terça-feira, 28 de abril de 2009

Grãos em abundância

1.Quando escrevo estas linhas, lembro-me de uma matéria da maior importância que li no Diário do Comércio outro dia, não me lembro a data, no entanto credito a favor deste conceituado matutino paulista a inteligente e explanada informação da mais alta relevância para àqueles que tem o sentir exato da brasilidade em seu peito verde-amarelo. Fiquei contente, neste momento crucial para a economia mundial, onde vemos gigantes revelarem seus pequenos pés de barro, pois bem o Brasil expande sua produção de grãos em escala acelerada:" 135 milhões de toneladas é a previsão da sua safra para este exercício de 2009, o que representa 6% da produção no mundo todo."

2.Se a notícia é alvissareira, a escassez de alimentos é notória em nosso mundo globalizado - os antigos egípcios que o digam - se dominamos a tecnologia adequada, se produzimos soja, milho,café, carne e etanol em patamares invejáveis, é sinal que vamos gerar riquezas para o nosso povo, melhor condição de vida e espera-se do governo que aparelhe com malhas ferroviárias , à maneira do Visconde de Maúa, permitindo o total escoamento em tempo hábil de nossa produção.

3.País do futuro, de passado distante, do esforço no presente, reconhecido mundialmente, que bom! Ocupamos lugar de destaque na FAO, etc... Julgamos ser de nossa obrigação assimilarmos nosso progresso em outras áreas, na educação, no combate à violência crescente, na saúde pública,transporte, na total transparência e controle das contas públicas.

4.E ainda conforme o artigo citado, não alcançamos o limite de nossa área cultivável, os analistas apontam que ainda tem um longo caminho á percorrer, melhor que isso! Não existe! Ao longo de nossa história chegaram povos de toda a parte e que fizeram a diferença com seu trabalho árduo, esforço e gosto pensado. E o Brasil tornou-se à altura de seu sonho latente.

5.É motivo de alegria e alento esta notícia da safra monumental pescada em alguns tópicos do DIÁRIO DO COMÉRCIO, que aliás traz matérias em todas as áreas da informação com competência e apresentação,admiráveis. E ela estaria completa se os especialistas apontassem também uma outra saída, uma vez que "a sobrevivência das espécies está cada vez mais ameaçada por danos ambientais". E aí, vamos melhorar isso? Se não vamos perder o juízo? E nossa vocação de potência, ficará só na aparência! Colherá o fiasco, não acho justo!

6. Vivemos em São Paulo, cidade que foi fruto de muito esforço e trabalho dos Bandeirantes,Nóbrega e Anchieta, que hoje também sofre a rescessão renascida , que tumultua a cabeça e o bolso da maioria. Mas, desanimar não, outra notícia do Diário do Comércio estampada no caderno E4 de 5/5/2009 que: "de 34 mil empregos em março, 98% foram gerados em SP." oh! Então vamos para frente, minha gente, sempre existem saídas meritórias.

Helder Chaia Alvim
Poeta Minimalista
Postar um comentário