quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Cliques Amigos na Era Cibernética

1. Funcionalidade é a fina ponta na atualidade. Concordo em termos pois nem tudo que funciona é bom. A bondade em si já se basta a si mesmo. Não é porque a propaganda focou um determinado objeto, ressaltou suas vantagens que devo achar o máximo. Isto vale para a vida, para a política e também no relacionamento pessoal, de emprego, na sociedade.

2.Praticidade, outro termo esquisito demais, em seu nome simplifica-se tudo de uma maneira muito imediatista o que significa ausência daquele tônico que sustenta a atmosfera dando um sentido forte de sonhos, ideais e tudo o mais de bom.

3.Por isso vou mencionar um detalhe da maior importânciaa em minha vida de blogueiro da Google soberana. Em uníssono com as aspirações transcendentais de meus amigos on line, vou registrar seus cliques agora atualizados. 

4. Sem demora quero relatar e aproveitar para agradecer de coração esta leitura que fazem de minhas humildes canções, vcs todos são a razão de ser, a animação de minhas manhãs ensolaradas.É imensamente gratificante ver nas estatísticas que em diversos países este mínimo teve o obsequio de um clique ou mais, de amigos que não conheço pessoalmente e que hoje agradeço cabalmente a atenção.

5.Do Brasil brasileiro, minhas lembranças eu ofereço, terra do jeitinho, do coração largo; os Estados Unidos, quem diria leu também este site e de uma maneira franca aprovou meus versos mínimos.O Canadá não ficou atrás e aquiesceu minha nomenclatura.

6.Também Portugal de além mar, pioneiro dos mares e dos feitos heróicos de Ceuta e Travancor, mãe pátria da nossa querida língua lusitana, um primor. O Reino Unido de Sua Majestade, também acessou com estilo e classe.O Peru em Lima das lisuras me prestigiou e agradeço a altura de sua consideração.

7.A Rússia das belezas e inteligências ancestrais esteve presente à leitura, a Ucrânia das tiaras e anseios consequentes, a Alemanha de critérios universais, seguida da Bela Itália dos Papas, Cézares e Cardeais de glórias imortais.E muito me emocionou da distante não menos querida Republic of Belarus algúem se lembrou de mim, agradeço muito a citação e prometo não esquecer a consideração.

8.Se por descuido involuntário a citação não atingiu outras plagas, vai o pedido de clemência, por certo ainda vou nomeá-las na próxima instância e pela aderência ao meu tratado singela e constância na amizade, eu revelo.

9. Nesta era cibernética onde pululam tantas interferências inócuas, maliciosas, quando são ultrapassados os limites aceitáveis da comunicação ou seja uma guerra travada no âmbito eletrônico mundial que ameaça os sistemas de segurança dos paises fica em contra partida a certeza que este blog e seus acessantes estão engajados no mundo bom e a nossa conversa é de união, harmonia  sem fronteiras e que nas mãos deles fica sempre um pouco de perfume da paz total.

10.Depois de tudo deixo o agradecimento cordial, um abraço de calor sincero, vocês todos se tornaram a luz de meus olhos, a beleza e o encanto da solidariedade universal, que não armam fronteiras para o bem querer.

11.Entendem na sua prospecção profícua a importância deste intercâmbio cultural, a par das diferenças de língua e costumes, erguem bem alto o estandarte da harmonia na diversidade, captaram a interação procedente destas rimas mínimas, que querem alargar horizontes, entrelaçar na concórdia os povos e as nações.

12. Quisera no alcance singelo destas palavras, que elas chegassem a muitas outras mãos  que plugam o conhecimento nos quatro cantos do planeta sequiosas do bem para interagir com os poetas ensaistas brasileiros os caminhos da poesia - lugar comum
do mundo bom como queria o inigualável mestre Carlos Drumond de Andrade.

13.Estou atento e sempre propenso em ouvir, dialogar, pois entendo que essência e consciência de dias melhores, da sustentabilidade de convicções exatas será a chave para futuras transformações no consenso da verdade.

14. Se Deus nos concedeu em sua bondade ilimitada o sopro de vida, se redimiu o mundo do pecado na cruz ignominiosa e nos legou sua presença eucaristica na última ceia, se deixou Maria Santíssima nossa mãe por adoção, porque  equalizá esta mesma vida na sintonia eterna, na clave perene transformadora que nos fará de homens, anjos da era quântica do amor.

Helder Tadeu Chaia Alvim



Postar um comentário