segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

esboroamento da fuselagem

O Esboroamento da Fuselagem

A. E a visão momentânea do caro citadino continua, protestos e mais protestos desta vez em tom de arruaça assomam no horizonte da Copa. A avenida mais Paulista de todas e a praça da Republica, dois viéses nervosos que medem a oscilação humoral de um grupo que parece não saber o que quer realmente, uma vez que os mecanismos do poder estão em Brasilia e não aqui, e na maioria dos casos o alvo da depredação são instituições privadas, e o confronto improdutivo entre polícia e manifestantes só depõe contra o exercício da legítima democracia e desgasta a sociedasde.

B. O referendo popular sobre a Copa do Mundo não veio ( e será um magno evento para 'estrangeiro ver',diga-se de passagem que a Adidas estampou em camisetas um motivo sexista e despropositado - a maioria do povo não terá acesso aos ingressos)enquanto isso do lado de cá para a platéia a educação está entregue às traças, o transporte publico não tem a qualidade esperada, a seguranção é falha em vários pontos, a desvalorização do real afeta o bolso de muita gente, a saúde sim é caso de polícia e a valorização dos servidores públicos está na escala mais baixo na atual administração federal. A juventude entregue às más influências das drogas não tem respaldo na sociedade consumista. Seus legítimos anseios que só seu coração produz no frescor de uma idade laureada de boas intenções perderam-se no lusco fusco de ocasiões vãs.

C. Ah! ainda bem que a copa das poucas árvores que restaram continua emsombreando a todos, e que é o melhor oferecendo aos citadinos sua sombra aprazível na gratuidade inerente à sua natureza.Foi sentado à sombra de uma delas que o nosso consulente imaginou num dia desses um Brasil diferente, o seu país de uma potencia que ainda não emergiu, que anda cansado da nomenclatura política, que esbarra no ensaio desproposital de uma comoção social sem precedentes se ele não acordar a tempo deste pesadelo para voltar a sonhar sonhos que pode realizar em prol do bem comum maior.

D. E ele continua pensando sózinho que 514 anos distam do descobrimento e a nação canarinha acariciou tanta gente na abastança de seu sertão iluminado. Ela desde o começo assistiu esperançosa o esforço clarividente de Nóbrega e Anchieta, as capitanias hereditárias, as entradas e bandeiras, os terreirões coloniais de São Jorge, do cruzeiro, das azáfamas, carro de bois, fartura e muitos carnavais.

E. Ela presenciou a atitude de Araribóia, seu denodo ao atravessar a nado a baia de Guanabara e surprender o inimigo da brasilidade bem na hora do confronto final. Ela viu a realeza estabelecer-se em solo pátrio, a grandeza e caracter de Pedro II, o gesto nobre de Isabel. a redentora. A nação franziu a testa ao evidenciar a proclamação da republica, a mesma que de velha tornou-se nova a acumular enormes problemas de administração.

F. Em meio à onda contemporânea viu instalar em seu solo falsos conceitos, autoritarismos, ditaduras, revoltas sociais bafejadas de falsas soluções, aberturas políticas, toneladas de discursos nas tribunas, o poder mudar de mãos, e os velhos vícios retornarem com fome de dragão.

G. E hoje triste e acabrunhada a mãe pátria assiste do camarote secundário o levantar de protestos, o esboroamento geral de sua fuselagem, a corrupçâo da classe política, o abobamento de um povo consumista ao extremo. Ela vê que não satisfeitos seus inimigos não só solicitaram emprestado seu manto cor de anil, mas arrancaram sua túnica, defloraram sua jovem beleza e desfiguraram sua face...

H. A inovação em sua evolução própria e necessária traz na sua garupa um quê de mundo bom, uma revoada de melhorias que beneficiam a todos sem distinção, respeitando o esforço, o talento, as aptidões de cada um em particular desde que não desmereça o Bem Comum Maior inerente a todo ser humano criado à imagem e semelhança do Criador.

I. Mas, a consciência comovente da solidariedade vai salvar o Brasil, hoje presenciei um gesto iluminado por parte de um morador de rua da cidade de São Paulo ( e são tantos que beiram segundo estatísticas oficiais uns 50.000,00 ha). Pois bem neste frio gélido do início de junho eu vi um deles oferecer seu pouco agasalho ao seu amigo um cachorrinho vira lata, um gesto de alteridade que vale aos olhos de Deus mais que outros tantos programados auxílios nada!

J. A situação do Brasil somente vai ser solucionada num todo quando um gesto desses contagiar 207 milhões de habitantes em ação, e a fé começar a soprar uma monção iluminada com o hálito fresco de Jesus Cristo, senhor do tempo e da história. Nesta hora mil vezes bendita as teóricas cessarão de vez para dar lugar a era prática do Bem Comum Maior, por excelência,  na verdade, justiça e paz, sob a égide gloriosa da Rosa Mística de Eleição.

L. Podem apostar, uma era Marial, onde o amor que cremos, não será um amor sentimental e verbal, e sim um amor ágape, prático, comportamental, em última análise um amor empírico total.

Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário