quarta-feira, 26 de junho de 2013

'suas crianças destronarão reis...'


'suas crianças destronarão reis...'
1. E foi na gíria nossa: pá pum, o que muita gente não esperava aconteceu, um fenômeno raro nos céus iluminado pelo cruzeiro do sul, quando a reserva sadia e não corrompida da nação brasileira se aglutinou nas redes sociais, se levantou e deu às caras, alegre e patriota por aí a fora. Em muitas capitais e cidades brasileiras o Grande Sim da Brasilidade sobrepujou o Não da negação aos valores da sociedade enquanto pedras vivas de um presente ancorado no passado de suas tradições, já com vistas ao futuro próximo que o aguarda para a realização plena de seu porvir... 2. Mesmo enfeitadas estas palavras querem refletir este momento sui generis da vida brasileira quando surgiu na curva de sua história um Sim aglutinado, retórico, belo que em determinado momento se levantou com semblante alegre, olhar decidido, braços unidos, mente lúcida, pés patriotas e embargou a desproporção politica entre o povo e seus anseios legítimos e aqueles que legislam muitas das vezes em interesses próprios, partidários e nada a ver com nosso país. 3. - Mas... mas vem cá! - Vou sim ! - Como sói aconteceu uma geração na maioria bem jovem se posicionar decididamente a favor da construção dos alicerces do novo Brasil, altaneiro, justo, solidário e em tão pouco tempo desembaraçou as peias tremendas da politica absorventista do erário publico e barrou leis em curso, retrocedeu a tarifa e tudo o mais que está delineado em suas mentes raras e que encontra exequibilidade na prática com mudanças substanciosas de rumo... 4. Um caso especial para estudos da sociologia, uma tese para os especialistas no assunto, um susto para aqueles políticos acostumados a legislar em causa própria, um motivo a mais para o coração bater mais forte, no compasso de uma espera que se realiza aqui e agora tão repentinamente. Uma lição para os provectos e lendários, donos do poder e locupletos de discursos e riquezas alheias. 5. E desta vez não houve orquestras estranhas, nem tom desafinado, nem sonho em vão, mas a brasilidade apareceu, saiu às ruas de uma maneira forte e convincente, pois refletia os anseios de 200 milhões contra uma centena de dúzias de cidadãos mal intencionados, guindados ao poder e que não fizeram jus à sua dignidade parlamentar, muitos menos pensaram e agiram o Brasil no sentido maior do bem comum. 6. Uma brasilidade a todo o vapor assustando e assuntando 'os doutores' da política brasileira, das sesmarias desequilibradas e vorazes de verbas publicas, assistencialismo de cabresto e trocentas coisitas mais... E por incrível que possa parecer, a sabedoria dos jovens contagiantes causou um 'transtorno' benéfico e salutar, que a história registrará com letras de ouro e indeléveis na memória repleta de lances da maior importância nesta conjuntura nacional, todos contra uma meia dúzia de gente inescrupulosa e faltosa de patriotismo e brio nos olhos. 7. Foi preciso um grito para lembrar a eles seus deveres, para coibir sua ação danosa à pátria amada. Ah! amigos solidários deste blogger mínimo de poemas empíricos, os anciãos do 'templos político - modernos ' não contavam com esta reação à altura da grandeza de um povo e viram surpresos surgir na curva do rio um punhado numeroso deles, bem decididos gritar um Não categórico à corrupção, irromper em suas fronteiras de mando e cobrar a alto e bom som publicamente nas ruas e praças, capitais e interior, uma cobrança de indignação e basta à farsa de desmandos que já duravam décadas. 8. Foi um Grande Sim à brasilidade, a autonomia e equilíbrio dos poderes legitimamente constituídos e amparados pela constituição federal prevaleceu e começou a mudar os rumos do absurdo para a transparência nacional de tudo em todos, um Sim alvissareiro anunciando um novo tempo nascido no passado das tradições brasileiras, fincado pé firmemente no presente com vistas a um futuro promissor e de iguais oportunidades a todos os brasileiros. 9. Um Sim cheio de ousadia, pronunciado agora, defendendo a soberania brasileira, a sua imensidão territorial, a sua capacidade de gerir seu país, a sua diversidade cultural do tamanho do seu coração de gigante, um Sim, sim cheio de bondade, fé, calor humano, solidariedade, arrojo, determinação capaz de salvar-nos e a Nação Canarinha. E este sim e não de Junho de 2013 contagiou o Brasil, repercutiu mundo a fora e quer uma solene desforra contra tudo que nega sua brasilidade... Este sim aplaude o gigante e prepara uma cama de rosas à pátria de eleição!
Na era do olhar digital, icloud e afins tem gente que sonha acordada, tem gente que acorda para sonhar, e de lágrimas em lágrimas ao amanhecer de cada dia o gigante colhe este pranto colossal de seus mais de 207 milh~es de filhos e diz: ' vai raiar o dia do bem comum maior e abastança~será fato na mesa deles...'
  Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário