sexta-feira, 27 de maio de 2011

Florestas, módulos e grãos

florestas, módulos e grãos
1.Vivo na metrópole paulistana em meio ao seu burburinho frenético, vou ao mercado semanalmente comprar alimentos, quer frutas, legumes, carne, ovos, milharina, etc. e me extasio ante a fartura apresentada nas prateleiras e variedades sem fim de produtos de marca tradicional e as novas- todas de qualidade comprovada.

2.Me preocupa sim o que tramita em Brasília sobre a lei de mudança e complemento do novo código florestal. Conhecimento da questão já se tem de sobra, falta um entendimento consensual para a promulgação oficial das leis que vão gerir o nicho de extrema importância para o Brasil e seu destino no concerto das nações.

3. De cara vemos que as duas espinhas dorsais da questão não são antagônicas, apesar do vozerio que se levanta nos prós e contras, faz parte da política brasileira, é visceral nela as pompas e circunstâncias que envolvem cada debate. 1º tem-se a demanda por grãos, e a produtividade agrícola quer continuar desenvolvendo sua vocação intrinseca
na abastança e fartura que lhe são próprias. 2º a manutenção das riquezas naturais, a preservação urgente do meio ambiente. Então desembocamos na conclusão consagrada: crescer com sustentabilidade.

4. Na teoria está ótimo, quando a prática entra na lida é que são elas.Já vivi no campo e sei a dificuldade da lavoura, a espera pela chuva, os créditos para o plantio, os atravesadores. Conheço bem o mecanismo complicado, até o grão chegar à mesa dos brasileiros é uma viagem insólita.

5.O Brasil prossegue em sua missão de produzir alimentos e desponta como a potência produtiva mais cobiçada do mundo, dado a sua extensão territorial, clima favorável e povo empreendedor. Só falta deixar a gente trabalhar, repensar os exorbitantes impostos, levar às áreas devolutas o crescimento  e desafogar os grandes centros urbanos hiper habitados de seus problemas. E não olvidar a preservação do que resta das florestas,fauna e flora, mananciais e rios.

6.Tudo o que não vise focar estes dois pilares é conversa alongada sem precisão. O Brasil no cenário internacional já despontou como o pêndulo mundial e com sabedoria e critério vai equilibrar a balança, coibir os desmatamentos e valorizar ainda mais a cultura e expansão das atividades rurais.

7. Os satélites do Inpe "constataram em tempo real que aumentaram 475% em 2010, o desmatamento na Amazônia, atingindo 599 filometros quadrados." Um verdadeiro desastre ambiental, irreparável. Uma coisa é ter abastança na mesa do brasileiro, o Brasil ser auto suficiente em grãos. Outra é esta depredação sistemática que está ocorrendo lá. Preservar nossas espécies nativas é de vital importância para o eco equilíbrio. Esperamos de fato que as providências  necessárias sejam tomadas pelos orgão fiscalizadores e competentes demonstrando que o patriotismo não está apenas representado pela bandeira verde e amarela e sim também na conservação da amazônia.

8. Poeta citadino, não tenho olhos só para os problemas urbanos, enxergo a totalidade do brasil brasileiro e afirmo que ele está à altura de seu sonho latente de gigante, tem reservas de generosidade e heroismo, fé em Deus, na Virgem Santa de Aparecida, sua Padroeira bendita e saberá administrar bem estes dois pontos aparentemente conflitantes, mas que cada um a seu modo contribuem para sua grandeza e riqueza natural. Muito pão e esperanças nas mesas dos meus irmãos brasileiros, muito verde em nossas matas do hemisfério do cruzeiro do sul.

9. Os interesses da nação brasileira pairam acima das disputas politicas e de cargos. Preservar o meio ambiente e o ambiente todo não se torna motivo de laureamento é conditio sine qua non, vamos morrer ou sobreviver amanhã. Em 2014 estaremos à beira de 200 milhões de habitantes. Terá lugar e clima bom para todos? Terá  riquezas naturais e crescimeto econômico sustentável a altura de nossos sonhos?

 > Se depender da comunicação, estamos feito, atingimos a marca de mais de 200 milhões de aparelhos celulares comercializados, haja assunto, quando faltam sustâncias, providências concretas e efetivas...

10. Uma política séria e competente deve contemplar desde já dois fatores primordiais: proporcionar o que tiver de melhor de pão e esperanças  de futuro para os brasileiros, mil vezes sim, sem saquear, depredar, comercializar o patrimônio nacional e sagrado das reservas naturais. O bom senso, o equilibrio devem permear as ações de cada brasileiro, governo e empresas e não a sede voraz de lucros, dividendos monetários a qualquer preço.

11. Fácil de entender, difícil de praticar. O eixo consumista parece desconhecer estes fatores e tende a pender  para o lado do lucro e comodismo de uma maneira distorcida.Não existe neste campo questões maiores ou menores e sim atitudes conscientes ou irresponsabilidades cientes. As vezes pequenos atos que somados a outros, passando pela bondade de intenção farão  a diferença para o bem. Não é o ínfimo átomo responsável pela deflagração atômica? Porque não será uma atitude desconhecida, fora da mídia que será o estopim do mundo bom?

12. Cada fôlha de papel por exemplo que você economiza estará evitando o abate de árvores. E a água utilizada não merece parcimonia? Deixar o carro na garagem de vez em quando e caminhar, não aguça o pensamento? Levar o embornal no mercado para as compras demonstra categoria e despreendimento. E fora que é bonito e chique, né!!!

13.Buzinar somente o indispensável no trânsito é sinal de camaradagem, desagrava a poluição dos decibéis. Dar passagem ao pedestre demonstra um ato de generosidade incomum. Dar o lugar para uma dama no assento do ônibus ou metrô é então algo espetacular, que exige cavaleirismo sem comentários. Poderia ficar enchendo esta página de coisinhas a fazer que hoje em dia evaporou-se do viver pós- moderno. Que pena!!!!!!!

14. Um olhar final sobre a Amazônia. Não entendo mesmo,porque os fatos são conhecidos de sobra e mesmo assim não aconteceu ainda uma fôrça tarefa efetiva para coibir de vez a intervenção perniciosa do homem na região. Já estive por lá e constatei na ocasião a quantidade de torras rio abaixo. Quantos gemidos que a moto serra provocou ao derrubar aquelas árvores centenárias, ininterruptamente ao longo de décadas de descaso, abandono e interesses outros, contrários aos anseios naturais e legítimos da pátria canarinha.

15. Não sou adepto do "ou vai ou racha", meu velho pai - de saudosa memória dizia, não vai e racha. Jesus Nazareno na sua sabedoria divina desejou ardentemente que amássemos uns aos outros, e não que nos amassemos uns aos outros. A paz no campo é necessária para a consecução de nossos projetos de união nacional ampla, a preservação de nossas riquezas naturais é fator de salvação de nossa raça brasileira.

16.Chega de violência em todas as esferas da sociedade, como aconteceu a que culminou em tragédia na morte de José Claudio Ribeiro e de sua espôsa Maria do Espírito Santo,em Nova Ipixuna, Pará, ele mestre extrativista e lider local, emboscados cruelmente no dia 24 p.p. Ele era manso e humilde, inteligente e simples que sabia dialogar com a floresta, tirava dela seu sustento e arrimo de vida e constantemente denunciava na forma da lei os carvoeiros e madereiros ilegais e sonhava de fato com um mundo melhor mais humano e solidário.

17. Ah! a floresta virgem tem seus encantos e muitas formas de vida, a flora exuberante, a fauna impressionante e riquezas naturais são abrigadas em seu seio à beça. Está longe de nós,  não a enxergamos visualmente e não partilhamos seu dia a dia, mas ela tá lá com seus movimentos singulares, seus mistérios e ruídos estranhos, suas noites de magia, seus dias dias de luminosidade opaca, seu cheiro ocre, seu orvalho doce, seu dialogos com o rei sol, sua complacência com a irmã lua, que reflete seus clarões nostalgicos sob a copa de sua quase instransponível muralha de fôlhas.

18. Ela é viva tem a seu modo códigos, habitantes, módulos e sementes, abriga suas feras, borboletas, quatis e muitas surprêsas, respira, geme, chora, suas árvores conversam entre si e sonham em continuar centenárias e bem formadas, intocadas, tocando seu refrão nas madrugadas de inusitada movimentação, bailando com a ventania forte, refrescando-se com o aguaceiro norteEnfim, a mata alimenta nos homens o desejo enorme de conhecê-la sem deflorá-la. No coração do Brasil está escondida esta jóia preciosa, que querem inescrupulosamente arrancar. Você que me ouve vai deixar isto acontecer? O destino dela encontra-se em suas mãos! E o seu nas mão dela. Ela protetora do eco sistema está cumprindo sua parte e o homem, ser racional, dotado de tantas qualidades, menospreza, delapida, fere, abate, devasta, viola sua grande aliada, a floresta. Não consigo entenderr tamanha e absurda obtusidade córnea!!!

Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário