quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A duração inteira e o volver dos anos segundo o Eclesiastes

1." ...Que proveito tira o trabalhador de sua obra? Eu vi o trabalho que Deus impôs aos homens: todas as coisas que Deus fez são boas, a seu tempo. Ele pôs, além disso, no seu coração, a duração inteira, sem que ninguém possa compreender a obra divina de um extremo ao outro. Assim eu conclui que nada é melhor para o homem do que alegrar-se e procurar o bem estar durante sua vida; e que comer, beber e gozar do fruto de seu trabalho é um dom de Deus. Reconheci que tudo o que Deus fez subsistirá sempre, sem que se possa ajuntar nada, nem nada suprimir. Deus procede desta maneira para ser temido. Aquilo que é, já existia, e aquilo que há de ser já existiu; Deus chama de novo o que passou." 

2. E o Eclesiastes continua destilando o seu mel de sumido valor espiritual e que lança luzes sobre a realidade social em todos  os tempos e lugares a partir da compreensão maior da vida, a ser vista pela ótica de Deus, eterno e imutável, o senhor da vida e da morte.: "... Debaixo do sol observei ainda o seguinte: a injustiça ocupa o lugar do direito, e a iniquidade ocupa o lugar da injustiça. ( QUE ÉPOCA DESENCONTRADA A NOSSA DO SÉCULO XXI, HEIN!!! ).


3.  E continua o sábio: "... Então eu disse comigo mesmo:"Deus julgará o justo e o ímpio, porque há tempo para todas as coisas e tempo para toda a obra. Eu disse comigo mesmo a respeito dos homens:"Deus quer prová-los e mostrar-lhes que, quanto a eles, são semelhantes aos brutos." Porque o destino dos filhos dos homens e o destino é o mesmo: um mesmo fim os espera. A morte de um é a morte do outro. A ambos foi dado o mesmo sopro, e a vantagem do homem sobre o bruto é nula, porque tudo é vaidade. Todos caminham para um mesmo lugar, todos saem do pó e para o pó voltam.


4. Quem sabe se o sopro de vida dos filhos dos homens se eleva para o alto, e o sopro de vida dos brutos desce para a terra. E verifiquei que nada há de melhor para os homens do que alegrar-se com o fruto de seus trabalhos. Esta é a parte que lhe toca. Pois quem lhe dará a conhecer o que acontecerá com o volver dos anos."


Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário