segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Jesus Cristo pop star por excelência

1. Do alto do seu inegável prestígio Sir Elton John estrapolou ao fazer afirmações sobre Jesus na revista "Parade" ganhando grande destaque no tablóide "The Sun". Será que ele desconhece o mundo pluralista que estamos vivendo? Onde fica o respeito pela religião?

2.Vejo que o talentoso músico, compositor e produtor desconhece totalmente a natureza da realidade divina, os dogmas, os conceitos e belezas do cristianismo. Se fôsse para polemizar, os argumentos teológicos e filosóficos seriam numerosos. Não é o caso! Acho que o músico pop star, que admiro foi além do seu conhecimento e soltou ao vento a declaração enunciada. Talvez quiz chamar para si os holofotes voltados atualmente para as tremendas catástrofes e crises mundiais. Não posso aceitar sua declaração leviana, no mínimo de mal tom.

3. Sir Elton Hercules John apelou e feriu os sentimentos dos seguidores de Cristo,chamando para suas preferências sexuais a figura do Redentor Crucificado,impingindo a eles um dano moral. Acho que na sua classe e inteligência , ao refletir vai se retratar e como pessoa pública notória medirá doravante as palavras.

4. O livre arbítrio faculta a toda pessoa escolher planos e destinos, agora não é de bom tom emitir uma opinião que destoe de uma verdade conhecida e crida como tal por milhões de homens em todos os tempos e embasada na sagrada escritura, nos escritos dos padres da Igreja, na tradição. Ainda mais em se tratando da figura pop star por excelência de Jesus Cristo de incontestável missão divina, anunciada pelos profetas, de todas as circunstâncias que envolveram seu nascimento, enfim da vida pública e milagres que até hoje espanta os incrédulos e entusiasma os que professam a fé em sua divindade e pureza ilibada.

5. O ativista filantropo ao equiparar Cristo a um sentimentalismo terreno e gay vai contra a doutrina do Nazareno que do alto do gólgota deixou 7 palavras de uma importância vital para a humanidade e que Shultz traz em sua magnífica cantata.

6.As verdades que Cristo- o grande poeta dos versos perdidos - ensinou, transcendem nosso entendimento humano nem por isso fere a lei natural e são seguidas por milhões de pessoas em todo o mundo, elas inauguraram uma era de paz, harmonia, perdão sem limites, crescimento espiritual, tingiram de sangue o coliseu romano, enfrentaram dez perseguições, foram acalentas à luz de velas nas catacumbas, desafiaram potentados e barbáros, trouxeram a luz da razão a muitos povos, fizeram missionários do quilate de Francisco Xavier, o brasileiro Frei Antonio de S'antana Galvão,Tereza D'ávila e Therezinha de Jesus, João Bosco,entre uma infinidade de outras estrelas de 1ª grandeza- todos eles ávidos de um sentir diferente. Não há como negar.

7.Concluo que a comparação descabida veiculada recentemente na imprensa sobre a pretensa sexualidade de Cristo passa longe dos planos de Deus para a raça humana,destoa da ascese cristã. Pensar assim, sir Elton Jonh seria um antagonismo absurdo, a mesma coisa que os elementos água e fogo pudessem coabitar no mesmo espaço simétrico e quântico sem perder suas inerentes qualidades.

8. O posicionamento do pianista, digo, é uma inverdade histórica. O tempo passa e com ela a maturidade chega e não ficarei surprêso se um dia Elton Jonh afirmar o contrário em sua canções. O homem é finito, a infinitude plena é inerente a Deus,que na pureza de suas intenções fez emergir do grande caos a vida e pensando nisto vou fazer ouvidos surdos as afirmações do célebre cantor. É o melhor que tenho a fazer.

9.Nas margens lendárias do rio Jordão Jesus revela a sua divindade aoser batizado por João Batista. Hoje o Cristo continua presente na sua Igreja e propenso a perdoar e elevar os homens acimas das querelas humanas. Ele, o filho do Deus vivo - como professa Pedro, a rocha angular, continua sereno,emocionalmente perfeito e integro, no leme da sua Igreja. Passam os séculos, as celebridades se apagam e o salvador continua e continua, incansável conduzindo a nau para o porto de aguas cristalinas e eternas.

10.Bem , agradeço a atenção, amigo de sua leitura. O pianista que foi além da música ainda não percebeu o desacerto de sua fala recente envolvendo a pessoa divina do Mestre. A vida continua seu trajeto normal os que negam continuarão negando e o que afirmam, sem dúvida continuarão também com sua afirmações. Espero sinceramente que o ativista Elton percorra ainda o caminho da sua gloriosa arte musical e não confunda mais a misericordia dos dogmas com a sexualidade pop. Nada a ver!!!

Helder Tadeu Chaia Alvim
Postar um comentário