terça-feira, 25 de outubro de 2011

O naufrágio da identidade pessoal

1. O século XXI é caracterizado por avanços descomunais na área da comunicação, temos a Apple de Steve Jobs na vanguarda da popularização on line, inquestionável talento que materializou,trazendo das nuvens um novo fazer do sistema de informações,simplificando ao  extremo, possibilitando a milhões de usuários tocar nas ferramentas da alta definição

 2. Século atípíco este nosso, o Oriente médio balançou com sua revoluções populares e puniu com fôrça seus antigos líderes totalitários. A Europa se debateu em crises financeiras, os USA esteve às voltas com sua crise imobiliária sem precedentes,o Brasil acordou estarrecido com tanta corupção em sua política doméstica,advindo na maioria de partidos que propgnavam a causa popular.

 3. O tema do Enem focalizou a postura diante da redes sociais no âmbito pessoal e público, agradou a maioria dos canditados.O mundo já não é mais o mesmo das décadas atrás. Está sôfrego de adicionamentos e nem sabe para que servirá tantos contatos de primeiro, segundo e terceiros graus. Deixou-se abduzir pela era virtual  avançada, pelo inter relacionamento  a prejuízo dos moldes antigos de amizade.Hoje tudo encontra-se ao alcance de um clique e distante, bem distante das monções antigas da consideração. que fizeram a beleza de gerações,que fizeram as delícias do mundo bom, que à porta da casa, deixavam-se ficar em conversas amenas e gostosas assistidas pelo luar do sertão amado.

 4. Outro dia estava numa roda de bate papo descontraida,o Piauí,o José Rosa, o Mauro da padaria, o Ivo, eu e  mais alguns outros amigos, a conversa corria animada e informal,ríamos do jeito brincalhão do José Rosa,da sua  noiva,a Ritinha prometida que não chegava nunca na capital, lamentava ele e etc etal. Um dos convivas pediu licença e disse que tinha que voltar para sua casa para adicionar outros no seu facebook.

 5.Rss, rrs e mais r r s s s , comentei para que tantos contatos virtuais,se a essência tava ali na mesa de bar e bem à frente de seus olhos e ao alcance do seu calor humano.O Diário do Comércio diz em Logo dia 19/10/2001: "Facebook pode alterar seu cérebro."E explana: " Estudos com voluntários colocados em um scanner tridomensional demonstrou que os usuários do facebook apresentam estruturas maiores e mais densas em três áreas do cérebro quando vinculadas a uma grande lista de amigos em comparação com os que têm poucos amigos.


 6. E continua a matéria: " As três áreas são relacionadas com a capacidade de socialização.Para os cientistas daUniversity College London ( UCL), onde foi feito o estudo,isso mostra que a mente do século XXI, seria quase infantilizada, caracterizada por curtosinstantes de atenção, sensacionalismo, incapacidade de enfatizar e identidade pessoal instável."

 7. Não questionamos os ditos avançamos da modernidade, mas não vemos com bons olhos o menosprezo às coisas antigas, às amizades duradouras, as belas parcerias das conversas, a consideração e apreço pela  família e circulos tradicionais de convívio conservador.

 8. Este pool das redes sociais, planifica conceitos, causas embaraços irrreparáveis à sociedade, o olho gigante e perscrutador do sistema vigia, adiciona amigos dos amigos de nosso amigo, descarta a torto e a direito laços de solidariedade e bondade, e este movimento de insatisfação,surprêsas e descobertas, torna-se anti natural podendo causar hoje em dia problemas psicológicos sem precedentes. 


 9.É a vida moderna,com seus avanços surpreendentes,com seus tentáculos seduzindo por meio do consumo desmedido as novas platéias, ansiosas de novidades, que não dão uma chance para si e o semelhante, que deixam escapar de suas mãos a chave da felicidade: a realidade simples e prazerosa e oh dó, se lançam vorazes dia e noite na ciranda do mundo virtual. 


 10. Vira mundo, mexe letras,o importante é se manter lúcido,olhar nos olhos do irmão próximo fisicamente e entabular com ele uma prosa gostosa e sem interesses outros a não ser  a amizade pela amizade e sintonia mútuas.


 11. Que tal experimentar o processo, dê um  tempo para  conversar com os versos, afiar a caneta da inspiração, caminhar ao contrário da moda clicada e ter alma do mundo na palma de suas mãos. O resto é ambição, querer aparecer, acanhar a ocasião de sentir o verdadeiro perfume da existência, espantar os amigos felizes e adquirir uma nóia sem perdão

 12. O canal direto da felicidade não sintoniza a máquina que escraviza, mas outro meio, o da praxe universal do bom carácter, dos sonhos sonhados, da prosa à mesa, da repartição do pão, no conjunto trazendo muita e muita satisfação pessoal, vida simples e leveza de intenção. Até lá irmão.

 13. Dado o montante de novidades, ferramentas, links, urls, tudo à mão, a voz do coração encontra-se abafada, mas a onda é passageira, articial, sua teias não conseguirão prender indefinidamente os sonhos do mundo bom, as certezas empíricas de renovação. O sistema um dia vai cair, encontrar-se-á à deriva e ainda restará à alma do mundo uma tábua para salvar sua identidade pessoal. 

 14. O sentido último da existência inexoravelmente bate às portas de cada um, não tem como fugir para canto algum, o jeito é conviver com esta realidade e procurar tornar-se seu aliado na jornada, entendê-lo a fundo requer-se desprendimento, se você se tornar um santo talvez consiga um pouco mais de compreensão, dizem que os poetas também usufruem de suas benesses, o fato que a sabedoria consiste em viver minuto por minuto tendo sempre em vista a fugacidade da vida passageira.

 Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário