quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Drama x Luz em Campos Elísios Paulista

1. Que nome mais esquisito o de cracolândia, vulgo cidade ou espaço, local do crack, fica situado entre os bairros  Campos Elísios e Luz na capital Paulista. De cara olha o contraste com a São Paulinho antiga  que ao nomear seu bairro residencial faz uma alusão à avenue de  Champs Élysées, talvez. E o bairro da Luz , cortada pela então estrada de ferro Sorocabana, quanto não viu do glamour dos barões do café?

2. No entanto tudo acaba e o  giro gravitacional da elite virou para outras bandas e estes bairros jazem hoje no esquecimento e nem têm saudades daquele tempo, pois obviamente não conheceram a não ser pelos cartões postais e as raras imagens de museus e pesquizadores dedicados.

3. Hoje o que se ouve por lá é o estalido da pedra maldita que aprisiona ao seu trago gente de todas as classes sociais, idade, sexo e condição monetária, afetando na maioria das vezes aos mais desapercebidos da sorte, ou seja como pudemos observar é uma viagem medonha para passar desta para a pior. Vejo com expectativa das melhores esta ação conjunta da Prefeitura e Estado de São Paulo visando coibir e desestabilizar o tráfico e consumo de crack na região.

4. Como noticía  a imprensa a ocupação policial é ostensiva e vai dar resultado duradouro se após este primeiro passo facultar tratamento aos dependentes, assistência psicologica ao seu drama, e abrigo seguro. Então o 2012 para eles começou bem e abriu uma oportunidade sem igual para sua readaptação à sociedade. Assim é que a população quer ver a política efetiva e acionada a favor dos desvalidados e quase sem uma réstia de esperança.

5. Fôrça São Paulo, estamos contigo e apoiamos alegres e alvissareiros esta sua iniciativa. Agora vai! E para o bem do povo e felicidade de novo. Já chega de gente, irmã nossa, morrer antes de ter vivido o seu destino plenamente, não parece justo que uma pedra demente ocupe na mente humana o lugar de sua família, sua pátria, seu Deus e seu amor próprio. Pois em cada tragada um minuto a menos de vida, em cada baforada o começo e o fim de suas potencias cognitivas e emocionais.

6. Por isso em coro insistente bradamos em conjinto com todos os homens de boa vontade: Sagrado Coração de Jesus, fornalha ardente de caridade -  tão próximo  deles no seu santuário na Luz- alumie estes irmãos nossos brasileiros . E conduza-os definitivamente de volta ao aprisco da verdadeira paz e recontituição familiar e pátria.

7.  E que todas as autoridades civis, políticas e militares, todas as pessoas envolvidas direta e indiretamente nesta empreitada heróica e solidária,  saibam que a São Paulo  está orgulhosa de vocês todos e se a ação continuar sem esmorecer, será um exemplo a seguir em outras regiões afetadas, e que  possamos num futuro próximo chamar a atual zona  problemática em :  Nova Canãa, Roselândia, Mundo Novo e tantas outras nomeações.

8.  No primeiro ato drama x luz:  a claridade de vossos atos a favor deles sairá vencedora e afugentará as trevas da pedra da maldição e em seu lugar jorrará fachos e mais fachos de luminosidade de suas mãos que oferecem generosamente as rosas das oportunidades perenes, o abraço do calor humano, a fé no coração de Deus, a esperança de um mundo melhor e mais unido.

9. Sendo que de nada adiantará espaventar os dependentes daquela região em questão, por motivos alheios à sua recuperação, migrarão para outras - como tem acontecido - e a poeira vai para debaixo do tapete. Ações efetivas devem ser duradouras e a longo prazo, pois  o problema virou uma questão de honra e a sua completa solução é do interesse não só da comunidade local, mas da cidade, estado e nação brasileira.

10. Não é porque a copa de futebol está batendo à nossa porta com perspectivas outras, e sim porque a urgência e a  situação chegou num ponto inaceitável e está em jogo vidas humanas, irmãos nossos brasileiros. Este é um ponto em que ou agimos ou soçobramos na omissão sem perdão.

11. E a história, crítica ferrenha da vida registrará os créditos ou variações devidas. Tudo depende da continuidade, atenção e pulso firme nesta atual  e triste conjuntura que se instaurou a partir do consumo coletivo da pedra maldita. Deve haver por parte do grupo envolvido, política, policia, comunidade caridade, muita caridade e pena dura  aos propulsores do crack.

12. Será que aquela que tão bem se tornou a condutora do destino de milhões de brasileiros, vai desamparar os doentes dependentes  em seu fracasso e drama pungente? Não será possível que se deixará levar por esta onda passageira e deletéria, mil vezes não! Sim porque as palavras de Cristo são perenes e podem perfeitamente ser veiculadas e colocadas em prática pela maior e mais pujante Urbe da América Latina, visitada anualmente por milhares de turistas daqui e lá de fora, possuidora de conglomerados industriais, financeiros  e de serviços de perder o fôlego, detentora de um pib invejável, solo das mais respeitadas instituições de ensino do país, dentre as quais a Usp desponta como sua menina dos olhos.

> Então Jesus da Galiléia disse em tom amável e conciliador: 'Tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber, estava nú e me vestistes, peregrino- em minha dor - e me acolhestes...'

>>  As chagas da minha cidade  que amo, e a cidade de todos os brasileiros, e outros advindos do exterior, expões suas chagas abertas e pede socorro. Não podemos ficar surdos  as seus apelos veementes e desesperados, não é justo que aquela que sempre foi arrimo de vida de tantos se quede amuada e ferida e não possa se restabelecer destes golpes da sorte ao contrário.

>>> Ela não vai capitular ante a sanha maldita desta substância química, que rouba a vida, o sonho de muitos e muitos e aniquila o corpo e o espírito que deveriam viver simplemente, acordar de manhã, ir para o trabalho, e folgar nos fins de semana, privando com sua família o pão e a oração ao redor de seu santuário doméstico único e caloroso: o lar, os parentes, os amigos, seu bairro, a missa do domingo, a procissão da santa, a páscoa e todas as alegrias legítimas que são reservadas àqueles que trabalham de sol a sol  e não esquecem de cultuar a alma, o mais belo presente que Deus infundiu em sua criação, pois torna o homem herdeiro do céu e de suas  maravilhas empíricas.

>>>> Por isso é inaceitável que seres humanos vivam amontoados nos novos navios negreiros das esquinas paulistanas e não tenham o pão, esperanças de um dia melhorar sua condição social , rir um riso solto, curtir sua existência, mesmo passageira, mas se bem vivida de acordo com os dez mandamentos os farão semelhantes aos anjos e santos bem juntinho do Deus das Luzes.

Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário