segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Na era terabit

1. Data da notícia, mas de tanto correr atrás do nada, acabei perdendo o rascunho, que viera a encontrá-lo por acaso hoje e coincidiu com o tema proposto. Todos demonstram pressa, eu também, não sei bem porque bem ao certo, virou um segunda natureza da época atual, ninguém está imune da correria, gostamos dela, nos faz sentir úteis, corremos desde manhã cedo até as horas tardias da noite, ainda mais que a capital paulista tende a não parar mais. Adentramos inevitavelmente na era da "Informação ultrarrápida ", conforme noticia o Diário do Comércio na secção Logo de 24/052011. Tinha feito a anotação na data da notícia, mas de tanto correr acabei perdendo-a. Ao encontrá-la hoje por acaso entre uns papéis no escritório veio a coincidir com tema proposto e estou citando a fonte da preciosidade para os créditos devidos à matéria publicada pelo inteligente Jornal. Tinha feito esta anotação na esperança de postá-la logo e por isso vou citar a fonte da preciosidade...

2. " Cientistas do instituto tecnológico de Karlsruhe, no sudoeste da Alemanha, anunciaram ontem -  no dia 23/05 p.p-  que quebraram o recorde mundial de velocidade de envio de dados. Eles conseguiram enviar 26 terabits de dados - o equivalente a 700 DVDs - em um segundo. Os dados foram enviados para para uma distancia de 50 quilômetros. Este é o maior volume de dados já transportados por um único feixe de raio laser. "

3. "Construimos um processador óptico que lê os dados e os transforma em um sinal luminoso, uma vez no destino, um segundo processador lê o sinal", exemplificou o professor Jürg Leuthold. " É mais um passo no caminho para a denominada internet-terabit, uma rede de redes na qual é  possível a transmissão de uma enorme quantidade de dados a uma grande velocidade.".

4. Vemos que para todo lado tem-se pressa na comunicação, para que tudo isto vai servir? Não me pergunte, pois tenho dúvidas, o fato que estes avanços são estupendos, que deixaria Heinstein boquiaberto e nós também, os raios que ligam as velocidades dos tablets lifes são impressionantes, e é de se esperar que avance propulsionando o bem para melhorar a condição de vida de todos e não afundar ainda mais a humanidade no mal.

5. As conquistas de hoje passaram pelas mãos dos lentes da antiguidade, que in fieri vislumbraram um tempo futuro altamente evoluído e quiseram fossem para beneficiar o mundo, mas tanta velocidade pode tirar os trens dos trilhos e arremessá-los no caos sem volta. O perigo encontra-se na própria força dos elementos,que manuseados indevidamente poderão se transformar em agentes desagregadores dos seus próprios nióbios quânticos.

Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário