sexta-feira, 22 de maio de 2015

o véu da incredulidade eclesial x perspectivas graduais

                  O véu da incredulidade eclesial x perspectivas graduais...
                          (' somos todos nós')
1.       Ah! Brasil, quantas potencialidades desperdiçadas, quanta loucura em seu território continental, quantas verbas açabarcadas impunemente, quanto joio misturado ao trigo, quantas  suas riquezas de solo, quanta bio diversidade, quantas malfadadas turbulências institucionais, quantas aparências falsas de amor cívico desses e dessas,  gente de espirito farisaico que se utiliza de cargos públicos para surrupiar a mãe pátria, república federativa.
2.       Ela, coitada se desfalece todos os dias, os noticiários que o digam, com rumores verídicos de corrupção, interrogações econômicas pairam em seu horizonte, todo ele de norte a sul, leste a oeste toldado de nuvens espessas, e não há estadista que as faça dissipar para o bem do povo e o começo de um novo tempo realmente bom para todos.
3.       O bem comum maior inerente aos seus mais de 207 milhões de habitantes foge de suas mãos calejadas de esforço outonal, sua face pinga de suor gélido, suas pernas fraquejam e o gigante adormecido em seu peito morre de estagnação doentia.
4.       E há motivos para se supor que a situação da Res Publica beira ao caos, um caos provocado com finalidades que se ocultam do povo ordeiro, no discurso nos plenários  as intenções quase não se disfarçam e o confronto entre o bem e o mal se avizinham, as nuvens carregadas de miasmas já anunciam a escatologia para um Brasil que deveria ser solidário, justo, farto e caloroso e não o foi exatamente ao longo do exercício da sua democracia.
5.       Fez carreira sim a corrupção, com causa honoris para muitos investigados no Mensalão e a Lava a Jato, e para outros tantos que ainda não apareceram na lista top dos novos vendilhões do templo sagrado da republica canarinha.
6.       Rumos tortuosos que se imprimem, e impunes blasonam e nada parece mudar na nação estatisticamente de maioria católica do planeta. Uma avalanche reveladora paira no ar, e seu destino mais uma vez poderá ser definido pelos bispos brasileiros em sua preleção social, em sua visão maior de bem comum, justiça e paz outorgada pelo crucificado há dois milênios atrás no gólgota salvifico.
7.       Em sua função pastoral, indiscutivelmente possuem as ferramentas de prestigio secular e onde o pêndulo de suas decisões tender advirá a salvação de uma terra outrora denominada  Santa Cruz.
8.       Em não se trata aqui de recurso rítmico deste quase poeta das ruas paulistanas, nem tão pouco de inspiração momentânea de uma sexta feira qualquer. O problema existe fora da fábula brasileira e é mais sério do que se possa imaginar acarretando proporções de dimensões tristes e  irreversíveis.
9.       E eu que pensei não ter que dissertar na prosa e verso sentidos, me vejo no meio de um turbilhão de teses elaboradas antanho e que começam a tomar corpo nas mãos que deveriam anunciar o evangelho e não uma teologia mundana de libertação.
10.   Voltar a um tempo em que muitos de vocês ainda não tinham nascido, mas já havia um escopo conceitual de uma  tal de Teologia da Libertação assombrando a Igreja de Cristo, tentando reformular os dogmas e as verdades do Evangelho à partir da ótica ‘critica’, e  a sociedade em sua organicidade materialista.
11.   No momento atual como discorre magistralmente Pe. Genésio - Frates Unum.com', em que " as instituições democráticas que caracterizam um estado de direito, encontram-se fragilizadas", será a ocasião perfeita para a Reforma Política em pauta. A meu ver esta dita reforma em três momentos acenando para uma nova constituinte seria temerária e levaria uma hegemonia absurda do partido dominante.
12.   Aí que entra em cena a CNBB e seu prestigio, mesmo contrariando a maioria dos bispos, seus dirigentes parecem querer de fato se alinhar ‘ a reinterpretação secularista da Igreja’, e para tal fim seriam capazes de arrecadar assinaturas para pressionar no sentido de aprovar na integra a Reforma Politica.
13.   Seria uma espécie de imposição despropositada , começando por mãos sagradas de pura evangelização, com a missão etérea de encaminhar a grei ao reino do outro mundo, aquele que nem as traças e os ladrões abocanham para si.
14.   A tão propalada ‘hermenêutica politica do evangelho como preconizara o Pe. Gustavo Gutierrez parece  ganhar corpo e ação no ide[ario da CNBB, calçada que está pela OAB e mais alguns movimentos sociais de base.
15.   O perigo está nas nossas barbas uma ‘reflexão crítica’ da sociedade, uma libertação que escraviza renasce na atual conjuntura politica brasileira redefinindo-a, contrapondo-a à tradição pátria e cristã.
16.   A maioria do povo brasileiro, de carácter cordato e inocente não está se dando conta do que estão aprontando os títeres e ideólogos desta reforma politica, nem mesmo os bispos, continuadores da verdade de Pedro estão conscientes da situação, uma porque empenhados na salvação da alma deixam as questões politico sociais a quem é de direito, outra porque nesta sociedade laica a politica anda nas antípodas dos sucessores de Cristo.
17.   E o Partido dos trabalhadores, hoje frágil e tergiverso, peitado nas ruas soberanas por milhões de cidadãos in conformes, ganha um aliado e tanto, seu amigo antigo, pois das fileiras da comunidades eclesiais de base ( CEBS) advieram muitos de seus lideres atuais. Em outras palavras o que de melhor poderia acontecer ao PT, do que usar o peso social da Igreja para acelerar o processo de transformações da estruturas sociais, carcomidas que foram por anos e anos de corrupção, nem precisamos afirmar e sim constatar...
18.   Eis a dialética, a crítica e a síntese de Karl Marx prestes a imigrar para a realidade brasileira. Tanto que veem na pastoral de Leonardo Boff uma espécie ‘ salvação orgânica’ em última e triste análise: usar a Bíblia, apenas como instrumento para levar o povo brasileiro á revolta, à luta de classes, enfim!
19.   Vislumbra-se uma nova cosmologia com este Projeto de Reforma Política  e a utopia ultrapassada do Forum de São Paulo sonhar em criar ‘ a grande pátria latino americana’  e poderá  se concretizar num  próximo outono sob a batuta  perversa o materialismo econômico.
20.   E o futuro se tolda para mais de 207 milhões de brasileiros...  caberá aos cidadãos não se deixarem se levar por esta falsa aparência de mudança verdadeira, e aos bispos muito discernimento nesta ação, pois apoiar o Brasil significa não aceitar este ‘projeto de reforma politica’ e sim  a paz de Cristo no reino de Cristo ou seja na alma da nação brasileira.
21.   Se o momento presente tá osso, o porvir poderá  melhorar, pois ‘ não podemos cruzar os braços diante  dAquele que no-los abriu na cruz’. Desta forma, irmãos e irmãs caríssimos o disfarce eclesial orgânico cairá por terra e o véu da incredulidade  e ceticismo se partirá ao meio e veremos a verdadeira face do Brasil e suas perspectivas graduais de novo tempo aflorar na Terra de Santa Cruz sob a  égide bendita   da    Virgem Mãe Aparecida, Rosa Mística de Eleição!
22. Pode parecer confuso ou surreal o que foi escrito, mas é isso no livre exercício expressado na liberdade de opinar como cidadão da republica federativa do brasil. Perspectivas graduais nos aguardam a todos na curva retilínea da história?
23. Ou, ou o véu da incredulidade eclesial cobrirá o extenso país, suas matas virgens, seus anseios de mundo bom e sua fé no Cordeiro infinito?
> Sem titubear vou eleger a primeira, pois é a cara da brasilidade, daquela paz no campo, harmonia na cidade, abastança na mesa e fé no peito.
24. A segunda alternativa, equivocada em sua visão errônea da realidade brasileira, sabemos não representa nada, nem tão pouco o brasil de todos nós, apenas interesses excusos de uma minoria articulada.
 25. O Brasil que o povo quer, o brasil das ruas soberanas é o autêntico, e o auto determinado pais do sonho latente de liberdade de Nóbrega e Anchieta e de tantos outros que aqui deixaram seu rastro de fé, esperança e caridade de fogo. à moda do Ubuntu sagrado de Mãe África bendita ( somos todos nós)
26. É o Brasil da diversidade na unidade federativa com oportunidades iguais para todos, o brasil da bio  sustentabilidade não só econômica mas anímica, uma pátria reflexionada no bem comum maior com + segurança, + educação, + saúde, e + muito + punição exemplar aos corruptos. Um pais plugado constantemente na probidade administrativa, um pais à altura de seu sonho latente de liberdade.
27. Esses episódios tristes e degradantes da  atualidade vão cessar, e a soberania vai prevalecer, a democracia se fortalecer, e acrescentar uma pitada de modernidade, sem olvidar os valores pátrios, e juntos  alavancar o gigante em graduais conquistas empiricas.
28. Este blogger e seu autor mínimo não carece de partido ou entrevista, almeja do fundo do coração que esta noite infinda de tristezas se afaste do solo brasileiro, que raie o dia pleno da Rosa Mistica, por isso este apelo urgente às rimas 'areunidas', o texto em questão é de carácter interativo e sua divulgação será apropriada à moda do Ubuntu sagrado de Mão áfrica Bendita: ' somos todos nós' ou seremos arrastados incontinenti para outras praias não remansas mas galopadas de desilusões.

      São Paulo 22 de maio de 2015
      Festa de  Santa  Rita de Cássia

      Helder Tadeu Chaia Alvim

      Poeta minimalista
Postar um comentário