá atrás o termo ‘obsolescência programada’ uma espécie de teorização prática do consumo de bens tecnológicos que colocou na mão dos brasileiros em torno de 2 celulares per capita, ah, há ah!
7.       São produtos programados pelos fabricantes para durar menos, e quanto  menos vida útil melhor para seus intentos de precificação.
8.       Insisto na ideia, que não foi minha mas colhida de gente sensata, plugada no bem comum maior do planeta em que vivemos, gente que vai construir na Europa 70.000 kms de ciclovias interligando muitos países.
9.       A teoria enunciada, de conhecida perversão, materializa-se na prática, influencia a vida e o bolso das pessoas, descarta quase tudo, e a consequência de um mundo entulhado de chips e afins, aliás, produtos que poderiam durar mais e com isso minorar crises desiquilibradas do eco sistema.
10.   O consumo hoje, é o grande responsável pela poluição visual, sonora, e estratosférica, fere a própria dignidade humana, e gera reações pessoais e coletivas de uma periculosidade global.
11.   O ter em prejuízo do ser... se não houver um movimento asséptico universal o planeta implode mesmo.
12.   O combustível fóssil, a era industrial são realidades tristes que enfumaçam a grandes metrópoles, e em pensar que poderiam existir outras formas de locomoção sustentáveis sob todos os pontos de vista, jeitos de ser diferentes e mais naturais que não ferissem tanto a mãe Terra dos homens.
13.   Então nós que vivemos sob o signo de um planeta devastado, que nos arrastamos sob os ciclos de uma tecnologia mal arquitetada, temos  à mão a inteligência e a capacidade de recriar outras formas de viver em sintonia com a natureza.
14.   E isto acontecerá quando os dirigentes mundiais num esforço conjunto institucionalizarem O Bem Comum Maior Inerente a todos os habitantes da terra, sem exceção.
15.   Quando finalmente surgir na curva da história gente com largueza de vistas, amor no coração, paz nas mãos e isto mudará de vez estes dias caóticos em luz imensa de bondade.
16.   Surgirá uma plena manhã, um meio dia auspicioso, uma tarde amena e noites infindas de prece, parece!
17.   Estará o mundo passando de ano e se ingressando na era do Pater, aquela preconizada às margens do mar de Tiberíades por ninguém menos que o grande Poeta dos Versos Perdidos; ‘ Amai-vos uns aos outros...’ Então raiará a Grande Era da Realidade Concêntrica do Bem Maior, e hálito fresco dos arcanos purificará os quatro cantos da terra dos homens elevando-a  á condição de herdeira do trono do Cordeiro, aquele que tira o pecado do mundo e traz boas notícias...

Helder T C Alvim
São Paulo, Brazil

Páscoa de 2015
Postar um comentário