terça-feira, 8 de março de 2016

a obra primeira da criação

a obra primeira da criação


       1. Todas as maravilhas da terra se resumem, ao meu ver, em uma só palavra: Mulher. Que nome é esse que carrega em si muitos significados? Que criatura e essa que nos faz perder o folego? Que beleza é essa que ofusca o sol, que faz sombra à lua, e espanta os anjos arcanos? 

      2. Mulher, mãe, irmã, filha, enteada, amiga, amada, namorada, noiva, esposa: coração de mil riquezas, escrínio de singeleza, oceano de inspiração, razão de alegria,  encanto, devoção, tudo numa só palavra: mulher!

       3. No entanto ela move o mundo, intui o momento, enxerga o futuro primeiro que tudo, se inunda de preocupação, imprescindível no universo, por isso a razão desses versos escritos ao amanhecer de março findando o verão, de chuvas aqui em Sampa, r calor no meu querido estado do Espirito Santo.

       4. Ah! mulher, um pomar lindo de rimar, um oceano imenso de amor, uma fonte inesgotável de inspiração, você me ensina todos os dias, que rimar é uma forma sui generis de amar... oh! mar de ternura e solicitude, não alcanço nunca sua inteligencia, mas admiro sua aparência meiga, frágil, mas de forte impacto de amor! Mulher, mãe, virgem, és a mãe de um Deus humanado , e minha mãe também!

        5. Mulher, obrigado por você existir em minha vida, perdoe os dissabores que o homem tolo a fez sentir, você só você deixa minha vida mais pura, humana, divina, e alegre, com sabor diferente. Mulher, compreendo suas razões, admiro sua intuição, gosto de seu abraço, me extasio por sua beleza, adoro ouvir sua voz, mulher que na aparente fragilidade, és forte, de uma força suave e plena!

        6. Mulher, que na adversidade chora muitas vezes lágrimas de sangue, no intimo de seu ser destila amor sem limites, e´s o meu farol e de todos aqueles que descobriram a beleza escondida do seu carácter, sua essência de mel, farol, mil vezes farol que me guia no mar agitado desta vida ' marvada', sua bondade é luz que não se extingue jamais.

            7. Mulher, feliz seu dia hoje, doce mulher, não canso de repetir seu nome, de extasiar com seu olhar de luz, obra primeira saída das mãos do criador, pois em face do mundo bom que há de vir, seu perfume mistico exalará duplat, e reservas e generosidade e heroísmo, capazes juntos de transformar o mundo, e assim será!

           Helder Chaia Alvim
           
       

        

     

Postar um comentário