quinta-feira, 3 de março de 2011

Almazen na Era do Medo Tsunaminiano...

1. A par das noticias boas que circulam por ai, como p. ex. que a UE ve ser factivel a reducao de Co2 em um percentual bastante elevado: Entao o tempo dos combustiveis fosseis estaria com os dias contados. Nao sera para os meus olhos pois estendem a meta final de 80 a 90% para 2050. Ate la muita fuligem sera despejada na atmosfera para ser consumida pelo pulmao da Terra. Mas pelo menos tencionam desde ja fazer os cortes graduais. Otimo nao e mesmo? A materia interessante e oportuna pode ser lida na integra em 12- Logo - Meio Ambiente - Diario do Comercio de 18/02/2011.

2. Existem aqueles especialistas que afirmam peremptoriamente que o aquecimento global deve-se ao fato das explosoes do astro rei que tem ocorrido conforme noticiarios. A realidade e que esta tudo destemperado e as surpresas climaticas a nivel mundial tao fazendo estragos apocalipticos e tsunaminianos. Tambem a interferencia inocua do homem tem colaborado enormemente para as tragedias anunciadas ou nao.

3. Tambem in Logo li no citado matutino paulista que: "Quatro moradores de rua de Nova York se tornaram estrelas da rede social de MicroblogsTwiter."Vejo altamente positiva esta iniciativa solidaria de ..." 3 estagiarios da agencia de propaganda BB4." Iniciativa esta ao infinito construtiva que propicia aos sem tetos sonhar, viabilisando suas ideias e desejos incubados sob a triste situacao a que se encontram. Como seria bom se a empreitada fose vitoriosa para todos eles em cada nacao, cidade deste mundao sem fronteiras, muitas vezes capaz, precisando urgentemente retirar suas viseiras e abrir de para em par sua mente para o pensamento do mundo bom, como este blog tem frisado inumeras vezes.

4. A sociedade humana vive em seu conjunto o medo ao estopor.A rua nao e segura, o teto perdeu suas cores vivas, a vida esta por um fio. O morador de rua de olhar vazio, solitario na imensa multidao, este esquecido sem voz, cabisbaixo no seu silencio atroz, finalmente encontra 3 maos abencoadas que os ajudam a romper seu anonimato e comecam a fazer historia na era do consumo veloz. Ele calmo, sai de sua aparente inercia e comeca a movimentar-se lentamente na direcao de sua identidade perdida. Nao e fabuloso e alentador tudo isso?

5. E de se esperar que Sao Paulo, especificamente a locomotiva do Brasil,pilote esta ideia inedita e solucione a questao do nosso morador de rua, nosso irmao de alma eterna, apenas faltoso do minimo do minimo para sobreviver.Vamos nos unir mocada dos blogs googleanos e bolar algo factivel, se preterirmos hoje o irmao nosso, amanha na curva de algum caminho sem volta, a historia nos atropelara impiedosamente. E hora de comecar, a ex. dos 3 jovens publicitarios nova yorquianos, a comecar a fazer um leve para os irmaos moradores de rua de nossa extensa metropole e mostrar de fato que alem de versos e prosas, o calor humano cala fundo em nossa alma zen, ta bem assim?

6. Em algum lugar deste blog deixei registrado algumas consideracoes extensas sobre este assunto.Fica a disposicao dos estudiosos e realizadores interessados em promover o bem estar social deles em larga escala e seriedade abrangente. Eles sao gente, uma parcela diminuta e crescente que merece sair de uma vez por todas de suas vazias ilusoes, de seu destino sombrio e ver a luz que nasce para todos.

7. Hoje seu estado e de exclusao ostensiva e que esta missiva curta alongue bons animos e os empurre para uma vida digna, tranquila e sobretudo humana em toda a extensao da palavra. Por mais que escreva e lamente, grite e gema estes versos pequenos nao conseguiriam descrever o abandono a que foram deixados por decadas, o descaso e a sorte contraria de sua condicao inhumana.

8. Ja senti na pele o prejuizo e se hoje escrevo isto com carinho e coracao partido agradeco a oportunidade  que me tirou das minhas andancas nulas e me proporcionou um pouco de lucidez. E urgente este movimento, pois o estomago vazio, a falta de banho, o teto a ceu aberto entorpece a vida e amarga a existencia. Quem sabe vc que le este comentario possa ajudar e se unir em prol do morador de rua. Ele precisa voltar a sorrir e sentir que a vida, apesar das lutas e batalhas, apesar de ser finita, vale um tantinho apenas, e este pouco volte a crepitar no seu fogao e reacenda suas esperancas...

Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário