segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Na era de Bartimeu e o código 02...

1. A maré atual está no período mais baixo que já vi. O termômetro oscila, esquenta,esfria tudo num só dia, as notícias não batem, as assinaturas não conferem, e na sala de espera assombrosa da política o fenômeno osmose acabrunha as mentes e as alianças mais estranhas se apresentam diferindo do sentir da população.

2. Vale tudo, promessas, ofensas, e as idéias nulas ganham corpo de jurisdição, as novas sesmarias são hipoteticamente repartidas à revelia do eleitor desbaratado, as de ordem prática se pulverizam antes mesmo de adequadas, espalhando fragmentos de decepção geral no outro dia da eleição.

3. Vemos refletidos no pleito eleitoral de domingo dia 28/10/2012  uma abstenção colossal em torno de 19% mais 10% de nulos e brancos, totalizam-se 29%, uma cifra que fala por si, ou seja o eleitor parece acordar e acorda de fato e manda o recado que não aceita a corrupção que está em curso e sendo julgada pelo STF.

4. Não tenho partido ou entrevista, não almejo cargos, não milito em política, meu ofício é artesanal, operário das letras soltas - uma forma interativa de amar - amar o semelhante, o país e a humanidade. Que o bem comum prevaleça é o que almejam estas rimas mínimas, que a verdadeira democracia se estabeleça e torne forte e próspero o Brasil. Que a corrupção e o favorecimento não tenham vez e o povo unido na sua sensatez verde - amarela debaixo deste céu esplendoroso de anil viva contente.

5. São Paulo, a cidade que me agregou bondosamente em seu convívio de contrastes e diversidades mil, me ensinou no seu dia a dia a virtude da tolerância e dela extraio o pão da inspiração, o juízo da contemplação. E a atual disparatada situação bar zileira corta qualquer coração, indigna o cidadão.

6. Ela me faculta escrever sobre o movimento, e ao vento contrário enfuno minhas velas navegando neste blogger do Google que louvo e aplaudo. Há quem diga que 'a voz do povo é a voz der Deus', creio nisso e não nas pesquisas de opinião, na propaganda maciça, dispendiosa e desnecessária que envolve a Res Pública e muitas vezes não corresponde a realidade dos fatos.

7. Na metrópole paulista esta averiguação veio à tona sob os olhares do eleitor consciente e o grito silencioso das urnas se fez ouvir sobressaltando o TSE. Vamos aos números divulgados pelo Diário do Comércio: 

>  Votos  para  Haddad:  3.387.720   Votos para Serra: 2.708.768     Abstenções  1.722.880  Nulos: 500.578 Brancos: 299.224

Então a soma fica assim: abstenções, nulos e brancos: 2.522.682. 'Os votos dados ao tucano Serra mais os brancos, nulos e abstenções somam: 5.231.450, superando os do petista Haddad em 1.843.730 ( fonte: Diário do Comércio Ano 87 nº 23.739- SP 27,28,29 de outubro de 2012).O leitor intuitivo vai tirar suas conclusões e compartilhá-las comigo.

>> Cabe aos analistas políticos a palavra final para explicar por exemplo porque o Lula não conseguiu eleger prefeitos em: Diadema, Campinas, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza e Manaus e qual o impacto do julgamento em curso no STF nas próximas e futuras eleições.

8. Apesar de discordar da posição ideológica do partido em que Fernando Haddad está filiado,o PT, reconheço que as urnas soberanas o legitimaram para ocupar o cargo de prefeito da maior metrópole da America Latina, uma extensa e populosa cidade com desafios maiores que sua jurisdição territorial: saúde, educação, transporte e segurança carecem de uma reformulação imediata, sem contar a assistência aos deserdados da sorte, os moradores de rua, que se encontram numerosos, aos milhares numa situação deplorável, abaixo de sua dignidade humana.

9. Ademais tem as promessas de campanha, a questão veicular, as passagens de ônibus, creches e hospitais, sem falar da negociação da dívida da cidade de São Paulo com a União. Considerando que a corrida presidencial começou no dia 28 p.p, o mapa político redesenhado toma outras proporções e as alianças dos bastidores já se encontram em curso, desconhecida o mais das vezes pelo homem do povo, cidadão que paga impostos.

10. Também blasonar vitórias seria temerário na atual situação política intrincada do mensalão e se coloca como dever primordial da oposição, uma seriedade, uma reflexão muito além das querelas partidárias, uma análise onde fracassaram e como equilibrar a balança da democracia brasileira sem ferir a constituição e suas normas consuetudinárias.

11. A era Kassab da despoluição visual terminou, bem como passaram muitos políticos por este solo paulistano, foram-se Ademar, Covas. Hoje é vez e a hora do jovem Haddad mostrar serviço. De descendência libanesa começa a cativar o povo paulista. Vamos aguardar sua performance e atitudes, e a que realmente veio. Será  o homem novo ? Para enfrentar as velhas heranças da república assistencialista?  E implantar um tempo de cooperação mútua da sociedade paulistana? 

12. Será que o novel prefeito vai se dissociar da mídia política? Das mazelas do mensalão? E ter em mente em suas ações que em São Paulo 2.522.682  eleitores descontentes estão de olhos bem abertos em sua administração? Que a era on line da alta definição açambarca e esmiuça bytes e corações? Que tem a missão de desfazer a imagem da irmandade entre política e corrupção? Tudo isto é o que passa na cabeça de 8.619.17 eleitores pensantes, atentos e preocupados com o rumo desta cidade nação de todos os povos: a São Paulo que amamos.

13. Por este Brasil afora já desfilaram generais, civis, Geisel, Juscelino, Getúlio, Fernando Henrique, Luis Inácio entre outros, e atualmente a primeira mulher a ocupar a cadeira presidencial: Srª Dilma Houssef, de reconhecida capacidade e influência internacional. Por este Brasil Brasileiro existem fôrças de generosidade e heróismo incalculáveis, existem riquezas morais e minerais, existem tradições, fé e devoção à Virgem negra de Aparecida arraigadas na alma deste povo gentil e hospitaleiro.

14. Jesus de Nazaré, estava um dia de céu claro em Jericó, e à beira do caminho, sentado na sua solidão encontrava-se o cego Bartimeu, o filho de Timeu, ele, sem cerimônias, começou a gritar fazendo um alarido forte, um apelo desesperado que logo chegou aos ouvidos atentos do filho de Deus, uma sonoridade de esperança brotou dos lábios divinos do Nazareno. Em seguida  Timeu foi curado  e passou a fazer parte dos discípulos e seguidores do mestre: 'os do caminho'.

15.Ao Brasil, sentado à margem da história, ao brasil açoitado, ao brasil sem rumos definidos cabe a prece de Bartimeu: 'Senhor que eu veja!' Que vingue a verdadeira proporção entre nação soberana, povo cordato e sua alma de eleição divina!

16. O brasileiro anda esquecido do principal, corre atrás dos acréscimos do código zero dois, vira as costas para a chama da fé, vilipendia a honra, parece deitar-se calmamente em sua cama de prego, não nega as consequências, vive na aparência fátua de suas passarelas.

17. O mais o tempo se encarregará de empurra-lo para a glória ou para o ralo da história, a ele  nada passa batido, nada fica escondido, ele sonda rins e corações, ele traz monções, tempestades, dias chuvosos e manhãs de céu claro...

18. Acorda nação de seu sono letárgico, siga o caminho traçado pela providência, eleve teu coração da terra e o ponha na luz do mundo. Deixa de ser cúmplice de políticos inescrupulosos, faça florescer em seu solo dirigentes comprometidos com o seu bem comum, Oh! doce mãe gentil, deixa de ouvir palavras vazias e siga aquele que só tem alento de vida plena!

19. No entanto é de domínio geral que somente a história emitente de juízo inenarrável e universal está acima dos fatos, pessoas, governos e nações, e corroborada pelo tempo soberano detém a última palavra imparcial e definitiva. 

20.( ?) E esta interrogação silenciosa das urnas de pleito eleitoral encerrado há pouco não lhe passará despercebida. Ela parece dizer;' ad quo ibimus'? Ela parece em seu grito mudo torcer, rezar, clamar com Simão Bar Jonas: 'Domine, salva nos quia peribimus!' E augurar ao novo prefeito de São Paulo a disposição de alma de Bar Timeu: 'Que eu veja!': a verdade, a justiça social e a auto determinação dos povos... tão escassas!


Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário