sexta-feira, 8 de abril de 2011

Realengo em Sobressaltos...


1.Realengo é um simpático bairro carioca com gente sorridente, afeita ao trabalho e a poesia do seu nome. De clima quente ainda preserva a Mata Atlântica em algum ponto de seus kms quadrados.Remonta a era colonial sua origem e mereceu de Gilberto Gil a música com o refrão popular: "Aquele Abraço" Sou entusiasta do Rio de Janeiro, fiquei afeiçoado aos cariocas, de convívio leve, extrovertidos, pacatos, inteligentes e de bem com a vida. Quando trabalhava na rua do Carmo e atravessava todos os dias as barcas para Niterói, naquele balanço contemplava extático as belezas naturais e os imponderàveis da baia de Guanabara, até hoje não entendo direito porque "o poeta Levi Straus detestou a baia de Guanabara."

2. A cidade maravilhosa  sempre encantou o mundo, apesar de  seus  problemas  metropolitanos  graves  vai continuar na sanha bendita de embelezar os olhos de todos seus filhos que lá moram ,os ausentes, ou simplesmente os que passam por lá no giro turístico.

3. A  surprêsa   triste  veio   ontem  trazendo  em  seu  bojo  a  notícia  horrível  do   holocausto  na   Escola Municipal Tasso da Silveira no bairro do Realengo quando as 8.30 hs um ex-aluno invadiu o local a pretexto de ministrar uma palestra ou retirar o seu histórico escolar e quando abordado iniciou o massacre contra mais de uma dezena de alunos indefesos que sonhavam e se preparavam nas salas de aula  para um futuro melhor, uma condição de vida galgada nos conhecimentos para depois seguirem seu destino no âmbito de suas aspírações.


4. O acontecimento funesto interrompeu o sonho deles e abriu uma ferida quase incurável e pânico nas crianças feridas e em perigo de vida, em todos que presenciaram o explodir da violência gratuíta, nos pais desesperados e nos professores atônitos.
5. O Brasil caiu boquiaberto, o fato ganhou os noticiários internacionais, ante a sanha maldita, parece premeditada, perpretada com truculência horrível contra estes simpáticos jovenzitos, pegos de surprêsas e acantoados para a morte inesperada. Foram alvos de uma mão fortemente armada e bem municionada deste execrável novo herodes.

6.  Nada justifica, nada perdoa este demente,nada que possa dizer irá aliviar a chaga aberta no coração dos pais,professores, alunos do colégio Tasso da Silveira, palco desta barbaridade.Nada vai devolver suas vidas ceifadas de uma maneira brutal e hedionda. 

> Wellington Meneses de Oliveira, sai de sua bolha no dia 7/04 deliberado a matar. Um internauta compulsivo, alheou-se da realidade e foi construindo seu mundo à parte.Frio, calculista para o mal levou a cabo sua intenção, isolado em sua idéias deletérias, não soube trabalhar com o mundo visìvel . Intentou e consumou um ato vil, próprio dos covardes, mediu fôrças com 12 estudantes que tangiam suas canetas no papel e lutavam com os números e a gramática na lousa escolar.  Ganhou as manchetes e a execração geral.

>> Heróis são os professôres que não medem esforços no saber, que se dedicam a ensinar, a formar os jovens para os grandes desafios da vida, heróis são os pais que trabalham de sol a sol, de chuva a chuva para sustentar sua prole, dispensando-lhes carinho e proteção nos moldes da familia tradicional brasileira.
>>> Agora, um indivíduo que se serve da fôrça bruta ou psicologica para qualquer fim deletério, ainda mais este atual, anátema seja sempre.

 7.Prezado amigo, ao aceder este blog, faça comigo um minuto de silêncio em memòria  dos  jovens martirizados,dobre sua alma em solidariedade  às famílias enlutadas e que elas encontrem fôrças necessárias para aguentar o tranco que destruiu num fatídico minuto seus rebentos e as promessas de uma vida feliz junto aos seus filhos amados.

8. Se a prontidão do sargento PM Màrcio Alexandre Alves não fôsse rápida o desastre de vidas teria sido maior. Grande é a dor também de todos os brasileiros neste momento. As averiguações serão feitas pela polícia técnica e ainda é cedo para saber se a atitude insana e perversa do infeliz facínora foi motivada por extremismo, intolerância, fanatismo ou por desequilíbrio mental.

9. É hora da sociedade brasileira repensar suas atitudes e rumos, de abrir seu coração para Deus e pedir as luzes do Espírito Santo Paráclito e tomar providências para que acontecimentos desta monta não se repitam mais. É hora de ummovimento sed contra ou seja devolver ao mal uma resposta firme,fazendo o bem sem limites.

10.  É de alma partida e acabrunhada que anoto hoje , um dia depois do atentado que vitimou 10 meninas, 2 meninos e feriu 20 na Escola Tasso da Silveira no bairo do Realengo-RJ. A comoção social sacudiu o Rio de Janeiro mais forte que um terremoto, mais horrendo que um vulcão em atividade de erupção. O Cristo Redentor está de luto, as famílias, os professores e todos os brasileiros. Uma grito lancinante de indignação saiu do peito  de todos. Meu Deus! Não ! Mil vezes nao! Que desolação! que horror!tingiu estes pequeninos e subiu ao céu azul da cidade maravilhosa misturando  choros, lamentos, e sangue inocente. 

11.Proponho-me a ausentar-me desta página por uns dias para equilibrar o pensamento e rezar pelas almas destes alunos da Escola Tasso da Silveira que tão jovens partiram e vão deixar saudades a seus pais, professores e colegas de classe. Em união com todos e na vigilia de orações e homenagens realizadas em frente ao seu colégio presto a minha solidariedade máxima neste momento de dor.

  12. Não sei mais o que dizer... a não ser: - Senhor, salvai-nos porque perecemos a cada minuto, morremos vítimas do acaso ou da premeditação do mal, padecemos com estas balas mortíferas, choramos juntos o choro da compunção, abraçamos os entes queridos , tentamos unidos encontrar a explicação??? Interrogamos sim ao silêncio em preces pesarosas e recebemos um não como resposta!!! Lágrimas já não temos, apoiados na fé imploramos o conforto, confortamos com olhar distante, olhamos os lares desfeitos consternados e despedaçados e nos amordaçamos inconformados.

@ E junto ao túmulo de cada estudante vemos surgir a promessa de lutar ao máximo e esforçar para que a maldade não prevaleça em terras brasileiras e um não categórico contra  toda violência, fanatismo, intolerância e extrtemismos emerge com resolução reinvidicando das leis vigentes no pais a pena da aplicação em toda a sua extensão, conscientes de que nada escapa aos tribunais inafiançaveis de Deus,legislador do mundo que criou.

 13. Ao Cristo Redentor, à Virgem Santa, a São Sebastião, Santo Guerreiro elevamos um canto derradeiro, marelhado de sangue inocente... e em forma de súplica insistente: olhai para o Rio de Janeiro, para Realengo, oh! São Clemente, que ele encontre o elo perdido e retome a esperança interrompida do mundo bom como queria Drumond.

 14. Que os Cariocas aparelhem novamente suas vidas despedaçadas, livres das peias e grilhões maliciosos, da violências e outras doenças. Que privem com o bem, a harmonia, a paz e a concórdia social, ideais perenes, longe das mentiras e do relativismo.

  15.Que seu destino de sol pleno projete raios amenos doravante sobre a população da simpática e sobressaltada Realengo.

 16. Que hoje geme em lágrimas, lutos  e dores, perplexa em seus pavores, esmaecida em sua côres, atingida pelo algoz, repudia inconforme o ato atroz.
 17. E revela sua luta, que irá vencer as mil faces do mal, recompondo a vida, restaurando a moldura, delineando os contornos do Bem, esperando de Cristo Redentor em proporção ao desastre o Milagre da Sublimação.

- As rosas que o vento do destino varreu tão impiedosamente continuarão a ser sempre rosas cores de rosas, rosas flôres, rosas amôres e desabrocharam nos jardins sublimes da presença de  Deus, dos anjos e santos. O bem sempre vence a sombra do mal...

Helder Tadeu Chaia Alvim

Postar um comentário