segunda-feira, 11 de agosto de 2014

visões de Horeb e a fase Eliática...

visões de Horeb e a fase Eliática

1. Muitos me intercalam em suas projeções de prosa animada e me arguem sobre as citações do mundo bom das certezas empíricas, objeto dos encômios dourados deste bogger que se intitula  mínimo, e despeja 365 dias de poemas neste espaço franqueado interativo do Google Soberano,vejamos a que remontam estes versos escritos ao amanhecer, o mais das vezes na augusta paulistana, a que chama insistentemente alguns para sonhar, outros realizar sonhos loucos, uns poucos aquilatam a situação real desta res publica bar zileira das reticências em tom menor.

2. Há muito que seus dirigentes teimam em traçar-lhe rumos destoantes de sua vocação histórica, de sua grandeza de pais continente, de suas iguarias de safras recordes, de sua intuição nata, de sua hospitalidade generosa, de seus valores cívicos e sobretudo de seu pendor psicológico e religioso incomuns. Não foi diferente nos tempos de Moisés e sua gesta de conduzir o povo eleito ao manancial da promissão, não foi diferente na época do profeta Elias, e tantos outros que queriam o bem comum maior à Terra e muitas da vezes encontraram cervizes duras, avacalhações de espirito e a intervenção perniciosa do anjo decaído.

3. Ah! convido a irmã e o irmão a viajar comigo ao Egito antigo e ler um pouco do que anotei displicentemente, e se for bom vai valer a pena esta pausa afim de entender onde quero chegar, não sozinho, não impondo opiniões, não apertando as palavras, não sufocando aspirações, pois nossa amizade viraria uma espécie de nó, bem longe do que deveria ser: um laço, simplesmente um laço e nada mais!

4. Monte Horeb, palco de importantes acontecimentos fez história e delineou o curso do rio perene da alma em contraposição à matéria efêmera e vazia quando não enxerga o panorama empírico que o Criador destinara à sua trajetória com vista ao reino do outro mundo, aquele que nem as traças e os ladrões abocanham para si.

5. Monte Horeb, que também  viu um dia, entre raios e trovões, Moisés escalar seus 2.885 metros de altitude numa atitude serena  para se entender com o Deus dos exércitos celestes, e receber dele o códice máximo ou saltério de dez cordas, também contemplou o profeta Elias e sua façanha inusitada de 40 dias de reclusão em sua presença. 

6. Este monte ancestral, e sua planície de ar-Raaha, e a noroeste de outro monte famoso de nome Safsaafa, viu ao longo dos séculos, santos e peregrinos pisar seu chão santo, contemplar seu brilho, intuir seu movimento, entre os ilustres está a imperatriz Helena de Bizâncio.

7. E de seu cimo sagrado, Moisés e Elias, estes gigantes do imponderável, vislumbraram o ambiente certo da humanidade e entoaram uma prece neste sentido que até hoje está atual, de uma atualidade mais premente a medida que a apostasia geral afasta-se  do bem comum maior, fecha a única porta salvífica e acachapa  a terra inteira com o hálito mal do tinhoso, inimigo toda a verdade e de todo o bem. E o homem poderia estar à frente desta tecnologia dos neutrinos enriquecidos se ajustasse sua vida aos anseios de Moisés e Elias e deixasse de ouvir a rainha má Jezabel e suas flanações do consumismo e ego exacerbado de sensualidade e selfies existenciais.

8. A medida que o tempo passa, isto vale para os dias, semanas, meses contemporâneos, passam com ele ventos impetuosos de ceticismo, que desfazem montanhas, e quebram os rochedos. Sobrevêm terremotos de intolerâncias, fogos de guerras cruéis vitimando inocentes. Então é de se supor que um dia qualquer desses virá o murmurio de uma leve brisa anunciando a parusia do mundo bom...

9. E a humanidade subirá mais uma vez o Monte Horeb para ouvir o 'que Deus irá falar, a paz que irá anunciar, a salvação dos que o temem estará próxima e a gloria habitará em sua terra.' Então a verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz se abraçarão, da terra brotará a fidelidade, e a justiça olhará dos altos céus, o Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos dará suas colheitas, a justiça andará na sua frente, e a salvação há de seguir os passos seus.' Ou seja será a era das certezas empíricas por excelência, de fato, verdade e direito. O que for bom para um ser humano será igualmente bom para todos indistintamente...

10. E o Eclesiastes canta e canta forte a sua sonoridade de mundo bom ao se  dignar  visitar estes versos e fortalecê-los na espera e o poeta maior, quiça Salomão com a sua sabedoria própria deita uma luz de brilho diáfano ao retratar em palavras: ' ... Quem machuca um olho, dele faz cair lágrimas, quem magoa um coração, nele excita a sensibilidade, quem lança uma pedra aos pássaros, fá-los fugir, assim quem insulta o amigo rompe a amizade...' 

11. Meu Deus transformai as lágrimas de hoje em esperança de amanhã, a noite de trevas em um dia de sol, a tristeza das guerras em paz duradoura, a sensibilidade em coragem, o desânimo em  fé, fazei que o mundo se mude em um viveiro universal de ações profícuas, e que o elo do sagrado e do profano se unam para o bem do povo e a felicidade de um novo tempo de concórdia, bem estar, justiça, bondade e em uma boa semente de um céu feliz... Tudo o que destoe disso é trocar seis por meia dúzia.

12.Oh! Deus dos desamparados, se o  mundo de hoje está de pé a cabeça, faça voltar o certo, afaste de nós o errado, enfraqueça o poder do mal, fortaleça o bem; ponha, Senhor nosso de cada dia, ordem na casa humana, reúna aqueles que optaram pelo seu reino num só rebanho, num só pastor e conduzi-os às paragens da promissão.

13. A corte celeste é mais potente que estas maldades hodiernas, afinal todo ser humano um dia deverá aportar em seu juízo particular... Enviai o seu espírito para renovar a face e o interior deste planeta terra, para realizar as promessas do Pater e da Mater Misericordia! É  o que  vos pedimos, senhor Deus de Moisés, Elias e João Batista!

14. Santa Chiara clareai o horizonte deste mundo, reformai a seu molde as pessoas, confundi as aparências do mando,  reconstruí  nas  almas  o  verdadeiro  sentido  da  vida.  Abri  os  olhos  dos  jovens, preservai a inocência das crianças, dai ânimo aos adultos e projeção de bem estar aos idosos. 

15.Tão bom seria oh! virgem e santa Clara, que se dignasse mover a arcanologia no sentido de uma intervenção Eliática neste momento de trevas e quase total esboroamento geral da fuselagem animico - empírica. Confiamos na sua poderosa interseção pois estás antenada nos meios de comunicação, oh! nossa padroeira da averiguação do mundo bom das certezas perenes! Assim seja conforme a prescrição de Deus!

abraços de união!
Helder Tadeu Chaia  Alvim


Postar um comentário