terça-feira, 22 de março de 2011

sensações indeléveis

1. Amigo que lê o que escrevo na humildade de minha condição do último dos poetas, na esperança de dias melhores para a humanidade, tão chicoteada de todos os lados.Sei que está dificil manter o equilibrio calmo neste mundo insensato,fragmentado, que  super valoriza valores materiais em detrimento de outros perenes: os espirituais.

2. Debatemo-nos entre dois universos totalmente opostos, um de aparência cansada, outro de compleição divina.Sempre o bem sobrepujará o mal por isso vai um conselho neste dia em que os noticiários estampam bombas e mísseis a perder de vistas:

3." Apague com um sorriso toda a tristeza que lhe invade a alma, assim não dará aos que te odeiam a alegria de te ver chorando, mas dará aos que te amam a alegria de te ver sorrindo." Depois disponha-se a descansar calmamente o ser,longe do vozerio sem alma deste mundo perverso que desconhece os valores e sabores eternos, que teima em permanecer em cima do muro, murando sua vida de vaidades e obstruindo a verdadeira paz e felicidade de situação.

4. O momento atual se assemelha ao tempo do evangelho quando 'Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galiléia, atravessando a região da Decápole' e curou aquele homem surdo mudo... Hoje a multidão vagueia a espera de milagres e muitas vezes vão seguir lobos transmudados em ovelhas.E Jesus, aparta da multidão aquele em que quer curar, instrui-lhe com ritos eficazes e sussurra em seu ouvido: 'Efatá'

5. E como predisse o profeta Isaías: ' O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos, assim como brotarão águas no deserto e jorrarão torrentes no lugar ermo. A terra árida se trnsformará em lago, e a região sedenta em fontes d'água.'
6.    Em memória  da  mãe mais doce do mundo...Mãe Geralda,que falta   você     faz! Ah!  aos sábados à tarde costuma te ligar, e do outro lado da linha uma voz   meiga, suave, materna soava qual música melodiosa em meus ouvidos: -  Meu filho, você esta bem? Ela os ensinou que o importante na vida, não é    ter, mas ser! E ao partir... deixou para eles a herança de três preciosos sorrisos!!!    Hoje não tenho mais a quem ligar a não ser lembrar e chorar...                                                                
                              
Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário